Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19003
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Implicações fisiológicas de mistura de produtos fitossanitários para controle de Spodoptera frugperda na cultura do milho (Zea Mays)
metadata.dc.creator: Mattos, Paula Miguel
metadata.dc.contributor.advisor1: Cunha, João Paulo Arantes Rodrigues da
metadata.dc.contributor.referee1: Landim, Thiago Nunes
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Sergio Macedo
metadata.dc.description.resumo: O milho é uma das culturas mais cultivadas no Brasil e é também o cereal mais cultivado no país. Seu cultivo se estende desde pequenas propriedades até grandes propriedades com alta tecnologia. Atualmente, o Brasil é o terceiro maior produtor mundial de milho. Apesar do grande número de estudos sobre a cultura, existem fatores bióticos e abióticos que podem comprometer a fisiologia e o potencial de uma lavoura. O aparecimento de pragas como a lagarta-do-cartucho pode causar desfolha, o que leva a uma redução na produtividade de uma lavoura. Devido a isso, ocorrem constantes aplicações de produtos fitossanitários durante o ciclo da cultura. Dessa forma, existem várias dúvidas se os produtos fitossanitários, aplicados principalmente em misturas, podem ou não proporcionar efeitos fisiológicos nos vegetais. Portanto, o objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da mistura de produtos fitossanitários na fisiologia vegetal do milho. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso (DBC), sendo quatro tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram constituidos por três diferentes combinações entre os produtos e um tratamento testemunha sem aplicação de nenhum produto. Os tratamentos realizados seguiram a ordem: 1- Triflumuron + Óleo Mineral; 2 – Triflumuron + Azoxistrobina + ciproconazol + Óleo Mineral; 3 – Triflumuron +Azoxistrobina + ciproconazol + Óleo Mineral + Óxido de Zn + Sulfato de Mn; 4 – Testemunha. Foram avaliados os seguintes parâmetros: assimilação de gás carbônico, condutância estomática, carbono intercelular, eficiência (instantânea e intrínseca) do uso de água, eficiência da carboxilação, índice de clorofila e variáveis da fluorescência da clorofila. Os resultados obtidos demonstraram que as análises de avaliações de trocas gasosas, eficiência do uso da água e teor de clorofila neste experimento não idetificaram influência direta entre o uso de produtos fitossanitários e fisiologia da planta. Não foram detectadas diferenças significativas nas trocas gasosas e no teor de clorofila que possam ser justificadas pela aplicação do produto fitossanitário, mas sim, foram explicadas por fatores edafoclimáticos. Com os dados obtidos no trabalho, pode-se concluir que a aplicação dentro da dose recomendada de um produto, não é capaz de afetar a fisiologia da planta significativamente.
Keywords: Milho
Fisiologia
Produtos fitossanitários
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: MATTOS, Paula Miguel. Implicações fisiológicas de mistura de produtos fitossanitários para controle de Spodoptera frugperda na cultura do milho (Zea Mays). 2016. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19003
Issue Date: 8-Dec-2016
Appears in Collections:TCC - Agronomia (Uberlândia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImplicaçoesFisiologicasMistura.pdfTCC345.51 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.