Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19166
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Aberto
Title: Resistência de genótipos de algodoeiro de fibra branca à mancha angular em fase inicial de desenvolvimento
Author: Pereira, Leticia Teixeira Gold
First Advisor: Sousa, Larissa Barbosa de
Summary: O algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) é a planta com maior importância da família das malváceas e possui como produto principal a fibra. A cultura do algodoeiro, assim como outras culturas, sofre perdas significativas de produção devido ao ataque de pragas e doenças. Um dos maiores desafios encontrados pelo produtor de algodão é o alto custo de manutenção da cultura, devido principalmente ao intenso controle fitossanitário que a cultura exige. Entre as doenças que mais causam prejuízos à cotonicultura destaca-se a mancha angular, causada pela bactéria Xanthomonas citri pv. malvacearum. A doença não é controlada efetivamente de maneira curativa, com a utilização de produtos químicos, sendo seu controle dependente principalmente da utilização de cultivares resistente. O objetivo do presente trabalho foi avaliar 35 genótipos de algodoeiro quanto à resistência ao agente causal da mancha-angular, Xanthomonas citri pv malvacearum. O experimento foi realizado em casa de vegetação e no Laboratório de Bacteriologia Vegetal da Universidade Federal de Uberlândia em Uberlândia – MG, no período de maio a junho de 2016. O delineamento foi de blocos casualizados, com um total de 35 tratamentos, com três repetições cada. Os genótipos foram inoculados aos 15 dias após a emergência com um isolado agressivo de Xanthomonas citri pv. malvacearum (raça 18) da coleção da EMBRAPA algodão. As avaliações foram aos 3, 5, 7, 9, 11 e 13 dias após a inoculação, e a severidade da infecção avaliada através de uma escala visual variando de 1 a 5. Os resultados obtidos por meio da avalição da severidade foram utilizados para o cálculo da Área Abaixo da Curva de Progresso da Doença (AACPD) e para análises dos genótipos quanto ao índice de resistência à doença. Considerando a estimativa da AACPD houve a formação de oito grupos de genótipos estatisticamente diferentes para a avaliação da severidade da mancha-angular, e os resultados obtidos por meio do índice de resistência mostrou que dos 35 genótipos estudados apenas dois foram conceituados como genótipos resistentes à mancha-angular, e 20 genótipos classificados como moderadamente resistente. Os genótipos com melhor desempenho quanto a resistência à mancha-angular foram FM 975 WS, SURE GROW e BRS CEDRO, e os genótipos que apresentaram maior suscetibilidade a doença foram UFUJP15 – I, UFUJP15 – G, seguidos por UFUJP15 – N e Stonville 474.
Abstract: The cotton plant (Gossypium hirsutum L.) is the plant of major importance of the Malvaceae family, and has the fiber as the main product. The cotton plant crop, as many other cropssuffer significant production losses due to the attack of pests and diseases. One of the biggest challenges found by the cotton farmer is the high cost of maintenance of the crop, due mainly to the intense phytosanitary control required by the crop. Among the diseases who causes more losses to the cotton crop, is noted the bacterial blight, caused by the bacteria Xanthomonas citri pv. Malvacearum. The disease is not effective controlled in a curative way, using chemical products, being your control dependent on the use of resistant materials. The purpose of the present study was evaluate 35 genotypes of cotton about the resistance as to the causal agent of the bacterial blight, Xanthomonas citri pv malvacearum. The experiment was fulfilled at grenhouse and at the Vegetal Bacteriology of the Universidade Federal de Uberlândia from the Universidade Federal de Uberlândia in Uberlândia – MG, from 2016 may to june. The experimental design was the randomized blocks, with a total of 35 treatments, with three repetitions each. The genotypes were inoculated at 15 days after the emergence with an agressive insulated of Xanthomonas citri pv malvacearum (race 18) from the collection of the EMBRAPA cotton. The evaluations were at 3, 5, 7, 9, 11, 13, days after the inoculation, and the severity of the infection evaluated by a visual scale ranging from 1 to 5. The results obtained through the evaluation of the severity were used for the calculation of the Area Under The Disease Progression Curve (AUDPC) and for analyzes of the genotypes for the index of disease resistance. Considering the estimate of the AUDPC there was the conformation of eight genotypes groups statistically different for the evaluation of the severity of bacterial blight, and the results obtained by the resistance index indicate that from 35 genotypes studied, only two were concepted as bacterial blight resistant genotypes, and 20 were concepted as moderately resistant. The genotypes with better performance for the resistance of the bacterial blight were FM 975 WS, SURE GROW and BRS CEDRO, ant the genotypes who more susceptibility to the disease were UFUJP15 – I, UFUJP15 – G, followed by UFUJP15 – N e Stonville 474.
Keywords: Gossypium hirsutum L.
Mancha angular
Resistência
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: PEREIRA, L. T. G. Resistência de genótipos de fibra branca à mancha angular em fase inicial de desenvolvimento. 2017. 20 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19166
Date of defense: 27-Apr-2017
Appears in Collections:TCC - Agronomia (Uberlândia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ResistenciaGenotiposAlgodoeiro328.22 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.