Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19458
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Resposta de cultivares de soja a diferentes potenciais osmóticos de polietilenoglicol
metadata.dc.creator: Estorino, Lucas Mariano
metadata.dc.contributor.advisor1: Juliatti, Fernando Cézar
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Nogueira, Ana Paula Oliveira
metadata.dc.contributor.referee1: Morais, Tâmara Prado de
metadata.dc.contributor.referee2: Oliveira, Aurilene Santos
metadata.dc.description.resumo: O Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja, atrás apenas dos EUA. Na safra 2015/2016, a cultura ocupou uma área de 33,17 milhões de hectares, na qual colheu-se uma produção de 95,63 milhões de toneladas. O sucesso do cultivo de soja é altamente dependente das condições climáticas, principalmente em relação à disponibilidade de água, sabendo que este é um dos recursos mais necessários para a produção agrícola. O desenvolvimento e uso de cultivares mais eficientes no uso da água é uma das alternativas para o cultivo em condição de estresses hídricos. O polietilenoglicol (PEG) tem sido comumente utilizado como agente osmótico para simular condições de déficit hídrico, pois devido ao seu alto peso molecular não é absorvido pelas sementes. O objetivo do trabalho foi avaliar o comportamento de quatro cultivares de soja sob diferentes potenciais osmóticos. Os caracteres avaliados foram a porcentagem de plântulas germinadas, o comprimento de radícula, o comprimento de hipocótilo, o comprimento de plântulas, massa fresca de plântulas e massa seca de plântulas das cultivares NS6939, BRS7270 iPRO, TMG 2158 iPRO e CD2737. Os potenciais osmóticos induzidos por PEG 6000 foram, 0; -0,1; -0,2 e -0,3 MPa. O delineamento experimental foi em blocos completamente casualizados com quatro repetições. Avaliou-se a porcentagem de germinação, o comprimento de radícula, de hipocótilo e de plântulas e a massa fresca e seca de plântulas. A interação cultivar x potencial não foi significativa. O efeito osmótico causado por PEG 6000 influenciou negativamente em todos caracteres avaliados das quatro cultivares avaliadas. A cultivar NS6939 obteve melhor média em relação a cultivar BRS 7270 iPRO em todas as avaliações, exceto na avaliação de massa fresca e seca de plântulas.
Keywords: Potencial osmótico
PEG 6000
Glycine max (L.) Merrill
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: ESTORINO, Lucas Mariano. Resposta de cultivares de soja a diferentes potenciais osmóticos de polietilenoglicol. 2017. 25 f. Trabalho de Conclusão de Cruso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19458
Issue Date: 29-Jul-2017
Appears in Collections:TCC - Agronomia (Uberlândia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RespostaCultivaresSoja.pdf677.1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.