Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18145
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Avaliação de parâmetros temporais e inerciais para a caracterização da bradicinesia parkinsoniana durante a extensão do punho
metadata.dc.creator: Rabelo, Amanda Gomes
metadata.dc.contributor.advisor1: Andrade, Adriano de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Lucio Pereira Neves
metadata.dc.contributor.referee1: Souza, Luciane Aparecida Pascucci Sande de
metadata.dc.description.resumo: A caracterização da bradicinesia parkinsoniana tem sido foco de vários trabalhos e a maioria desses estudos utiliza escalas subjetivas para a sua avaliação. Recentemente, algumas pesquisas têm proposto a avaliação da bradicinesia por meio de sensores inerciais e eletromiográficos. Uma das principais dificuldades na realização desses estudos é relacionada à identificação de parâmetros extraídos dos sinais mensurados, que possibilitem a caracterização de padrões de normalidade e bradicinesia. Neste sentido, essa pesquisa investigou o padrão de oito parâmetros temporais e inerciais, com a finalidade de caracterizar grupos de indivíduos hígidos e com a doença de Parkinson, sendo esses, cinco temporais – tempo para atingir a máxima velocidade angular (TVangMax), aceleração linear (TAccMax), variação do campo magnético (TMagMax), contração muscular (TEMGMax) e o tempo total de execução da tarefa (TTASK); e três inerciais - velocidade angular máxima (VAngMax), aceleração máxima (AccMax) e variação de campo magnético máxima (MagMax). No total 27 indivíduos participaram do estudo, sendo 12 hígidos (60,1 ± 6,1 anos) e 15 com a doença de Parkinson (65,3 ± 9,1 anos). A severidade da bradicinesia dos indivíduos com a doença de Parkinson foi avaliada pelo neurologista com base na escala UPDRS. Todos os indivíduos executaram o movimento de extensão de punho antigravitacional com o antebraço apoiado em pronação. Os movimentos foram executados com e sem a presença de uma carga de 92 gramas posicionada no dorso da mão. A avaliação comparativa entre os parâmetros estimados para cada grupo baseou-se na aplicação do teste Wilcoxon com p < 0,05. O teste foi aplicado tanto inter quanto intra grupos, para verificar quais as características são significativas para discriminar pacientes com e sem a doença de Parkinson (inter) e a comparação intra grupos verificou-se a influência da carga na bradicinesia. Os resultados mostraram que todos os parâmetros estimados, com exceção do MagMax, possibilitaram a discriminação entre os grupos. Eles mostram ainda que a carga utilizada não influenciou na bradicinesia. Esses achados são relevantes para estudos clínicos que necessitam de parâmetros objetivos para a avaliação e monitoramento da eficácia de terapias relacionadas ao controle da bradicinesia parkinsoniana.
Abstract: Many researchers have been characterizing bradykinesia manifested in Parkinson’s disease using a subjective scale. Recently, some researchers proposed the use of inertial sensors and electromyography to identify bradykinesia symptom in Parkinson’s patient. One of the main problems found in these studies is related to the identification of the parameters extracted from the signals, wich allows the recognition of patterns that discriminates normality from bradykinesia symptom. In this context, this research investigated the pattern of 8 temporal and inertial parameters in order to characterize healthy subjects and subjects with Parkinson’s disease. The temporal parameters were: time to achieve maximum angular velocity (TVangMax), linear acceleration (TAccMax), variation in the magnetic field (TMagMax), muscle contraction (TEMGMax) and total time to perform the task (TTASK). The inertial parameters were: maximum angular velocity (VAngMax), maximum acceleration (AccMax) and maximum variation in the magnetic field (MagMax). A total of 27 subjects participated in this research, 12 healthy subjects (60.1 ± 6.1 years) and 15 with Parkinson’s disease (65,3 ± 9,1 years). A neurologist evaluated how severe was the subject’s Parkinson’s disease using a UPDRS scale. All individuals performed a supported forearm wrist extension. The movements were performed with and without a load of 92 grams. The Wilconox test was used to make a comparative evaluation of the parameters resulting in a p < 0.05. The results of this research show the load does not have any influence on the estimated parameters, excepted the MagMax, which enabled the discrimination between groups. These results are relevant for clinical studies that need these parameters to assess and monitor the efficiency of therapies, related to the control of the bradykinesia symptom in Parkinson’s disease.
Keywords: Engenharia biomédica
Parkinson, Doença de
Bradicinesia
Bradicinesia
Sensores inerciais
Características temporais
Características inerciais
Extensão de punho
Bradykinesia
Inertial sensors
Temporal features
Inertial features
Wrist extension
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA BIOMEDICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Engenharia Biomédica
Citation: RABELO, Amanda Gomes. Avaliação de parâmetros temporais e inerciais para a caracterização da bradicinesia parkinsoniana durante a extensão do punho. 2016. 48 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18145
Issue Date: 29-Aug-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Engenharia Biomédica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvaliacaoParametrosTemporais.pdfDissertação9.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.