Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17985
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Estilos e estratégias de aprendizagem: um estudo com discentes do curso de Ciências Contábeis
metadata.dc.creator: Borges, Lara Fabiana Morais
metadata.dc.contributor.advisor1: Leal, Edvalda Araújo
metadata.dc.contributor.referee1: Pereira, Janser Moura
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Anielson Barbosa da
metadata.dc.description.resumo: O curso de Ciências Contábeis é o quarto colocado no ranking nacional em relação ao número de matrículas no ensino superior. O rendimento acadêmico dos estudantes do curso em exames externos (Enade e Exame de Suficiência do CFC) tem ficado abaixo do esperado. Tal fato tornou-se foco de pesquisas na área de educação contábil, por apontar deficiências no processo de ensino aprendizagem. Neste sentido, vários estudos na área da psicologia e educação buscam compreender os fatores que afetam o processo de aprendizagem nos discentes, quais estratégias eles utilizam para melhorar sua aprendizagem, e ainda, compreender as formas preferenciais para o processamento das informações, ou seja, de recebimento do conteúdo. Assim, este estudo tem como objetivo geral analisar a relação existente entre os estilos de aprendizagem e as estratégias de aprendizagem utilizadas pelos alunos dos cursos de Ciências Contábeis. O modelo para a identificação dos estilos de aprendizagem foi o ILS de Felder e Soloman (1991). A pesquisa buscou verificar o perfil dos discentes do referido curso; identificar os estilos e estratégias predominantes e ainda, a relação existente entre os estilos e estratégias de aprendizagem adotadas. O embasamento teórico compreendeu três seções, com a finalidade de (a) evidenciar o processo de ensino e aprendizagem na educação superior, (b) discutir a teoria da aprendizagem, com ênfase na aprendizagem autorregulada, bem como apresentar as estratégias de aprendizagem, e ainda (c) demonstrar os estilos de aprendizagem indicados na literatura. Para viabilizar a consecução dos objetivos propostos, realizou-se uma pesquisa do tipo quantitativa, de caráter descritivo, e utilizou-se o método survey. O estudo foi desenvolvido com discentes matriculados na modalidade presencial no curso de Ciências Contábeis na cidade de Uberlândia (MG). A amostra corresponde a 1147 discentes vinculados a 5 IES. O questionário foi aplicado presencialmente nas IES, e o mesmo foi organizado em três etapas: a primeira explorou a caracterização dos respondentes, a segunda apresentou as questões do ILS de Felder e Soloman (1991) com o objetivo de mensurar os estilos de aprendizagem, e por fim, a terceira abordou as questões com o intuito de verificar a utilização das estratégias de aprendizagem baseando-se no instrumento proposto por Boruchovitch et al., (2006). Para a análise dos dados, utilizou-se a estatística descritiva, teste de comparações múltiplas de proporções, teste de Kruskal-Wallis e ainda os Modelos Lineares Generalizados. Os resultados apontam que os estilos de aprendizagem predominantes nos discentes são ativo, sensorial, visual e sequencial; quanto à utilização das estratégias de aprendizagem constatou-se que os discentes planejam suas atividades por meio das estratégias metacognitivas, porém, não operacionalizam uma vez que as notas referentes à ausência de utilização das estratégias de aprendizagem foram superiores a estratégias cognitivas. Observou-se que o comportamento, seja dos estilos, seja das estratégias de aprendizagem, apresentaram diferenças estatisticamente significativas ao serem observados quanto aos fatores demográficos (gênero, faixa etária e experiência profissional). Quanto à relação entre as variáveis em estudo, verificou-se que apenas nas dimensões retenção e compreensão a interação entre ambas revelou-se significativa. Com base nos resultados, sugere-se aos professores que diversifiquem os métodos de ensino aplicados em sala de aula, favorecendo os diversos estilos de aprendizagem presentes, bem como que desenvolvam um programa de ensino voltado para autorregulação da aprendizagem dos discentes, por meio do ensino e auxílio para a utilização das estratégias de aprendizagem.
Abstract: The Accounting undergraduate course is the fourth in the national ranking in number of enrollments in higher education. The academic performance of students in external examinations (Enade and the sufficiency exam of the National Accounting Council) has been lower than expected. This fact has become the focus of researches in accounting education area, for pointing out shortcomings in the teaching and learning process. In this regard, several studies in psychology and education seek to understand the factors that affect the learning process in students, the strategies they use to improve their learning, and to understand the preferred way to process the information. This study has the general objective to analyze the relationship between learning styles and learning strategies used by students of Accounting courses. The model for the identification of learning styles was the ISL by Felder and Soloman (1991). The research analyzes the profile of the students; identify the predominant styles and strategies, and the relationship between styles and learning strategies adopted by students of that course. The theoretical framework comprised three sections in order to (a) show the process of teaching and learning in higher education, (b) discuss the theory of learning, with an emphasis on self-regulated learning and also present learning strategies, and (c) demonstrate the learning styles shown in the literature. To achieve the objectives, a quantitative and descriptive research was carried out, and it used the survey method. It was developed with students enrolled in face-to-face Accounting courses in Uberlândia (MG). The sample corresponds to 1147 students linked to 5 HEI. The questionnaire was applied in person at each HEI, and it was organized in three stages: the first one explored the characteristics of the respondents, the second presented ILS questions by Felder and Soloman (1991) with the objective of measuring the learning styles, and finally, the third addressed the questions to verify the use of learning strategies relying on the instrument proposed by Boruchovitch et al.. (2006). For data analysis, we used descriptive statistics, multiple comparison test of proportions, Kruskal-Wallis test and the Generalized Linear Models. The results show that the predominant students’ learning styles are active, sensory, visual and sequential; regarding the use of learning strategies it was found that students plan their activities through metacognitive strategies, but they do not implement them since the score related to the lack of use of learning strategies were superior to cognitive strategies. It was observed that the behavior of styles and learning strategies show statistically significant differences when related to demographic factors (gender, age and professional experience). Concerning the relationship between the variables under study, it was found that only in the dimensions ‘retention’ and ‘understanding’ the interaction between both proved to be significant. Based on the results, it suggested teachers to diversify the teaching methods used in classes in order to benefit many learning styles as well as develop an educational program directed to students’ self-regulation of learning through teaching and assistance for the use of learning strategies.
Keywords: Ciências Contábeis
Ensino-aprendizagem
Autorregulação
Teaching-learning
Self-regulation
Learning styles
Accounting
Estilos de Aprendizagem
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis
Citation: BORGES, Lara Fabiana Morais. Estilos e estratégias de aprendizagem: um estudo com discentes do curso de Ciências Contábeis. 2016. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17985
Issue Date: 3-Nov-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstilosEstrategiasAprendizagem.pdfDissertação992.86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.