Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18144
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Lesões cervicais não cariosas, hipersensibilidade dentinária, recessão gengival e fatores de risco associados – estudo transversal
Author: Teixeira, Daniela Navarro Ribeiro
First Advisor: Soares, Paulo Vinícius
First member of the Committee: Reis, Bruno Rodrigues
Second member of the Committee: Mendes, Danilo Cangussu
Summary: A perda da estrutura dentária na junção cemento-esmalte, não relacionada a presença de cárie, vem sendo identificada como lesões cervicais não cariosas (LCNCs). É relatado a combinação de fatores como tensão, biocorrosão e fricção como determinantes em seu surgimento e/ou progressão. Levando-se em conta os efeitos conjugados de todos os potenciais fatores etiológicos, o padrão de formação e progressão da lesão pode alterar e culminar em diferentes resultados, tais como hipersensibilidade dentinária (HD), acúmulo de placa, envolvimento pulpar, fraturas radiculares e alterações estéticas. Também foi reconhecido que a recessão gengival (RG) é frequentemente associada com o desgaste cervical. Diante dessas considerações, percebe-se que a predominância de LCNCs é alta e as relações entre os fatores etiológicos ainda não estão bem esclarecidos. Portanto, este estudo teve como objetivo avaliar a prevalência de pacientes com LCNCs, HD e RG, bem como seus fatores de risco em uma população específica. Por se tratar de um estudo transversal, todos os pacientes que compareceram a clínica do “Programa Ambulatorial de Reabilitação de Pacientes com Lesões Cervicais Não Cariosas e Hipersensibilidade Dentinária” do período de agosto de 2013 a agosto de 2016 foram avaliados. Sendo assim, foi aplicado um questionário para 185 indivíduos, totalizando 5180 dentes e, em seguida, um examinador calibrado realizou os exames clínicos para determinar a presença de LCNC, HD e RG. As LCNCs foram classificadas de acordo com sua morfologia e profundidade; os níveis de sensibilidade dos dentes foram avaliados através de estímulos de ar frio, medidos pela Escala Visual Analógica; as RGs foram categorizadas de acordo com a classificação de Miller. O odds ratio foi utilizado como medida de associação para avaliar a chance e as diferenças entre os grupos e fatores analisados (p<0,05). Para as correlações, foram utilizados os testes de Pearson e Spearman, com nível de confiança de 95%. Os resultados mostraram que a prevalência de LCNC, HD e RG foram de 88,1%, 89,1% e 59,4%, respectivamente. O grupo com mais de 50 anos apresentou a maior quantidade de indivíduos com LCNC, HD e RG. Os pré-molares superiores foram os dentes mais afetados para as três condições. A correlação entre idade e LCNCs, e entre idade e RG foi positiva, e não houve correlação entre 14 idade e HD. Foi encontrada correlação positiva entre LCNC e HD; HD e RG; RG e LCNC. A idade, sexo, higiene oral, doenças gastresofágicas e trauma oclusal foram significativos para todas as condições. A dieta ácida não foi estatisticamente significante. Em conclusão, quanto maior a idade, maior a possibilidade de mais dentes afetados por LCNC e RG; a formação e progressão de LCNCs está associada com dentes acometidos por acúmulo de placa, escovação com força excessiva, doenças gastresofágicas e trauma oclusal; LCNC, HD e RG estão positivamente correlacionadas.
Abstract: The loss of dental structure at the cementoenamel junction, unrelated to the presence of caries, has been identified as non-carious cervical lesions (LCNCs). It has been reported the combination of factors such as stress, biocorrosion and friction as determinants in its formation and/or progression. Taking into account the combined effects of all potential etiological factors, the pattern of lesion formation and progression may alter and culminate in different outcomes such as cervical dentin hypersensitivity (CDH), plaque acumulation, pulpal involvement, root fractures and aesthetic changes. It has also been recognized that gingival recession (GR) is often associated with cervical wear. Under these circumstances, it is noticed that the predominance of NCCLs is high and the relations between the etiological factors are still not clear. Therefore, this study aimed to evaluate the prevalence of patients with NCCLs, CDH and GR, as well as their risk factors in a specific population. Because this was a cross-sectional study, all patients who attended the clinic of the "Ambulatory Program for Rehabilitation of Patients with Non-Carious Cervical Lesions and Dentin Hypersensitivity" from August 2013 to August 2016 were evaluated. Thus, a questionnaire was applied to 185 individuals, totalizing 5180 teeth, and then a calibrated examiner performed the clinical exams to determine the presence of NCCL, CDH and GR. NCCLs were classified according to their morphology and depth; the sensitivity levels of the teeth were evaluated through cold air stimuli, measured by the Visual Analog Scale; the GRs were categorized according to the Miller classification. The odds ratio was used as an association measure to evaluate the odds ratio and the differences between the analyzed groups and factors (p<0.05). For the correlations, Pearson and Spearman tests were used, with a confidence level of 95%. The results showed that the prevalence of NCCL, CDH and GR were 88,1%, 89,1% and 59,4%, respectively. The group with more than 50 years presented the largest number of individuals with NCCL, CDH and GR. The maxillary premolars were the most affected teeth by the three conditions. The correlation between age and NCCLs, and between age and GR was positive, and there was no correlation between age and CDH. Positive correlation was found between NCCL and CDH; CDH and GR; GR and NCCL. Age, sex, oral hygiene, gastroesophageal diseases 17 and occlusal trauma were significant for all conditions. The acid diet was not statistically significant. In conclusion, greater the age, greater the possibility of more teeth affected by NCCL and GR; the formation and progression of NCCLs is associated with teeth affected by plaque accumulation, excessive force brushing, gastroesophageal diseases and occlusal trauma; NCCL, CDH and GR are positively correlated.
Keywords: Odontologia
Gengivas
Oclusão (Odontologia)
Dentes - Doenças
Lesões cervicais não cariosas
Hipersensibilidade dentinária
Recessão gengival
Prevalência
Fatores de risco
Non-carious cervical lesions
Cervial dentin hypersensitivity
Gingival ecession
Prevalence
Risk factors
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Quote: TEIXEIRA, Daniela Navarro Ribeiro. Lesões cervicais não cariosas, hipersensibilidade dentinária, recessão gengival e fatores de risco associados – estudo transversal. 2017. 64 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18144
Date of defense: 23-Jan-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LesoesCervicaisNao.pdfDissertação2.88 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.