Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/20082
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Aberto
Title: As ladainhas e os corridos da capoeira Angola: uma das formas de resistência do canto negro
Author: Silva, César Paulo
First Advisor: Machado, Maria Clara Tomaz
First member of the Committee: Katrib, Cairo Mohamed Ibraim
Second member of the Committee: Santos, Tadeu Pereira dos
Summary: Neste trabalho, investigam-se os diálogos das ladainhas, louvações e corridos, da capoeira Angola. Na musicalidade compreende-se que as mensagens transmitidas pelas letras das músicas da capoeira Angola são importantes fontes de saberes relacionados à quantidade de preconceitos religiosos, de raça, de gênero, políticos, entre outros. As músicas na capoeira Angola são chamadas de ladainhas, louvações e corridos, elas são executadas especificamente para a realização da roda de capoeira. As ladainhas, louvações e corridos têm a função de ensinar e conduzir os jogadores para um diálogo na roda. Elas potencializam práticas educativas não-formais, analisadas na perspectiva intercultural. A musicalidade da capoeira Angola torna-se como que um fio condutor por onde passa o enredo argumentativo de temas pouco discutidos nas cadeiras escolares e acadêmicas. Os cantadores nas rodas de capoeira Angola, que geralmente são os mestres(as), através dos cantos têm a capacidade de expressar diferentes espaços-tempo. As músicas da capoeira Angola voltam no tempo, passam pelo presente e nos instruem para o futuro. As mensagens das músicas da capoeira Angola mostram que ela é hoje praticada no Brasil e em diversos países como Estados Unidos, Alemanha, França, Espanha, Japão. Tem sua origem no Ngolo, ritual ancestral dos negros bantos do sul de Angola. O Ngolo, ou “dança da zebra”, conhecido também como Mufico, Efico ou Efundula, era um ritual que marcava a passagem das meninas à vida adulta e hoje é patrimônio do Brasil. Analisa-se a capoeira Angola através das músicas e percebe-se um campo de poder, entende-se que nela também há hierarquias e regras no jogo, no qual as músicas são um dos elementos centrais. Além da importância dos mestres na capoeira para transmitir seus conhecimentos pelas falas ou pelos seus gestos corporais, a oralidade e as memórias dos mestres fornecem possibilidades na construção do conhecimento histórico dos mais novos na capoeira. Pelas músicas se percebe a ligação da capoeira Angola com a religiosidade africana e afro-brasileira, e através das análises das ladainhas, louvações e corridos se possibilitará um pensamento sobre a historiografia brasileira.
Notes: Palavras-chave criadas pelo pesquisador dos Projetos (Per)cursos da graduação em História: entre a iniciação científica e a conclusão de curso (PROGRAD/DIREN/UFU 2017/2018) e Entre a iniciação científica e a conclusão de curso: a produção monográfica dos Cursos de Graduação em História da UFU (PIBIC EM CNPq/UFU 2017-2018).
Keywords: Capoeira Angola
Canto negro
Resistência
Brasil
Hoje
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: SILVA, César Paulo. As ladainhas e os corridos da capoeira Angola: uma das formas de resistência do canto negro. 2015. 83 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/20082
Date of defense: 2015
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LadainhasCorridosCapoeira.pdfTCC3.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.