Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18682
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Fundação de amparo ao menor (Patronato Buriti): realizações e dificuldades na assistência ao menor carente no município de Uberlândia-MG
metadata.dc.creator: Silva, Valneide Viana da
metadata.dc.contributor.advisor1: Almeida, Antônio de
metadata.dc.contributor.referee1: Vasconcelos, Regina Ilka Vieira
metadata.dc.contributor.referee2: Lopreato, Christina da Silva Roquette
metadata.dc.description.resumo: As injustiças sociais, sobretudo as que vitimam crianças, são temáticas que sempre despertaram a minha atenção. Portanto ao ingressar na graduação do curso de História, já estava claro em minha mente qual seria o tema que abordaria ao fazer o trabalho de pesquisa de conclusão do curso, privilegiaria essa questão do menor. Almejava discutir um pouco do problema da criança abandonada, embora soubesse da existência de muitos trabalhos acadêmicos sobre o tema. Entretanto não desejava apenas falar do menor abandonado, desejava, em especial, tentar remontar a trajetória e a existência de um abrigo que funcionou em Uberlândia, no período de 1950 a 1986, o Amparo de Menores Patronatos Buriti. Através de entrevistas e relatos orais, vi uma oportunidade de recontar a trajetória dos que viveram grandes partes de suas vidas em um orfanato. Foram sujeitos deste estudo, os adultos, atualmente com idades entre 35-56 anos, do sexo masculino, institucionalizados no Patronato Buriti, nos anos de 1971 a 1981. A caracterização do trabalho foi feita através da sistematização das informações existentes na instituição e contida em documentação, na imprensa local da época, e por meio de entrevistas com ex-funcionários e ex-internos, a respeito da instituição. O material da imprensa foi coletado, especialmente, do jornal correio de Uberlândia, através de recortes encadernados de acervo particular, fornecidos por Vera Abrão, ex-rotariana, e esposa de. Jorge Abrão, que foi diretor da instituição no período de l987.Para direcionar a consulta às reportagens do jornal e demais fontes consultadas e para orientar as entrevistas com os ex-internos e funcionários da instituição, parti das seguintes problematizações: quais as razões para o surgimento da instituição e como foi traçada a sua trajetória? Ou, quais foram às motivações que levaram um grupo de pessoas a idealizarem e construírem o orfanato? Tratava-se de iniciativas de natureza apenas caritativa e religiosa, ou, isso significou, também, um certo controle, seja pela disciplinarização ou higienização, das ruas e demais espaços públicos de Uberlândia? O trabalho teve como objetivo, a compreensão do histórico de vida dos meninos que eram encaminhados para o internato, procurando traçar um perfil dos internados naquela instituição. Assim, alguns aspectos relacionados a esses sujeitos sociais foram observados mais de perto, como, idade, situação familiar, escolarização e motivos que levaram a internação. Todas as matérias publicadas pelo Jornal Correio a respeito do orfanato foram selecionados para a pesquisa, o que justifica ao longo do trabalho a repetição das datas. A escolha de pessoas que viveram ou foram internos da instituição, como objeto de pesquisa, se respalda na compreensão de que, os mesmos, por terem vivido anos na instituição (sendo que ali permaneceram mesmo após atingir a maioridade), possam contribuir de maneira significativa para essa pesquisa. Esse trabalho é a síntese desse esforço em oferecer um pequeno estudo sobre a historicidade do Patronato enquanto instituição que abrigou e educou a muitos. Instituição esta que com seus acertos e erros, traçou como seu principal objetivo devolver à sociedade indivíduos cientes de seus direitos e deveres. Partindo dessas considerações e tendo como objetivo compreender a trajetória e existência da instituição Patronato Buriti e seus ex-internos, esta dissertação foi organizada em três capítulos principais. Como foi dito anteriormente, num primeiro momento, embora esse não fosse objetivo inicial, nos sentimos estimulados a lançar um breve olhar sobre a literatura que discute a questão do abandono de crianças no Brasil, auscultando algumas importantes vozes, como Maria Luiza Marcílio, Rizzini, Áries Philippe, entre outros.
Keywords: Patronato Buriti
História
Crianças
Injustiças sociais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: SILVA, Valneide Viana da. Fundação de amparo ao menor (Patronato Buriti): realizações e dificuldades na assistência ao menor carente no município de Uberlândia-MG. 2010. 69 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18682
Issue Date: 2010
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FundaçãoAmparoMenor.pdfTCC13.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.