Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19731
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Influência dos recursos tangíveis e intangíveis no desempenho econômico-financeiro das empresas
metadata.dc.creator: Giarola, Eduardo
metadata.dc.contributor.advisor1: Avellar, Ana Paula Macedo de
metadata.dc.contributor.referee1: Ferreira, Roberto do Nascimento
metadata.dc.contributor.referee2: Leite Filho, Geraldo Alemandro
metadata.dc.contributor.referee3: Saiani, Carlos Cesar Santejo
metadata.dc.contributor.referee4: Pereira, Vinicius Silva
metadata.dc.description.resumo: O objetivo do trabalho foi verificar a relação e mensurar os efeitos da tangibilidade e intangibilidade de recursos no desempenho superior e persistente das empresas. Desempenho superior é sinônimo de vantagem competitiva, ou seja, a obtenção de resultados econômicos acima da média dos resultados das concorrentes. Desempenho superior e persistente é sinônimo de vantagem competitiva sustentável, ou seja, a necessidade de manutenção desses resultados em longo prazo, com efetivação da posição estratégica no mercado. A amostra foi constituída por empresas de capital aberto com ações listadas nas bolsas de valores da Argentina (BCBA), Brasil (BM&FBovespa), Colômbia (BVC) e México (BMV). Os dados são secundários e estão disponíveis na base de dados do Economática®. Foram 863 empresas de capital aberto, com informações trimestrais de 2004 a 2015. As técnicas estatísticas utilizadas foram, análises de painel estático com estimativas por efeitos fixos (EF) e painel dinâmico, por meio do Método dos Momentos Generalizados (System GMM). A principal contribuição do trabalho foi a análise da relação entre a intangibilidade e tangibilidade de recursos e o desempenho econômico-financeiro das empresas, incorporando o diagnóstico por países e setores. Ressalta-se a criação de um novo indicador de desempenho econômico de empresas: “Vaic adaptado”. Foram utilizadas duas medidas para o desempenho da empresa. Primeiramente, o desempenho da empresa foi medido pelo lucro específico da empresa (LEE), calculado pela diferença entre o retorno sobre o ativo (ROA) da empresa e o valor médio do ROA do setor da economia do qual a empresa faz parte. E o Lucro específico calculado pela diferença entre o retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) da empresa e o valor médio do ROE do setor da economia do qual a empresa faz parte. A intangibilidade dos recursos foi medida pelo Q de Tobin adaptado e “Vaic adaptado” e a tangibilidade pelo Varbook. Como principais resultados, a intangibilidade e tangibilidade dos recursos foram fatores que contribuíram para os Lucros Específicos das empresas, com variações. Os resultados gerais foram condizentes com a Visão Baseada em Recursos, confirmando que a intangibilidade e tangibilidade de recursos proporcionaram influências positivas e significativas no desempenho econômico superior e persistente das empresas. Observa-se ainda relevante heterogeneidade de desempenho econômico superior e persistente nos agrupamentos por países e setores. Destaca-se os resultados significativos para a variável intangível “Vaic adaptado”. Essa variável evidencia que a intangibilidade de recursos é um recurso que gera valor econômico-financeiro superior e persistente. Aumentos nos níveis de intangibilidade, medidos pelo “Vaic adaptado”, provocariam crescimentos nos lucros específicos das empresas e, consequentemente, uma rentabilidade acima da média sobre os ativos e patrimônio líquido. Concluiu-se que, a principal contribuição da tese foi a inserção de uma nova sistemática de cálculo e, consequentemente, a apresentação de um novo indicador para intangibilidade e desempenho econômico-financeiro de empresas: “Vaic adaptado”.
Abstract: The objective of this study was to investigate the relationship and measure the effects of tangibility and intangibility of resources in superior and persistent performance of the companies. Superior performance is synonymous with competitive advantage, that is, obtaining economic results above the average of competitors' results. Superior and persistent performance is synonymous with a sustainable competitive advantage, that is, the need to maintain these results in the long term, with effectiveness of the strategic position in the market. The sample was composed of open capital companies, whose stocks were listed in BCBA (Argentina), BM&FBovespa (Brazil), BVC (Colombia) e BMV (México). The data are secondary and are available in the Economática® database. 863 publicly traded companies was analyzed, with quarterly information from 2004 to 2015. The statistic techniques that were used were analysis of statistic panels with estimates nonvariable effects (EF) and dynamic panel approach using the System Generalized of Moments Method (System GMM). The main contribution of the study was the analysis of the relationship between intangibility and tangibility of resources and the economic and financial performance of companies, incorporating the diagnosis by countries and sectors. We stress the creation of a new indicator of economic performance of companies: "Vaic adapted". There two measures for the company's performance. In the first instance, the companies’ performance was measured by the specific profit of the company (LEE), calculated by the difference between the return on assets (ROA) of the company and the average value of ROA of the sector of the economy of which the company is part of. And the specific profit of the company (LEE) calculated by the difference between the return on equity (ROE) of the company and the average value of ROE of the sector of the economy of which the company is part of. The intangibility of resources was measured by the adapted Q of Tobin and adapted Vaic and the tangibility by the Varbook. As main results, the intangibility and tangibility of resources were factors that contributed to the specific profits of the companies, with variations. The general results were consistent with Resource Based View, confirming that the intangibility and tangibility of resources provided positive and significant in superior and persistent performance of the company. There was significant heterogeneity in the economic performance of enterprises in different countries and sectors of the economy. Highlight the significant results for the intangible variable adapted Vaic. This variable evidenced that intangibility of resources contributed to the superior economic-financial performance of companies in the sample. Increases in the levels of intangibility, measured by the adapted Vaic, would lead to increases in specific profit of the company and, consequently, an above-average return on assets and Net Equity. It was concluded that the main contribution of the thesis was the insertion of a new calculation system and, consequently, the presentation of a new indicator for intangibility and economic-financial performance of companies: "Vaic adapted".
Keywords: Economia
Administração financeira
Controle financeiro
Inteligência competitiva (Administração)
Tangibilidade
Intangibilidade
Vantagem competitiva sustentável
Desempenho superior e persistente
Intangibility
Tangibility
Sustainable competitive advantage
Superior persistent performance
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: GIAROLA, Eduardo. Influência dos recursos tangíveis e intangíveis no desempenho econômico-financeiro das empresas. 2017. 176 f. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19731
Issue Date: 1-Aug-2017
Appears in Collections:TESE - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InfluenciaRecursosTangiveis.pdfTese15.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.