Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18562
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Entre a civilização e a barbárie. Nação, Estado, modernização na América Latina do século XIX
metadata.dc.creator: Peres, Maria Gisele
metadata.dc.contributor.advisor1: Nunes, Leandro José
metadata.dc.contributor.referee1: Calvo, Célia Rocha
metadata.dc.contributor.referee2: Paula, Dilma Andrade de
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa tem como objetivo analisar a modernização latino-americana da segunda metade do século XIX, que visava introduzir na América Latina aquilo que era considerado pelas elites dominantes como civilização. Nesse sentido, busco analisar a necessidade vista por estas elites de modernizar a América Latina e como a população reagiu a esta tendência modernizadora, que não considerava a realidade vivida pelos povos latino-americanos e se espelhava em modelos externos – EUA e Europa - em busca de soluções rápidas para a saída da condição de periferia do mundo. No período em questão, em que era pensado o tipo de nação necessária para a superação do “atraso” latino-americano frente à Europa e EUA, temos a constituição de um verdadeiro “Projeto Civilizador”. Este projeto indicava como solução para todos os males latino-americanos a modernização de suas nações, modernização esta pensada em várias vertentes: a modernização econômica, ou seja, a inserção no mercado internacional e a modernização política, colocando fim ao caudilhismo e que se desdobrava em uma modernização cultural, que pretendia civilizar a população através de escolas, de imigrações e também com a laicização do Estado. Desta forma, tendo em vista esta configuração de um ideal modernizador que pautava o ideal de nação, este trabalho tem como objetivo compreender e discutir a elaboração teórica de algumas vertentes que constituíram este “Projeto Modernizador”. Para isso, utilizo dois autores significativos do século XIX: Domingo Faustino Sarmiento e Juan Bautista Alberdi que, embora com posições teóricas e políticas divergentes, se envolveram profundamente nestas disputas. Pretendo analisar a modernização latino-americana através do pensamento da época, indagando sobre como foram pensadas estas questões. Assim, a interrogação também é encaminhada para o que significou efetivamente a modernização da América Latina, tanto para a construção da nação ideal quanto para a população que sofreu este processo.
Notes: Palavras-chave criadas pelo pesquisador do Projeto PROGRAD/DIREN/UFU 2016-2017 Historiografia e pesquisa discente: as monografias dos graduandos em História da UFU.
Keywords: Civilização
Bárbarie
América Latina
Século XIX
Modernização
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: PERES, Maria Gisele. Entre a civilização e a barbárie. Nação, Estado, modernização na América Latina do século XIX. 2005. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação de História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18562
Issue Date: 2005
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EntreCivilizaçaoBarbarie.pdfTCC579.44 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.