Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18154
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Ritmo de queda dos carrapatos Amblyomma cajennense, Amblyomma parvum, e Rhipicephalus sanguineus de hospedeiros experimentais
metadata.dc.creator: Silva, Tathiane de Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: Szabó, Matias Pablo Juan
metadata.dc.contributor.referee1: Medeiros, Alessandra Aparecida
metadata.dc.contributor.referee2: Ramos, Vanessa do Nascimento
metadata.dc.description.resumo: O carrapato é o principal vetor de doenças infecciosas para animais, sendo vetor de doenças transmitidas também aos seres humanos. O ritmo de queda de carrapatos do hospedeiro define a distribuição dos carrapatos no ambiente e, portanto, integra a epidemiologia das doenças transmitidas por estes artrópodes. O ritmo de queda de carrapatos neotropicais, salvo algumas observações pontuais, é desconhecido. Neste projeto se iniciou a pesquisa do ritmo de queda de algumas espécies de carrapatos encontrados no Brasil e que são vetores de agentes infecciosos importantes (Amblyomma cajennense, Rhipicephalus sanguineus) ou que tenham despertado interesse pelo potencial para tal (Amblyomma parvum). O ritmo de queda de carrapatos foi avaliado durante infestações experimentais dos hospedeiros com câmaras de alimentação. O comportamento de busca de carrapatos Rhipicephalus sanguineus por hospedeiros foi também avaliado. No caso do R. sanguineus, larvas e ninfas se desprenderam de coelhos predominantemente em fotofase (86 e 70%, respectivamente). Por outro lado, o desprendimento de adultos de R. sanguineus dos coelhos ocorreu de forma similar em escotofase (52%) e fotofase (48%). Larvas e ninfas do carrapato A. parvum se desprenderam dos coelhos majoritariamente em fotofase (62 e 66%, respectivamente). Na avaliação do ritmo de queda de adultos de duas populações de A. parvum de coelhos observou-se desprendimento em escotofase de 68% dos carrapatos de origem argentina e 71% da população brasileira. No caso das infestações por A. cajennense observou-se em coelhos o desprendimento de 57% das ninfas em escotofase e 43% em fotofase. Por outra lado ninfas e adulto deste carrapato se desprenderam de suínos predominantemente em fotofase (76 e 78%, respectivamente). No experimento de busca por hospedeiro a maioria dos carrapatos chegou aos hospedeiros no período inicial de disponibilização dos hospedeiros independentemente disso ter ocorrido de tarde (avaliação 1) ou de manhã (avaliação 2) ou ter sido contínuo ou descontínuo. Os resultados encontrados demonstram que cada espécie de carrapato e cada instar tem horários de queda de preferência e que esses não ocorrem ao acaso. Outros experimentos avaliando mais fatores que influenciam esse horário de queda devem ser realizados.
Abstract: Tick is the main vector of infectious diseases to animals and is an important vector to humans as well. Tick drop-off rhythm from hosts defines host distribution in the environment and thus is part of the epidemiology of tick-borne diseases. Drop-off rhythm of neotropical ticks is overall unknown. We herein investigated the drop-off rhythm of a few tick species found in Brazil and that are already (Amblyomma cajennense, Rhipicephalus sanguineus) or potentially (Amblyomma parvum) important infectious agent vectors. Tick drop-off rhythm was evaluated during infestation of hosts within feeding chambers. Search behavior of Rhipicephalus sanguineus ticks for hosts was also evaluated. R. sanguineus larvae and nymphs dropped off from rabbits overwhelmingly during photophase (86 and 70%, respectively). Adults from the same tick species dropped off similarly in photo (48%) and scotophase (52%). Larvae and nymphs of A.parvum ticks dropped off in photophase (62 and 66%, respectively). Argentinian and Brazilian populations of adult A.parvum ticks detached from rabbits in scotophase (68 an 71%, respectively). A. cajennense nymphs detached from rabbits in both photophase (43%) and scotophase (57%). On the other hand, nymphs and adults from the same tick species detached from pigs in photophase (76 and 78%, respectively). It was observed that adult R. sanguineus ticks searched for rabbits as soon as the host was available irrespective if this occurred in the morning or afternoon or continuously or discontinuous. Results showed that each tick species and instar have preferential drop-off timing. Further investigation is needed to determine factors that drive such drop-off rhythm of each tick species.
Keywords: Veterinária
Carrapato
Carrapato como transmissor de doenças
Horário de queda
Comportamento de queda
Carrapato Drop-off rhythm of Amblyomma cajennense
Amblyomma parvum
Rhipicephalus
Horary of fall
Deportment of fall
Tick
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Citation: SILVA, Tathiane de Lima. Ritmo de queda dos carrapatos Amblyomma cajennense, Amblyomma parvum, e Rhipicephalus sanguineus de hospedeiros experimentais. 2013. 39 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18154
Issue Date: 8-Aug-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RitmoQuedaCarrapatos.pdfDissertação1.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.