Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18256
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Agora a mulher também é dona da terra! Invisibilidade e contradições nas políticas públicas (1980-2010)
metadata.dc.creator: Gonçalves, Alessandra Sousa
metadata.dc.contributor.advisor1: Carmo, Maria Andréa Angelotti
metadata.dc.contributor.referee1: Ferreira, Jorgetânia da Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Almeida, Antônio de
metadata.dc.description.resumo: A monografia busca analisar o trabalho rural feminino em diferentes momentos do período de 1980-2010, para compreender as desigualdades entre trabalhadoras e trabalhadores rurais, e quais as políticas públicas e iniciativas governamentais estão em desenvolvimento para reverter essa situação que ocorre em todo o país. A longa história de luta por terras no Brasil só viu recentemente um movimento pelo reconhecimento das trabalhadoras, que vivem em condições precárias, sem contrato formal, desprotegidas pela legislação e com baixa ou inexistente remuneração. O objetivo não é apenas expor os sujeitos e seus conflitos, mas sim entender o processo histórico que ocorre no meio rural para esmiuçar o tema proposto. A autora se concentrou nas leituras sobre gênero e trabalho rural publicadas por instituições como: Ministério do Desenvolvimento Agrário (MOA), Programa de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia (Ppigre), Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (NEAD), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Também pesquisou na internet em sites de revistas e artigos acadêmicos. Buscou ainda referências acadêmicas de autores que se engajaram nesta temática em específico, dentro de diversas áreas como: Geografia, Sociologia, Direito e Economia. Realizou entrevista com uma funcionária do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Uberlândia (STRU) e participou do Curso de Extensão do laboratório de Geografia Agrária (LAGEA) da Universidade Federal de Uberlândia onde, que promoveu uma visita ao Acampamento Primeiro de Maio e ao Assentamento Rural Emiliano Zapata no munícipio de Uberlândia/MG. O trabalho se compõe de dois capítulos: o primeiro propõe uma apresentação da mulher rural e sua atuação no Brasil. O segundo capítulo destaca as mulheres rurais como uma categoria política que está sendo incorporada às políticas públicas brasileiras.
Notes: Palavras-chave e Resumo criados pelo pesquisador do Projeto "PROGRAD/DIREN/UFU 2016-2017: Historiografia e pesquisa discente: as monografias dos graduandos em História da UFU".
Keywords: Trabalhadoras rurais
Desigualdade
Brasil
1980-2010
Políticas públicas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Citation: GONÇALVES, Alessandra Sousa. Agora a mulher também é dona da terra! Invisibilidade e contradições nas políticas públicas. 2014. 68 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18256
Issue Date: 2014
Appears in Collections:TCC - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MulherDonaTerra.pdfTCC10.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.