Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18190
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A República dos Patos ou a construção da cidade republicana no sertão das Geraes : representação, memórias e conflitos. Cidade de Patos, 1889-1933
metadata.dc.creator: Silva, Rosa Maria Ferreira da
metadata.dc.contributor.advisor1: Machado, Maria Clara Tomaz
metadata.dc.contributor.referee1: Luca, Tânia Regina de
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Henry Marcelo Martins da
metadata.dc.contributor.referee3: Puga, Vera Lúcia
metadata.dc.contributor.referee4: Katrib, Cairo Mohamad Ibrahim
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa tem por intenção discutir a construção da cidade republicana no sertão das Minas Gerais, tomando como objeto de reflexão a cidade de Patos, entre 1889 e 1933. A escolha do objeto deve-se, em primeiro lugar, a uma lacuna na reflexão acerca das cidades no período em questão: ainda que a produção intelectual sobre o tema possua notórios avanços, pouco se pensou a respeito do processo que levou à constituição das cidades do interior, notadamente do interior mineiro. Ora, a cidade de Patos, hoje Patos de Minas, possui um núcleo urbano original que, se de um lado dialoga com os grandes projetos de urbanização da época, como a Paris do Barão de Haussmann e o Rio de Janeiro de Pereira Passos, por outro lado também reflete a forma lusitana de povoar. O núcleo urbano que deu origem à cidade é, assim, seccionado em dois. Uma parte, constituída ao norte, atrás da Igreja Matriz de Santo Antônio de Pádua, foi como que "semeada", conforme expressão consagrada de Sérgio Buarque de Holanda, apresentando uma intrincada rede de vielas, ruas estreitas e becos; ao passo que, ao sul, o núcleo corresponde ao modelo urbano de "cidade civilizada" do século XIX, com avenidas e ruas largas, dispostas no formato de tabuleiro. Não obstante a peculiaridade daquela conformação urbana, a pesquisa revelou que se imprimiu nela, como um palimpsesto, o embate entre dois grupos políticos rivais: os presbiterianos, liderados pela família Dias Maciel e os católicos, liderados pela família Borges. Ao mesmo tempo, a pesquisa demonstrou que se a cidade foi espaço e objeto do conflito entre os dois grupos, o foi, ainda, para outros sujeitos sociais: as camadas populares que passaram "ao largo" da disputa entre "Borges e Maciéis". Assim, do processo, depreendem-se, pelo menos, "três cidades de Patos": aquela em que viveram e "atuaram" os Maciéis, em evidente ingerência política; aquela em que viveram os Borges, e a partir da qual se constituíram como oposição aos Maciéis; e, finalmente, a cidade em que viveram os pobres, os negros e desvalidos, assolados pela sífilis, pelo alcoolismo e pela miséria, nos bairros periféricos da Várzea e da "Beira da Lagoa".
Abstract: This research has the intention to discuss the construction of the republican city in the backwoods of Minas Gerais, taking as object of reflection the city of Patos, between 1889 and 1933. The choice of the object is due, first, to a gap in reflection about the cities in the period in question, although the intellectual production on the theme has striking gains, little is thought about the process that led to the establishment of towns, notably the mining interior. Now the city of Patos, today Patos de Minas, has a unique urban core that is a side dialogues with major projects of urbanization of the time, as the Paris of Haussmann Baron and the Pereira Passos’ Rio de Janeiro, for other hand also reflects the Lusitanian way to people. The urban core that originated the city is thus cut in two. A part, consisting north, behind the Church of Santo Antônio de Pádua, it was like that "seeded" as enshrined expression of Sérgio Buarque de Holanda, with an intricate network of alleys, narrow streets and alleys; while to the south, the core corresponds to the urban model of "civilized city" of the nineteenth century, with wide streets and avenues, arranged on the board format. Despite the peculiarity that urban conformation, the survey revealed that printed on it, as a palimpsest, the clash between two rival political groups: the Presbyterians, led by Family Dias Maciel and Catholics, led by Borges family. At the same time, research has shown that if the city was space and object of the conflict between the two groups, was also to other social subjects: the working classes who have gone "off" of the dispute between "Borges and Maciéis". Thus, in the process, be inferred at least "three cities of Patos": on which they lived and "worked" the Maciéis in apparent political interference; that they lived in the Borges, and from which they arose as opposed to Maciéis; and finally, the city where the poor lived, blacks and underprivileged, plagued by syphilis, alcoholism and poverty, in the suburbs of the Várzea and the "Beira da Lagoa".
Keywords: História
Cidades e vilas - Minas Gerais - História
Sociologia urbana - Patos de Minas
Patos de Minas - História
Cidade
República
Urbanização
Representação
Memória
Conflitos
City
Republic
Urbanization
Representation
Memory
Conflicts
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: SILVA, Rosa Maria Ferreira da. A República dos Patos ou a construção da cidade republicana no sertão das Geraes: representação, memórias e conflitos. Cidade de Patos, 1889-1933. 430 f. 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18190
Issue Date: 6-Mar-2015
Appears in Collections:TESE - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RepublicaPatosConstrucao.pdfTese106.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.