Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18636
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: No abismo de si: a descentralização do sujeito em O falso mentiroso: memórias, de Silviano Santiago
metadata.dc.creator: Nogueira, Gabriel Jodas
metadata.dc.contributor.advisor1: Sylvestre, Fernanda Aquino
metadata.dc.contributor.referee1: Fernandes, Maria Lucia Outeiro
metadata.dc.contributor.referee2: Camargo, Fábio Figueiredo
metadata.dc.description.resumo: É através da confusão entre realidade referencial e narrativa ficcional que se instaura O falso mentiroso: memórias (2004), que além de propor uma autobiografia romanceada de Samuel Carneiro de Souza Aguiar, vai além no conteúdo teórico relacionado a estética, a identidade e a escrita de si. Tais temas, recorrentes no cenário epistemológico da pós-modernidade, transitam sobre a ficção de um escritor já consagrado pela vasta obra teórica no campo dos estudos literários. Investigaremos, portanto, a partir da teoria da canadense Linda Hutcheon em seu livro Poética do pós-modernismo, a ficção de Santiago lá onde ela se assemelha a categoria de textos pós-modernos denominados como Metaficção historiográfica, já que há uma grande erupção de acontecimentos e dados históricos que são reconfigurados pelo discurso irônico do narrador. Samuel relata suas frustrações a respeito de sua filiação, já que existem muitas versões de como chegou à casa de seus pais (os falsos). Segundo a quinta e última possibilidade, o narrador nascera em Formiga-MG no ano de 1936. Tal informação da realidade empírica de Silviano autor joga com o leitor que pretende sempre, ‘como um cão de caça’ encontrar o autor na personagem criada por ele. No embaralhamento de categorias relativas a realidade e ficção, o escritor se debruça sobre o processo identitário do sujeito conflitante na pós-modernidade que, para além de demonstrar a solidez de nossa identidade, nos remete a efemeridade desta e a implacável constante de golpes contra a subjetividade. Levando isso em consideração, apresentamos, no primeiro capítulo, uma nova abordagem para os narradores de Silviano Santiago, a saber, Metaficção Identitária, que pretende além de nomear, dar um novo sentido as principais características de sua escritura.
Abstract: O Falso Mentiroso: memórias (2004) is stablished through the confusion between referential reality and fictional narrative. In addition to suggesting a novelized autobiography of Samuel Carneiro de Souza Aguiar, it goes beyond in the theoretical content related to aesthetics, identity and the write of self. Such themes, recurring in the epistemological setting of postmodernity, are carried by the fiction of a writer acclaimed for the vast theoretical work in the field of literary studies. Therefore, this research will investigate Santiago's novel based on the theory brought by the Canadian author Linda Hutcheon in her book A poetics of Postmodernism . The fiction will be analysed regarding its resemblance to a category of postmodern texts called Historiographic Metafictions, for there is an eruption of historical events and data that are redesigned by the narrator's ironic discourse. Samuel tells his frustrations regarding his parentage, since there are many versions of how he came to his fake parents' house. According to the fifth and last possibility, the narrator was born in Formiga, in the state of Minas Gerais, in the year 1936. Such information of Silviano's empirical reality plays with the reader, who keeps looking for the author in the character created by him, like a bloodhound. In the shuffling of categories related to reality and fiction, the writer looks at the identitary process of the conflicting subject in postmodernity. The identitary process, besides demonstrating the solidity of our identity, brings up its ephemerality and the relentless strikes against the subjectivity. That taken into consideration, this work presents, in the first chapter, a new approach to Silviano's narrators. This approach is called Identitary Metafiction, which aims not only to name the main characteristics of his writings, but also to give them a whole new meaning.
Keywords: Literatura
Literatura brasileira - História e crítica
Santiago, Silviano, 1936 - Critica e interpretação
Santiago, Silviano, 1936 - O falso mentiroso - Critica e interpretação
Pós-modernismo
Memória
Metaficção identitária
Identidade
Postmodernism
Memory
Identitary metafiction
Identity
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Letras
Citation: NOGUEIRA, Gabriel Jodas. No abismo de si: a descentralização do sujeito em O falso mentiroso; memórias, de Silviano Santiago. 2017. 100 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18636
Issue Date: 3-Apr-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Literários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AbismoDescentralizacaoSujeito.pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.