Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18278
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Políticas públicas educacionais e condições de trabalho na educação infantil: concepções e vivências de professoras
metadata.dc.creator: Alvarenga, Vanessa Cristina
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Maria Vieira
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Altina Abadia da
metadata.dc.contributor.referee2: Oliveira, Dalila Andrade
metadata.dc.contributor.referee3: Marques, Mara Rúbia Alves
metadata.dc.contributor.referee4: Cunha, Myrtes Dias da
metadata.dc.description.resumo: Tendo como hipótese inicial a provável existência de uma estreita relação entre as condições de trabalho às quais os professores estão submetidos e as políticas públicas educacionais, este estudo apresenta como objetivo geral correlacionar às políticas de Estado e as políticas governamentais no que concerne aos processos de valorização do trabalho docente. Como objetivos específicos: investigar as condições de trabalho das professoras da Educação Infantil de Uberlândia/MG; refletir sobre a relação entre as políticas públicas nacionais, voltadas para a Educação Infantil, e as condições de trabalho das professoras dessa etapa educacional na realidade uberlandense; identificar a influência da legislação municipal para o estabelecimento das condições de trabalho das professoras da Educação Infantil. Este estudo consiste numa investigação qualitativa, que utilizou das técnicas: observação, entrevista intensiva com 43 professoras e análise documental. Os resultados apontam que pode se destacar que a legislação e os documentos oficiais nacionais, desde o final da década 1980, foram e são fundamentais para assegurar questões importantes referentes às condições de trabalho docente dos professores na educação básica. A legislação e os documentos educacionais municipais estão em consonância com os nacionais, uma vez que apresentam princípios voltados para a valorização dos profissionais da educação e, portanto, que possam contribuir e influenciar para assegurar condições de trabalho adequadas para as professoras das escolas municipais. Constatam-se avanços nas políticas de Estado quanto à valorização do trabalho docente, mas é importante ressaltar que muitas vezes os governos locais encontram limitações quanto a implementação das políticas governamentais, uma vez que as mesmas exigem mudanças de ordem estruturais relacionadas ao Estado. A maioria das professoras entrevistadas se sente incentivadas a fazerem cursos de pós-graduação e participam dos cursos de formação continuada; consideram que o número de alunos em sala é prejudicial para a execução do seu trabalho; destacam que seu salário ao longo dos anos passou por um processo de valorização, mas consideram que ganham mal; tem suas progressões funcionais respeitadas; destaca nas mudanças de gestão municipal a predominância da descontinuidade das políticas públicas educacionais; para elas a avaliação de desempenho não considera as particularidades que perpassam todo o processo educativo e coloca o professor no centro do processo avaliativo; quanto ao Plano de Carreira tem se avaliações positivas e negativas, sendo a diferença salarial de quem tem mais tempo de carreira e quem tem menos a que mais afetou e ressentiu as professoras. Constata-se que problemas referentes a precária infraestrutura das escolas; a necessidade de ampliação de vagas para a Educação Infantil; aos espaços físicos insuficientes nas unidades escolares; a falta de acessibilidade nas escolas, infelizmente ainda é uma realidade nas escolas municipais da Educação Infantil uberlandense. As professoras não se sentem valorizadas profissionalmente e se sentem cobradas, dizem que tem apoio dentro da escola para a realização do seu trabalho, não veem problema em realizar atividades voltadas para o cuidado, consideram que o perfil da professora da Educação Infantil é pautado no amor e carinho, pensam em se aposentar na Educação Infantil e se sentem felizes na profissão.
Abstract: With the initial hypothesis the probable existence of a close relationship between working conditions to which teachers are submitted and public educational policies this study has as main objective correlate the state policies and government policies in relation to the processes valuation of teacher work. Specific objectives: to investigate the working conditions of the Basic Education teachers in Uberlândia/MG; meditate about the relationship between national public policies, focused on child education, and working conditions of the teachers of this educational stage in uberlandense reality; identify the influence of municipal legislation to establish the working conditions of teachers of child education. This study is a qualitative research, which used the techniques: observation, intensive interview with 43 teachers and document analysis. The results show that can be noted that the national laws and official documents from the 1980s, were and are fundamental to ensure important issues relating to teacher working conditions of teachers in basic education. The legislation and municipal educational documents are in accordance with the national, they have focused principles for the valuation of education professionals and, however, can contribute and influence to ensure adequate working conditions for the teachers of municipal schools. Realized advances in state policies regarding the valuation of teacher work, but it is important to note that often the local governments are limitations on the implementation of government policies, since they require structural order changes related to the State. Most interviewed teachers feel encouraged to do post-graduate courses and participate in continuing education courses; they consider that the number of students in class is detrimental to the execution of their work; out that his salary over the years has gone through a recovery process, but consider not enough; have they respected functional progressions; highlights in municipal management changes the predominance of discontinuity of educational policies; for them the performance evaluation does not consider the particularities that permeate the whole educational process and places the teacher at the center of the evaluation process; as the Career Plan has positive and negative evaluations, and the pay differences from those who have more career time and those who have less that most affected and resented the teachers. It is noted that problems related to poor infrastructure of schools; the need to increase vacancies for Child Education; to insufficient physical spaces at schools; the absence of accessibility in schools, it is unfortunately still a reality in public schools in Child Education uberlandense. The teachers do not feel professionally valued and feel charged, they have support within the school for carrying out their work, see no problem in carrying out activities aimed at care, considers that the profile of child education teacher is lined in love and affection, think about retiring in child education and feel happy in this occupation.
Keywords: Educação
Educação de crianças
Políticas públicas
Trabalho docente
Educação Infantil
Políticas públicas educacionais
Child education
Public educational policies
Teacher work
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: ALVARENGA, Vanessa Cristina. Políticas públicas educacionais e condições de trabalho na educação infantil: concepções e vivências de professoras. 2016. 342 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18278
Issue Date: 29-Jun-2016
Appears in Collections:TESE - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PoliticasPublicasEducacionais.pdfTese1.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.