Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18356
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Psicologias e transexualidades: o estado da arte da produção teórica brasileira
metadata.dc.creator: Pacheco, Bárbara Guimarães Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: Teixeira, Flávia do Bonsucesso
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Rasera, Emerson Fernando
metadata.dc.contributor.referee1: Pegoraro, Renata Fabiana
metadata.dc.contributor.referee2: Prado, Marco Aurélio Máximo
metadata.dc.description.resumo: Essa dissertação analisou os trabalhos publicados na interface entre Psicologias e Transexua-lidades, buscando identificar os discursos sobre as transexualidades que circularam e impacta-ram a produção científica da Psicologia brasileira no período de 1997 a 2015. Para tanto, foi realizada uma Revisão Sistematizada Descritiva de Literatura nas bases de dados virtuais: Banco de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, Scielo, Pepsic e IndexPsi. Utilizou-se os termos de busca “transexual”, “transexuais”, “transexualizador”, “transgênero”, de forma in-dependente e apenas em português. Buscando complementar essa busca, realizou-se um le-vantamento de grupos de pesquisa cadastrados no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que apresentavam, dentre suas linhas de pesquisa, a produ-ção de conhecimento acerca de gênero e sexualidade, e procedeu-se um contato por e-mail com seus líderes solicitando informações acerca de publicações e/ou trabalhos defendidos por membros do grupo e/ou outros e que se enquadrassem nessa temática. Foram identificados 729 trabalhos, entre teses, dissertações e artigos científicos. Dentre esses, 648 foram excluídos e 81 selecionados para análise, sendo 12 teses, 31 dissertações e 38 artigos científicos. Para análise das produções incluídas foram utilizados procedimentos de análise de conteúdo, bus-cando responder aos objetivos propostos. A partir da leitura dos trabalhos em sua íntegra, bem como do diálogo com o documento intitulado “Guidelines for psychological practice with transgender and gender nonconforming people” elaborado pela APA foi possível a construção das categorias: avaliação, terapia e intervenção; conhecimento fundacional e consciência; es-tigma, discriminação e barreiras para o cuidado. De forma geral, os resultados apontam para a recente inclusão dessa temática no campo da Psicologia, bem como a sua vinculação aos es-paços acadêmicos. Esse é um elemento importante para (re)pensar a relação entre ativistas LGBT e os/as pesquisadores/as, pois se esse é/foi o espaço da legitimação de práticas norma-tivas, também tem sido o espaço da subversão e produção de outras Psicologias. Da mesma forma, o ponto nodal das discussões nos trabalhos identificados parece se organizar no diag-nóstico da transexualidade: ainda que trabalhos recentes defendam o diagnóstico a ser realiza-do na perspectiva de identificação de “um transexual verdadeiro”, eles são minoria nesse campo. A recusa ao diagnóstico parece forjar um consenso, no entanto, este apenas se dá quando se refere ao ponto específico da manifestação do desejo da cirurgia como critério di-agnóstico e do diagnóstico como porta de acesso ao serviço. No entanto, o mesmo alinhamen-to ou crítica não é observado em relação à compulsoriedade do tratamento e ao tempo mínimo de atendimento, também previstos a partir da Resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) e incorporado à Portaria do Processo Transexualizador. Além disso, são poucos os trabalhos que desamarram as transexualidades do campo da saúde e dos limites do diagnósti-co. No entanto, são estes os que parecem ter maior comprometimento com a perspectiva da despatologização das transexualidades quando aportam seus olhares nas lutas por visibilidade e outras esferas de sociabilidade das pessoas transexuais.
Abstract: This dissertation analyzed published publications in the interface between psychology and transsexuality, in order to identify the discourses about the transsexualities that circulated and impacted scientific production of Brazilian psychology in the period from 1997 to 2015. For this purpose, a Literature Review Systematized Descriptive in virtual databases was per-formed: Bank of Higher Education Personnel Improvement Coordination Thesis (CAPES), Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations (BDTD), Scielo, Pepsic and IndexPsi. It were searched the terms "transsexual", "transsexuals", "gender identity clinic", "transgender", which were used independently and only in Portuguese. In order to complement this search, a survey of research groups registered in the National Council for Scientific and Technological Development (CNPq) was carried out, which presented, among its lines of research, the pro-duction of knowledge about gender and sexuality, and a E-mail contact was made with their leaders requesting information about publications and / or works defended by members of the group and / or others and that fit into this theme. A total of 729 papers were identified, in-cluding theses, dissertations and scientific papers. Of these, 648 were excluded and 81 were selected for analysis, being 12 theses, 31 dissertations and 38 scientific articles. In order to analyze the included productions, content analysis procedures were used, intending to respond to the proposed objectives. From the reading of the work in its entirety, as well as the dia-logue with the document entitled "Guidelines for psychological practice with transgender and gender nonconforming people" elaborated by the APA, it was possible to construct the cate-gories: evaluation, therapy and intervention; Foundational knowledge and awareness; Stigma, discrimination and barriers to care. In general, the results point to the recent inclusion of this theme in the field of psychology, as well as its linkage to academic spaces. This is an im-portant element to (re) think the relationship between LGBT activists and researchers, because if this is the space for legitimizing normative practices, it has also been the space of subver-sion and production of other psychologies. Likewise, the nodal point of the discussions in the identified papers seems to be organized in the diagnosis of transsexuality: although recent works defend the diagnosis should be made in the perspective of identifying "a true transsex-ual", they are minority in this field. The refusal to diagnosis seems to forge a consensus, how-ever, this only occurs when it refers to the specific point of the manifestation of the desire of the surgery as a diagnostic criterion and the diagnosis as a gateway to the service. However, the same alignment or criticism is not observed in relation to the compulsory treatment and the minimum time of care, also provided for by the Resolution of the Federal Medical Council (CFM) and incorporated into the Transitional Procedural Ordinance. In addition, few works have untied the transsexualities of the health field and the limits of diagnosis. However, these are the works that seem to have a greater commitment to the perspective of the depathologiza-tion of transsexualities as they contribute their looks in the struggles for visibility and other spheres of sociability for the transsexual people.
Keywords: Psicologia
Transexuais
Psicologia aplicada
Psicologias
Transexualidades
Revisão Sistemática
Psychology
Transsexuality
Systematic review
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: PACHECO, Bárbara Guimarães Costa. Psicologias e transexualidades: o estado da arte da produção teórica brasileira. 2017. 195 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Aplicada) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18356
Issue Date: 20-Feb-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PsicologiasTransexualidadeEstado.pdfDissertação2.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.