Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18110
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Crianças, docências, leitura e escrita: um estudo sobre o Pacto Nacional Pela Alfabetização Na Idade Certa - PNAIC
metadata.dc.creator: Silva, Mariane Éllen da
metadata.dc.contributor.advisor1: Cunha, Myrtes Dias da
metadata.dc.contributor.referee1: Arelaro, Lisete Regina Gomes
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Sonia Maria dos
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa teve como objeto de estudo os cadernos de alfabetização em língua portuguesa, do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), política pública do governo federal, voltada para a formação de professores alfabetizadores (1.º ao 3.º ano), que intenta assegurar que todas as crianças brasileiras estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade; ao final do 3.º ano do ensino fundamental. O objetivo central/geral da pesquisa foi analisar como o PNAIC, por meio dos cadernos de alfabetização em língua portuguesa, projeta a criança e seu aprendizado da leitura e da escrita no 1.º ano do ensino fundamental. A escolha, para análise, deste ano de escolaridade articulou-se a nosso interesse em conhecer melhor o significado do ensino-aprendizado das crianças, a partir da ampliação do ensino fundamental para nove anos e a antecipação do início do ensino fundamental para crianças com 6 anos de idade. Buscando compreender significados e sentidos do material da formação continuada de professores do PNAIC, a presente investigação estruturou-se em uma Pesquisa Documental, caracterizada pelos procedimentos: leitura de todo o material produzido no âmbito do PNAIC (fontes primárias), perfazendo 24 cadernos, com ênfase na análise dos 8 cadernos destinados à formação dos docentes do 1.º ano do ensino fundamental, especialmente das unidades 1, 2 e 4, devido ao objetivo da pesquisa, e também de trabalhos acadêmicos que, direta ou indiretamente, discutem aspectos do PNAIC (fontes secundárias). De acordo com a análise empreendida, constatamos a existência de um discurso predominante na orientação das práticas docentes e na regulação dos tempos de aprendizagem das crianças, sustentado no direito de aprender das crianças, definindo o que, como e quando as crianças devem aprender, e por aí naturaliza e padroniza o que, como e quando o professor deve ensinar. Nesta organização, a aprendizagem da linguagem apresentou-se fragmentada e normativa, configurando-se nos princípios de introduzir, aprofundar e consolidar conhecimentos, habilidades e atitudes em cada ano de escolaridade. Desta forma, o planejamento do processo de alfabetização e ensino-aprendizagem da língua portuguesa foi voltado exclusivamente para os eixos constituintes da língua (leitura; produção de textos escritos; oralidade; análise linguística: discursividade, textualidade e normatividade; e análise linguística: apropriação do sistema de escrita alfabética), excluindose, assim, as características próprias das crianças de seis anos na organização do espaço-tempo escolar, as manifestações de outras linguagens e sua incorporação nas rotinas escolares, contribuindo para uma desvalorização do brincar e um distanciamento das necessidades infantis. Na proposta do PNAIC para o 1.º ano do ensino fundamental, não se incentivou o trabalho docente com outras linguagens, e o foco sempre esteve no ensino da língua portuguesa. Salientamos que o brincar, principal atividade e direito das crianças, está sendo descaracterizado devido às exigências do ensino fundamental. Conjecturamos que o processo de ensinar a ler e escrever para as crianças de seis anos, atravessado por um tempo certo de aprender e por práticas educativas que desconsideram a pluralidade de linguagens na infância, poderá trazer consequências nefastas para seu desenvolvimento, por exemplo, a negação ou desvalorização do tempo da infância e (re)produção de mais fracassos na escola, e, para os professores, a adoção de práticas formativas massificadas, produzidas e gerenciadas por especialistas, distantes do cotidiano dos sujeitos da escola.
Abstract: This research had as study object the Portuguese literacy books belonging to the National Pact for Literacy in the Correct Age (PNAIC), a public policy of the federal government, focusing on the training of literacy teachers (from 1st to 3rd grade), which intends to ensure that all Brazilian children are literate until the age of 8; at the end of the 3rd year of elementary school. The central/general purpose of the research was to analyze how the PNAIC, through the Portuguese literacy books, concepts children and designs their reading and writing learning, in the 1st year of elementary school. The choice for examining this year of schooling was due to our interest in knowing better the meaning of teaching children and their learning, since the extension of elementary school period to nine years, and the anticipation of the beginning of primary education to 6-year-old children. Trying to understand meanings and senses, in the continuing education material for teachers in the PNAIC, this investigation was structured as a Documental Research, characterized by the following procedures: reading all the material produced for PNAIC (primary sources), totaling 24 books, with emphasis on the analysis of the 8 books used for training teachers of the 1st year of primary school, especially the units 1, 2 and 4, due to the aim of this research, and also academic works which, directly or indirectly, discuss aspects of PNAIC (secondary sources). According to the undertaken analysis, we detected the presence of a guiding dominant discourse on teaching practices and regulation of children's learning time, sustained on children’s right of learning, defining what, how and when they should learn, and so naturalizing and standardizing what, how and when teacher should teach. In this organization, the learning of the language was presented fragmented and normative, setting the principles of introducing, deepening and consolidating knowledge, skills and attitudes in each grade. This way, the planning of the literacy process and the teaching and the learning Portuguese is dedicated exclusively to the constituent axes of language (reading; written text production; orality; linguistic analysis: discursivity, textuality and normativity; and linguistic analysis: alphabetic writing system appropriation), excluding, therefore, the 6-yearold children characteristics, in the organization of school space-time, the manifestation of other languages and their incorporation into school routines, contributing to a depreciation of playing and a detachment from children's needs. In the PNAIC proposal for the 1st year of primary school, the teaching work with other languages was not encouraged, and the focus was always on teaching the Portuguese language. We stress that the playing, children’s main activity and their right, is being mischaracterized due to the demands of elementary school. We conjecture that the process of teaching reading and writing to 6-year-old children, crossed over by a defined time for learning and educational practices that ignore the plurality of languages in childhood, could bring negative consequences for their development, for example, the negation or depreciation of the time of childhood and (re)production of more failures at school. As for teachers, it could bring the adoption of massed training practices, produced and managed by experts, far from the subjects’ school daily routine.
Keywords: Educação
Educação de crianças
Língua portuguesa (Ensino fundamental) - Estudo e ensino
Leitura (Ensino fundamental) - Estudo e ensino
PNAIC
Crianças
Leitura e Escrita
Infância
Formação de Professores
PNAIC
Children
Teaching Practices
Reading and writing
Childhood
Teacher Training
Docências
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: SILVA, Mariane Éllen da. Crianças, docências, leitura e escrita: um estudo sobre o Pacto Nacional Pela Alfabetização Na Idade Certa - PNAIC. 2016. 239 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18110
Issue Date: 19-Aug-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CriancasDocenciasLeitura.pdfDissertação3.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.