Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18760
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Expressões da violência: São Pedro do Uberabinha (1890-1915)
metadata.dc.creator: Barros, Heleno Felice de
metadata.dc.contributor.advisor1: Puga, Vera Lúcia Puga
metadata.dc.contributor.referee1: Almeida, Antônio de
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Rosa Maria Ferreira da
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa teve início em 1997, e seu objetivo foi o de identificar a origem dos trabalhadores que compunham o Triângulo Mineiro no período de 1890-1920. Para isso concorreu-se a um financiamento do PIBIC/CNPq/UFU que permitiu efetivá-la. Dados os primeiros passos rumo ao levantamento documental, deparou-se com as dificuldades impostas pela falta de material para análise. A opção, então apontada pela orientadora do projeto, lraci Galvão Salles, era a de concentrar os estudos em São Pedro de Uberabinha. Recorreu-se à disponibilidade documental existente no Arquivo Público Municipal de Uberlândia, incluindo jornais, atas e códigos de postura, e houve dificuldade em localizá-los, segundo o período cronológico escolhido. O problema da falta de fontes documentais ainda rondava a pesquisa quando vislumbrou-se a possibilidade de explorar outro corpo documental: processos crimes guardados no Arquivo do Fórum Abelardo Pena de Uberlândia - MG. Inicialmente, lidou-se com a dificuldade em analisar essa nova fonte, uma vez que, no arquivo não havia uma ordenação que auxiliasse a localizar tais documentos, além da inexistência de um responsável pela documentação. Outras dificuldades foram: péssimas condições de acondicionamento das fontes, poeira, umidade, traças e brocas. Como resultado dessas análises o primeiro capítulo desta monografia trata da constituição do mercado de mão-de-obra do Triângulo Mineiro, que se apresentava muito semelhante à do "Novo Oeste Paulista", uma vez que ambas as regiões buscavam, na figura do imigrante/migrante, sua imagem ideal de trabalhador, percebendo-o como elemento fundamental de transição do trabalho escravo para o livre. No segundo capítulo, apresenta-se quais os meios utilizados no intuito de atrair mão-de-obra para a cidade de São Pedro de Uberabinha, meios estes pautados principalmente no discurso ideológico de sua elite, discurso progressista, na tentativa de arrebanhar "braços" para colonizar e povoar o solo da Comarca. Tentou-se analisar como eram tratados os indivíduos que não faziam parte da elite político-econômica dessa sociedade interiorana. O último capítulo explicita como a Justiça de Uberabinha tratava seus moradores, posto que funcionava como representação de uma "cidade ordeira e pacata", e ainda, como eram determinadas as penas para os atos violentos, segundo leis "comuns" a todos os cidadãos.
Notes: Palavras-chave e resumo criados pelo pesquisador do Projeto PROGRAD/DIREN/UFU 2016-2017 Historiografia e pesquisa discente: as monografias dos graduandos em História da UFU.
Keywords: Violência
Expressões
Uberabinha
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: BARROS, Heleno Felice de. Expressões da violência: São Pedro do Uberabinha (1890-1915). 2000. 108 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2000.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18760
Issue Date: 2000
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ExpressoesViolenciaSao.pdfTCC18.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.