Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19910
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: O ensino da leitura e da escrita para alunos da educação especial: interface com a psicopedagogia
Other Titles: The teaching of reading and writing for students in education special: interface with psychopedagogy
metadata.dc.creator: Hathenher, Mariana de Lima Alves
metadata.dc.contributor.advisor1: Miranda, Maria Irene
metadata.dc.contributor.referee1: Flores, Maria Marta Lopes
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Lazara Cristina da
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho consiste de um estudo exploratório de natureza qualitativa em uma instituição escolar da rede pública municipal, abordando o ensino da leitura e da escrita para as crianças da Educação Especial – EE, com o intuito de observar o que a escola tem feito para propiciar esse ensino, uma vez que a EE vem passando por inúmeras mudanças ao longo de sua trajetória. Para tanto utilizamos a abordagem psicopedagógica, uma vertente que acredita no aprender e no ensinar as pessoas da EE com ênfase nas possibilidades, sendo esse nosso campo de atuação. Participaram da pesquisa professores da sala regular, professores do Atendimento Educacional Especializado - AEE, coordenadora pedagógica e pedagoga da sala regular. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados, grupo focal, entrevistas semiestruturadas, documentos e o instrumento psicopedagógico de análise do material escolar. A partir da organização e tratamento dos dados, foram delineadas três categorias de análise: a primeira categoria denominada – “Os saberes e as práticas dos educadores/mediadores do processo de ensino e aprendizagem da leitura e da escrita dos alunos da EE”, desdobrando-se em cinco subcategorias: a) concepções de Educação Especial; b) a concepção de alfabetização dos professores; c) o ensino da leitura e da escrita para as crianças da EE; d) o PPP da escola e o currículo; e) avaliação. A segunda categoria intitulada: “Fatores intervenientes no ensino da leitura e da escrita para alunos da EE”, desencadeou três subcategorias: a) a formação inicial e continuada dos professores; b) as condições e jornada de trabalho dos professores; c) falta de acompanhamento familiar. A terceira: “O ensino da leitura e da escrita para alunos da EE: construindo possibilidades”. A investigação revelou dificuldades teórico-metodológicas por parte dos educadores. Há também um descompasso entre as falas dos interlocutores e o PPP da instituição, demonstrando um desconhecimento acerca de seu conteúdo e tudo o que o documento pode contribuir para um trabalho eficiente. A análise apontou que a psicopedagogia é relacionada às dificuldades no aprender, mas pouco se considera quanto a possibilidade de entender como acontecem os processos de aprendizagem. Antes de apontar as dificuldades existentes no aprender, é preciso compreender como acontece o ensino da leitura e da escrita aos alunos da EE. Conclui-se que a falta de conhecimento remete a julgamentos equivocados e a emissão de rótulos aos alunos. A formação inicial e continuada pode ser uma estratégia e nesse sentido faz-se necessário refletir, pois os professores apresentam um aluno incapaz, culpabilizando a ausência dos pais e se eximindo da responsabilidade pela educação do mesmo. Por fim, deve-se considerar e reconhecer a diferença não no sentido do que falta ao sujeito, mas sim, no que ele traz de conhecimento, como possibilidades, como pessoa de direito, capaz de aprender.
Abstract: The present work consists of an exploratory study of a qualitative nature in a school institution of the municipal public network, approaching the teaching of reading and writing for the children of the Special Education - EE, in order to observe what the school has done to promote this teaching, since EE has been going through many changes throughout its trajectory. For that we use the psychopedagogical approach, a branch that believes in learning and teaching EE people with an emphasis on possibilities, being our field of action. Participating in the research were teachers from the regular classroom, teachers of the Specialized Educational Assistance - SEA, pedagogical coordinator and teacher of the regular classroom. They were used as instruments of data collection, focus group, semi-structured interviews, documents and the psychopedagogical instrument of analysis of school material. From the organization and processing of data, three categories of analysis were outlined: the first category called "The knowledge and practices of educators / mediators in the process of teaching and learning to read and write EE students" in five subcategories: a) Special Education conceptions; b) the conception of teacher literacy; c) the teaching of reading and writing for the children of EE; d) the PPP of the school and the curriculum; e) evaluation. The second category, entitled "Participating Factors in Teaching Reading and Writing for EE Students", triggered three subcategories: a) initial and continuing teacher education; b) the conditions and working hours of teachers; c) lack of family support. The third: "The teaching of reading and writing for EE students: building possibilities". The research revealed theoretical and methodological difficulties on the part of educators. There is also a mismatch between the speakers' speeches and the PPP of the institution, showing a lack of knowledge about its content and all that the document can contribute to an efficient work. The analysis pointed out that psychopedagogy is related to difficulties in learning, but little is considered about the possibility of understanding how the learning processes happen. Before pointing out the difficulties in learning, it is necessary to understand how the teaching of reading and writing to the students of the EE. It is concluded that lack of knowledge refers to mistaken judgments and the issuance of labels to students. Initial and continuous training can be a strategy and in this sense it is necessary to reflect, because the teachers present an incapable student, blaming the absence of the parents and releasing the responsibility for the education of the same. Finally, one should consider and recognize the difference not in the sense of what the subject lacks, but in what he brings of knowledge, as possibilities, as a person of law, capable of learning.
Keywords: Educação Especial
Special Education
Ensino da Leitura e Escrita
Teaching Reading and Writing
Psicopedagogia
Psychopedagogy
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: HATHENHER, Mariana de Lima Alves. O ensino da leitura e da escrita para alunos da educação especial – interface com a psicopedagogia. 2017. 176 f. Dissertação de Mestrado (Programa de Pós-graduação em Educação) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2017.36
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19910
Issue Date: 30-Aug-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EnsinoLeituraEscrita.pdfDissertação2.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.