Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19265
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Embargado
Title: Fibroma ossificante juvenil: relato de caso clínico
metadata.dc.creator: Martins, Larissa Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor1: De Rezende Barbosa, Gabriella Lopes
metadata.dc.description.resumo: O fibroma ossificante juvenil (FOJ) é uma lesão fibro-óssea benigna incomum que acomete principalmente adultos jovens e adolescentes. Além da faixa etária dos indivíduos acometidos, o FOJ distingue-se de outras lesões fibro-ósseas por fatores como o comportamento clínico e os locais mais comuns de ocorrência. São descritas na literatura duas variantes denominadas de FOJ trabecular e FOJ psamomatoide que se distinguem histologicamente e em suas características clínico-patológicas. A Organização Mundial de Saúde, em publicação sobre tumores de cabeça e pescoço em 2005, descreve o FOJ como uma lesão comumente observada em indivíduos abaixo dos 15 anos de idade, que quando acomete os ossos gnáticos, localiza-se preferencialmente em maxila, sendo incomum sua apresentação em mandíbula. O relato de caso a seguir, trata-se de uma paciente do sexo feminino, com 12 anos de idade, feoderma, que compareceu ao Hospital Odontológico da Universidade Federal de Uberlândia queixando-se de aumento volumétrico em mandíbula do lado esquerdo com evolução de cerca de três meses. Após a realização dos exames clínico, imaginológico e histopatológico, foi diagnosticada lesão compatível com fibroma ossificante juvenil. A paciente foi submetida à cirurgia para exérese da lesão e posterior instalação de placa de reconstrução mandibular. Não foram verificadas complicações pós operatórias e a mesma se encontra em acompanhamento de oito anos e não apresenta sinais de recidiva.
Abstract: Juvenile ossifying fibroma (JOF) is an uncommon benign fibro-osseous lesion that mainly affects young adults and adolescents. Besides to the patient's age, JOF distinguishes itself from other fibro-osseous lesions by some factors such as clinical behavior and the most common sites of occurrence. Two variants are described in the literature: trabecular and psammomatoid. They can be distinguished by their clinical and histological characteristics. The 2005 document regarding head and neck tumors published by the World Health Organization describes JOF as a lesion seen in people under 15 years old in most cases located in the maxilla when it affects gnatics bones, being uncommon its presentation in the mandible. In the present report, a female patient, 12 years old, afro-caucasian, attended the School of Dentistry of the Federal University of Uberlândia complaining about an asymptomatic swelling of the left side of mandible with three months of evolution. After clinical radiographic and histopathological examinations, the diagnosis was juvenile ossifying fibroma. The patient underwent surgery to remove the lesion with subsequent placement of a mandibular reconstruction plate. The patient didn’t have postoperative complications and the eight year follow-up shows no signs of recurrence and satisfactory healing and aesthetics.
Keywords: Fibroma ossificante juvenil
lesão fibro-óssea benigna
FOJ
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: MARTINS, Larissa Rodrigues. Fibroma Ossificante Juvenil: Relato de Caso Clínico. 2017. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19265
Issue Date: 6-Jul-2017
Appears in Collections:TCC - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FibromaOssificanteJuvenil.pdf2.53 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.