Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18284
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Germinação, morfometria e qualidade ecológica em matrizes de dalbergia miscolobium benth
metadata.dc.creator: Bragiola, Natália Guariglia
metadata.dc.contributor.advisor1: Nascimento, André Rosalvo Terra
metadata.dc.contributor.referee1: Sanches, Maria Cristina
metadata.dc.contributor.referee2: Oliveira, Ana Paula de
metadata.dc.description.resumo: O conhecimento das características dos frutos e sementes juntamente com a qualidade e vigor das sementes de Dalbergia miscolobium são de extrema importância para que esta seja reproduzida com sucesso em programas de restauração. O objetivo do presente estudo foi avaliar a viabilidade, germinação e a morfometria de sementes de D. miscolobium, visando selecionar indivíduos reprodutivos com boas características silviculturais com vistas a coleta e propagação de sementes. Para isso foram coletados frutos de dez matrizes de duas áreas distintas de cerrado sensu stricto, mensuradas suas dimensões de comprimento, largura e espessura; analisando a qualidade das sementes e a classificando de acordo com seu vigor. Foi aplicado o teste de tetrazólio a 1%, permitindo a classificação das sementes em viáveis ou inviáveis. Foram colocadas para germinar sementes de cinco matrizes coletadas contando diariamente sua germinação, e ao fim do experimento foram calculados os índices de germinação e mortalidade e feita a massa fresca e seca das plântulas. A biometria dos frutos e sementes de dez matrizes apresentaram diferenças entre si, mostrando a variabilidade dentro da própria espécie que pode ser influenciada por fatores climáticos e bióticos, além da sua própria genética. O comprimento dos frutos variou de 40 a 49 mm, a largura de 16,6 a 20,3 mm, já o comprimento das sementes de 14,8 a 17,2 mm e sua largura de 6,9 a 8,0 mm. A qualidade das sementes de D. miscolobium foi boa, apresentando na maioria das vezes sementes intactas, porém sua predação foi maior do que a encontrada na literatura e sua taxa de aborto foi baixa. Os frutos foram classificados como típicos de dispersão anemocórica, apresentando frutos secos, alados e do tipo sâmara. O teste do tetrazólio mostrou uma alta viabilidade para as sementes de D. miscolobium, mostrando que os lotes de sementes apresentavam boa qualidade. A germinação e a sua velocidade foram mais altas nas matrizes 4 e 5, mostrando que estas estariam mais aptas a germinarem assim que houvessem condições ideais. Já as matrizes 1, 2 e 3 apresentaram um tempo de germinação longo e uma velocidade de germinação baixa, o que pode inferir que as mesmas possuíam menor capacidade germinativa frente as condições do meio em que foram plantadas, dificultando a germinação de plântulas nessas matrizes. A massa seca da raiz foi a única que diferiu significativamente entre todas as outras medidas, acumulando a maior parte da biomassa, sendo uma vantagem inicial para o estabelecimento das plântulas, pois as mesmas, podem absorver água e nutrientes em uma superfície de contato maior. Já o crescimento da parte aérea não foi tão expressivo. A partir dos resultados é possível afirmar que as matrizes foram extremamente variáveis em todos os parâmetros do trabalho, mostrando sua variabilidade genética dentro da própria espécie, sendo a assim, é importante escolher boas matrizes para obter um bom resultado na germinação reproduzindo plântulas de boa qualidade e vigorosas para a utilização em projetos de restauração e revegetação.
Abstract: The knowledge of fruits and seeds features plus the quality and strength of Dalbergia miscolobium are highly important to the reproduction of these species in restoration programs. Our study aimed to evaluate the viability, germination and morphometry of D. miscolobium seeds in order to select reproductive individuals bearing good silvicultural features, aiming to collect and propagate seeds. For this purpose, we collected fruits from 10 matrices in 2 distinct cerrado sensu stricto areas, measuring their length, width and thickness, analyzing the quality of seeds and classifying them according to their strength. We performed the 1% tetrazolium test, which allowed us to classify the seeds as viable or unviable ones. We put seeds from 5 collected matrices to germinate and in their germination on a daily basis. At the end of the experiment, we calculated the germination and mortality indexes plus the fresh and dry mass of seedlings. We found significant difference amongst the fruits and seeds from 10 matrices, which points that the viability of a species can be affected by climate and biotic factors, besides their own genetics. The length of fruits ranged from 40 to 49 mm, the width ranged from 16,6 to 20,3 mm while the length of seeds ranged from 14,8 to 17,2 and their width ranged from 6,9 to 8,0 mm. The seeds of D. miscolobium showed a good quality and we found them intact in the most of times, although we observed a higher predation rate in comparison to literature and we recorded a low abortion rate. We classifyed the fruits as anemochorous, dry and winged samara style. The tetrazolium test showed a high viability for D. miscolobium seeds pointing that the allotment of seeds bears good quality. We recorded a higher germinability and germination speed on matrices 4 and 5 poiting their ability to germinate in ideal conditions. On the other hand, the matrices 1, 2 and 3 showed a long germination time and a low germination speed, which leads to the conclusion that these seeds bear a lower germinability against the environment conditions in which they were planted, hampering the germination of seedlings from these matrices. The dry mass of roots was the only one that showed significant difference amongst the other measures, accumulating the largest part of biomass, which gives an advantage during the initial stage of seedlings establishment, since they can absorb water and nutrients on a larger contact surface. On the other hand we did not observe a remarkable growth of the aerial parts. According to our results, we can affirm that the matrices are highly variable in all the observed standards, pointing to genetic variability in this species thus, it is important to select good matrices in order to achieve positive responses in germination, producing good quality and strong seedlings proper for revegetation and restoration purposes.
Keywords: Qualidade Ambiental
Sementes - Seleção
Florestas
Espécie vegetal - Semente
Espécie arbórea
Sementes
Seleção de matrizes
Silvicultura
Tree species
Seeds
Matrices selection
Silviculture
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Qualidade Ambiental
Citation: BRAGIOLA, Natália Guariglia. Germinação, morfometria e qualidade ecológica em matrizes de dalbergia miscolobium benth. 2016. 57 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Qualidade Ambiental) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18284
Issue Date: 19-Aug-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Qualidade Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GerminacaoMorfometriaQualidade.pdfDissertação7.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.