Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18045
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorAlvim, Mariana Spacek-
dc.date.accessioned2017-02-15T16:01:55Z-
dc.date.available2017-02-15T16:01:55Z-
dc.date.issued2016-02-29-
dc.identifier.citationALVIM, Mariana Spacek. Bioética da experimentação animal: razões para um novo paradigma. 2016. 261 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.14393/ufu.te.2016.33pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18045-
dc.description.abstractThis text aims to present a bioethical problem regarding experimentation in Brazil. The country adopts two paradigms to regulate the practice of experimentation based on the criterion of species. Experimentation with humans is constitutionally referenced in the fundamental rights and these are inspired by the value of human dignity. The guiding principles of practice are mainly autonomy, non-maleficence, beneficence and justice. Experimentation with animals is referenced in the constitutional principle of non-cruelty that is inspired by the value of animal sentience. The guiding principles of practice are replacement, reduction and refinement. One paradigm recognizes the personhood and respects the dignity of the participants. The other recognizes sentience and respects such a condition of the research subjects. The problem with this situation is that personhood does not derive from the species. Thus, this research seeks to present the moral inaccuracy of the coexistence of these species-based standards, and tries to demonstrate that for the sake of justice it is necessary to respect all people in their dignity.pt_BR
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Geraispt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCiências médicaspt_BR
dc.subjectBioéticapt_BR
dc.subjectAnimais - Experimentaçãopt_BR
dc.subjectMedicina experimental no homempt_BR
dc.subjectExperimentação animalpt_BR
dc.subjectExperimentação humanapt_BR
dc.subjectÉtica em pesquisapt_BR
dc.subjectSujeitos da pesquisapt_BR
dc.subjectAnimal experimentationpt_BR
dc.subjectHuman experimentationpt_BR
dc.subjectResearch ethicspt_BR
dc.subjectResearch subjectspt_BR
dc.titleBioética da experimentação animal: razões para um novo paradigmapt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisor1Bonella, Alcino Eduardo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728789P4pt_BR
dc.contributor.referee1Cury, Márcia Cristina-
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728275U6pt_BR
dc.contributor.referee2Silva, Carlos Henrique Martins da-
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767721U0pt_BR
dc.contributor.referee3Dall'Agnol, Darlei-
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798464H3pt_BR
dc.contributor.referee4Dias, Maria Clara Marques-
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787110U9pt_BR
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4236009U3pt_BR
dc.description.degreenameTese (Doutorado)pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho visa apresentar um problema bioético do Brasil acerca da experimentação. O país adota dois paradigmas para regulamentar a prática da experimentação baseados no critério da espécie. A experimentação humana baseiase constitucionalmente em direitos fundamentais, e estes se inspiram no valor da dignidade da pessoa humana. Os princípios norteadores da prática são, principalmente, autonomia, não maleficência, beneficência e justiça. A experimentação animal baseia-se no princípio constitucional da não crueldade que se inspira no valor da senciência animal. Os princípios norteadores da prática são substituição, redução e refinamento. Um paradigma reconhece a pessoalidade e respeita a dignidade dos participantes. O outro reconhece a senciência e respeita tal condição dos objetos de pesquisa. O problema dessa situação é que pessoalidade não decorre de espécie. Assim, busca-se apresentar a incorreção moral na convivência desses padrões baseados apenas em espécie e objetiva-se demonstrar que, por uma questão de justiça, é necessário respeitar todas as pessoas em sua dignidade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ciências da Saúdept_BR
dc.sizeorduration261pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINApt_BR
dc.identifier.doihttps://doi.org/10.14393/ufu.te.2016.33pt_BR
dc.orcid.putcode81758705-
dc.crossref.doibatchidca5e0471-bfa0-4510-bcbe-9f09af80e398-
Appears in Collections:TESE - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BioeticaExperimentacaoAnimal.pdfTese1.87 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.