Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18475
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Estudo comparativo da satisfação com o suporte social entre trabalhadores noturnos e não noturnos
Author: Andrade, Raphael Zardini
First Advisor: Crispim, Cibele Aparecida
First member of the Committee: Dattilo, Murilo
Second member of the Committee: Resende, Marineia Crosara de
Summary: O trabalho noturno provoca perturbações na vida social, o que supostamente afeta negativamente a eficiência e a satisfação com as relações sociais que os trabalhadores mantêm fora do ambiente laboral. O objetivo deste estudo foi comparar a satisfação com o suporte social entre os trabalhadores noturnos e não noturnos e estudar eventuais associações deste construto com o cronotipo e o IMC. Método: O estudo foi realizado em uma agroindústria de processamento avícola no interior do Brasil. Foram avaliados 423 trabalhadores noturnos (n=168) e não noturnos (n=255) de ambos os sexos. Os voluntários responderam a um questionário que avaliou aspectos sociodemográficos, horário de trabalho, qualidade do sono, horários habituais de dormir e despertar. O peso e a altura foram mensurados para o cálculo do índice de massa corporal, sendo também medida a circunferência da cintura. O cronotipo foi avaliado por meio do questionário de identificação de indivíduos matutinos e vespertinos de Horne e Ostberg. A escala de satisfação com o suporte social (ESSS) adaptada transculturalmente Brasil/Portugal foi previamente submetida à avaliação das qualidades psicométricas para posterior utilização em trabalhadores em turnos. Resultados: O estudo das propriedades psicométricas da ESSS para a população de trabalhadores em turnos revelou a necessidade de reespecificações do instrumento em relação ao modelo inicial de 15 itens, levando a exclusão de quatro itens, sendo proposta uma versão com 11 itens que avaliam quatro dimensões. Os trabalhadores noturnos perceberam-se menos satisfeitos com o suporte social global (p = 0,04) e com a intimidade (p = 0,01) em suas relações interpessoais. Trabalhadores noturnos com idade entre 18 e 30 anos demonstraram menores escores na satisfação com o suporte social global (p<0,01), na satisfação com amigos (p = 0,02), nas atividades sociais (p = 0,03) e na intimidade (p = 0,01). O agrupamento de todos os trabalhadores revelou associações positivas entre cronotipo e suporte social global (p = 0,01, p = 0,134) e satisfação com amigos (p < 0,01, p = 0,158). Foram encontradas ainda associações negativas entre o IMC e a satisfação com o suporte social global (p = 0,04, p = -0,102) entre a idade e a satisfação com amigos (p = 0,04, p = -0,109). Conclusão. Os trabalhadores noturnos, em especial aqueles com idades entre 18 e 30 anos, apresentaram menor satisfação com o suporte social, sugerindo que as diferentes experiências sociais relacionadas à idade podem influenciar as percepções de suporte. A matutinidade parece levar a melhor satisfação com o suporte social, e maiores valores de IMC foram associados a uma menor percepção de suporte social.
Abstract: Night shift work causes disruption in social life, which allegedly adversely affects the efficiency and satisfaction with social relations that shift workers maintain outside the work environment. The aim of this study was to compare satisfaction with social support between night shift and non night shift workers and study possible associations of this investigation with chronotype and BMI. Method: The study was carried out in a poultry processing agribusiness in the interior of Brazil. Four hundred and twenty three (423) workers, night shift (n=168) and non night shift (n=255) of both sexes were evaluated. The volunteers answered a questionnaire that assessed sociodemographic aspects, working hours, sleep quality, usual hours of sleep and awakening. Weight and height were measured to calculate body mass index (BMI), being also measured the waist circumference. The chronotype was evaluated by means of the identification questionnaire as to morning and evening individuals by Horne and Ostberg. The scale of satisfaction with social support (ESSS) and adapted crossculturally Brazil/Portugal was previously submitted to evaluation of psychometric properties for later use in shift workers. Results: The study of the ESSS psychometric properties for the population of shift workers revealed the need for re-specification of the instrument compared to the initial model of 15 items, leading to the exclusion of four items, with a version of the instrument with 11 items that assess four dimensions being proposed. The night shift workers were perceived to be less satisfied with the overall social support (p = 0.04) and with a degree of intimacy (p = 0.01) in their interpersonal relationships. Younger night shift workers (18-30 years) presented lower scores in satisfaction with the overall social support (p<0.01), satisfaction with friends (p = 0.02), social activities (p = 0.03) and intimacy (p = 0.01). The grouping of all shift workers showed positive associations between chronotype and overall social support (p = 0.01, p = 0.134) and satisfaction with friends (p < 0.01, p = 0.158) and between age and satisfaction with friends (p = 0.04, p = -0.109). Conclusion. Workers on the night shift, especially those aged between 18-30 years, showed lower satisfaction with social support, suggesting that the different social experiences related to age can influence perceptions of support. The morning shift work seems to lead to greater satisfaction with social support, whereas less satisfaction with social support may lead to an increase in BMI.
Keywords: Ciências Médicas
Mobilidade de pessoal
Satisfação no trabalho
Indice de massa corporal
Suporte social
Análise psicométrica
Cronotipo
Índice de massa corporal
Trabalho em turnos
Social support
Psychometric analysis
Chronotype
Body mass index
Shift work
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Quote: ANDRADE, Raphael Zardini. Estudo comparativo da satisfação com o suporte social entre trabalhadores noturnos e não noturnos. 2016. 109 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18475
Date of defense: 29-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstudoComparativoSatisfacao.pdfDissertação8.02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.