Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18769
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: O ôco do ventre: a representação da maternidade nas artes plásticas em Uberlândia (1980-99)
metadata.dc.creator: Strack, Maria das Graças Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor1: Borges, Dulcina Tereza Bonati
metadata.dc.contributor.referee1: Rodrigues, Jane da Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Andrade, Eliane S
metadata.dc.description.resumo: A investigação sobre o estatuto que define a imagem da mulher grávida como linguagem, construindo-se como um discurso avaliador do mundo, servirá para detectar como está se constituindo este discurso na atualidade. O período estudado parte dos movimentos dos anos 70, que impuseram uma nova perspectiva às sociedades contemporâneas. Ver o antes e o depois, o que mudou e o que ficou. As conotações políticas, sociais, religiosas que marcaram o comportamento da mulher dos anos 60, até a novidade da exposição sexualizada da sua nudez nos fins dos anos 80. Algumas posições das camadas médias da sociedade brasileira representaram um lento mas firme impulso na modernização da dinâmica social, contudo, plena de ambiguidades, num jogo de avanços e retrocessos que as imagens veiculadas pela mídia sabem muito bem ilustrar. Sem a intenção de traçar uma linha dos comportamentos femininos neste período, o trabalho quer questionar o discurso oficial que, em última análise, é o modo do homem ver a mulher. Porém, mais que crítica, este texto quer retratar a mulher de um ponto de vista feminino. Estas questões sempre instigaram o autor como artista plástico e por isso o mesmo pintou, desenhou, esculpiu mulheres em diversas situações, dando ênfase ao sofrimento feminino, influenciado por uma frase: "as mulheres carregam bem mais que o homem, o peso da miséria". É para se pensar estas questões que este trabalho se objetiva: como a maternidade está sendo representada nas artes plásticas, especificamente em Uberlândia, ou evidenciar a ausência deste tema nos trabalhos das artistas mais jovens. Parte-se da análise dos meios de comunicação porque são catalizadores na veiculação das novas ideias. O que influencia diretamente as artistas plásticas, sem contudo, questionar as técnicas dessa arte ou compará-las às das artes plásticas. Significativamente, estes dois enfoques trazem a marca dos movimentos de transformações do comportamento humano.
Notes: Palavras-chave e resumo criados pelo pesquisador do Projeto PROGRAD/DIREN/UFU 2016-2017 Historiografia e pesquisa discente: as monografias dos graduandos em História da UFU.
Keywords: Maternidade
Representação
Uberlândia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: STRACK, Maria das Graças Rodrigues. O ôco do ventre: a representação da maternidade nas artes plásticas em Uberlândia (1980-99). 2000. 47 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2000.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18769
Issue Date: 2000
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OcoVentreRepresentacao.pdfTCC8.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.