Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18435
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A “Era de Laodicéia”: o conservadorismo de William Branham e a Sociedade Americana Pós Segunda Guerra Mundial
metadata.dc.creator: Silva, Gilliard Antonio Pereira da
metadata.dc.contributor.advisor1: Carneiro, Deivy Ferreira
metadata.dc.contributor.referee1: Paula, Dilma Andrade de
metadata.dc.contributor.referee2: Morais, Sérgio Paulo
metadata.dc.description.resumo: As pregações religiosas não estão condicionadas a fatores meramente religiosos de uma sociedade: elas expressam muito do saber político, cultural e comportamental de uma dada realidade histórica em contextos definidos. Nesse sentido, as pregações fundamentalistas, milenaristas e conservadoras de Willian M. Branham, sob uma crítica histórica e, de certa maneira teológica, têm muito a nos oferecer para o entendimento e a compreensão da sociedade americana pós Segunda Guerra Mundial e no processo histórico da Guerra Fria. Temas como anticomunismo, direitos sociais e civis, o papel da mulher na sociedade e anticatolicismo estão presentes numa análise religiosa conservadora da sociedade. Há de se observar que as mudanças políticas, sociais e culturais no século XX trouxeram impactos importantes ao conservadorismo da sociedade americana entre os anos 1950 aos anos 1970, e, nesse sentido, Willian Branham vê os EUA em colapso e decadência moral. Portanto, sua pregação apocalítica enxerga, nas mudanças presentes na sociedade, o “fim da História”, em definição: o milênio de Cristo.
Abstract: Religious preaching is not conditioned to merely religious factors of a society, they express much of the political, cultural and behavioral knowledge of a given historical reality in defined contexts. In this sense, the fundamentalist, millenarian and conservative preaching of William Branham, under historical and somewhat theological criticism, has much to offer us for the understanding and understanding of post-World War II American society and the historical process of the Cold War. Issues such as anti-communism, social and civil rights, the role of women in society and anti-Catholicism are present in a conservative religious analysis of society. It should be noted that political, social, and cultural changes in the twentieth century will have an important impact on the conservatism of American society between the 1950s and the 1970s, and William Branham sees the United States in moral collapse and decay. Apocalyptic preaching sees, in the changes present in society, the "end of history", in definition: the millennium of Christ.
Keywords: Discurso religioso
História
Sociedade Americana Pós Segunda Guerra
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ARQUEOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: SILVA, Gilliard Antonio Pereira da. A “Era de Laodicéia”: o conservadorismo de William Branham e a Sociedade Americana Pós Segunda Guerra Mundial. 2017. 69 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História), Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18435
Issue Date: 2017
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EraLaodicéiaConservadorismo.pdfTCC1.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.