Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19582
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Vulnerabilidade socioambiental ao desconforto térmico em Ituiutaba (MG)
metadata.dc.creator: Dutra Júnior, Nelio Paulo Sartini
metadata.dc.contributor.advisor1: Rosa, Roberto
metadata.dc.contributor.referee1: Rosendo, Jussara dos Santos
metadata.dc.contributor.referee2: Lima, João Donizete
metadata.dc.description.resumo: Estudos sobre vulnerabilidade socioambiental emerge na tentativa de entender como as relações sociais e as características ambientais podem auferir à uma determinada localidade, riscos sobre determinados eventos. Nessa conjuntura, as discussões atuais no âmbito do espaço urbano evidencia a necessidade de entender como as características socioambientais podem tornar este espaço mais ou menos vulnerável ao desconforto térmico, tendo em vista as crescentes mudanças climáticas locais. Para a Organização Mundial da Saúde, o desconforto térmico é causado pelo excesso de calor, podendo chegar a situações críticas de estresse térmico. Ituiutaba, é uma das principais cidades do pontal do Triângulo Mineiro, está localizada no Bioma Cerrado, e é conhecida por possuir uma das temperaturas mais altas da microrregião. O desconforto térmico, em Ituiutaba (MG), é acentuando principalmente nos meses quentes e secos quando a ausência de chuva é evidente. Este trabalho tem como objetivo identificar a espacialização da vulnerabilidade socioambiental aplicada ao desconforto térmico na área urbana de Ituiutaba-MG. As variáveis selecionadas para a elaboração do índice de vulnerabilidade social ao desconforto térmico estão respaldadas nos pressupostos teóricos do Health Canada (2011), Organização Mundial da Saúde (OMS) e nos estudos de Almeida (2010), Rezende (2016) e Bortoletto e Freitas (2015). Para tanto, com base nos dados do Censo Demográfico do IBGE de 2010, utilizou-se técnica de análise fatorial exploratória para criar 6 fatores de vulnerabilidade social, sendo os seguintes: Fator 1 Educação e Renda, Fator 2 Presença de Idosos, Fator 3 Domicílios sem saneamento básico, Fator 4 Responsáveis pelos domicílios, Fator 5 Domicílios sem arborização e Fator 6 Domicílios com resíduos líquidos e sólidos expostos. Para a vulnerabilidade ambiental, levou- se em consideração o índice de temperatura efetiva adaptando-o para a escala urbana. Considerou-se, também, os trabalhos de Frota e Schiffer (2006) na escolha das variáveis de desconforto térmico. Foram usadas imagens do Landsat 8, Google Earth, dados do Censo de 2010 e técnica de geoprocessamento para gerar os índices sintéticos de vulnerabilidade ambiental: densidade demográfica, arborização urbana, proximidade de cursos de água/lagos e temperatura superficial por setor censitário. Como resultados, identificou-se que os bairros com maior vulnerabilidade social foram Satélite Andradina, Santa Maria e porção leste do bairro Independência; e entre os mais vulneráveis do ponto de vista ambiental, cita-se o Jardim Jamila, Morada do Sol e parte do Jardim do Rosário.
Abstract: Studies on socioenvironmental vulnerability emerges in an attempt to understand how social relations and environmental characteristics can give rise to certain risks to certain localities. At this juncture, current discussions within the urban space highlight the need to understand how socio-environmental characteristics can make this space more or less vulnerable to thermal discomfort, given the growing local climate change. For the World Health Organization, the thermal discomfort is caused by the excess heat, and can reach critical situations of thermal stress. Ituiutaba, is one of the main cities of the Triangulo Mineiro, is located in the Cerrado Biome, and is known for having one of the highest temperatures in the micro-region. The thermal discomfort, in Ituiutaba (MG), is accentuating mainly in hot and dry months when the absence of rain is evident. This work aims to identify the spatialisation of socio-environmental vulnerability applied to thermal discomfort in the urban area of Ituiutaba-MG. The variables selected for the elaboration of the index of social vulnerability to thermal discomfort are supported by the theoretical assumptions of Health Canada (2011), World Health Organization (WHO) and studies by Almeida (2010), Rezende (2016) and Bortoletto and Freitas (2015). To do so, based on data from the IBGE Demographic Census of 2010, we used an exploratory factorial analysis technique to create 6 social vulnerability factors, as follows: Factor 1 Education and Income, Factor 2 Presence of the Elderly, Factor 3 Households Without basic sanitation, Factor 4 Household managers, Factor 5 Households without afforestation and Factor 6 Households with liquid and solid residues exposed. For the environmental vulnerability, images of Landsat 8, Google Earth, 2010 Census data and geoprocessing techniques were used to generate the synthetic indexes of environmental vulnerability: demographic density, urban afforestation, proximity to water / lakes and surface temperature by sector Census. As a result, it was identified that the neighborhoods with greater social vulnerability were Satelite Andradina, Santa Maria and eastern portion of the Independência neighborhood; And among the most vulnerable from an environmental point of view, we can mention Jardim Jamila, Morada do Sol and part of Jardim do Rosário.
Keywords: Geografia
Meio ambiente - Ituiutaba (MG)
Ituiutaba (MG) - Aspectos ambientais
Vulnerabilidade socioambiental
Desconforto térmico
Socioenvironmental vulnerability
Thermal discomfort
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Geografia (Pontal)
Citation: DUTRA JÚNIOR, Nelio Paulo Sartini. Vulnerabilidade socioambiental ao desconforto térmico em Ituiutaba (MG). 2017. 170 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Ituiutaba, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19582
Issue Date: 25-Jul-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia (Ituiutaba)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VulnerabilidadeSocioambientalDesconforto.pdfTCC43.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.