Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17524
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Desenvolvimento de métodos não cromatográficos para especiação de selênio empregando ionização por dessorção e extração em fase sólida
metadata.dc.creator: Carvalho, Dayene do Carmo
metadata.dc.contributor.advisor1: Coelho, Nivia Maria Melo
metadata.dc.contributor.referee1: Borges Neto, Waldomiro
metadata.dc.contributor.referee2: Eiras, Sebastiao de Paula
metadata.dc.contributor.referee3: Pinto, Frederico Garcia
metadata.dc.contributor.referee4: Costa, Carla Regina
metadata.dc.description.resumo: O trabalho teve como objetivo o desenvolvimento de métodos não cromatográficos para especiação de selênio, orgânico e inorgânico, utilizando metodologia de dessorção e inonização por electrospray (DESI) e extração em fase sólida (SPE), com Moringa oleifera impregnada com tiosemicarbazida. Para os estudos de análise com DESI, foi utilizada uma fonte acoplada a um Espectrômetro de Massas, sendo avaliada a temperatura do capilar, voltagem do spray, fluxo do solvente, e testes com padrões das espécies em estudo: selenometilonina, selenometilcistina, selenocisteina, selenito e selenato. O método foi aplicado em amostras de castanha-do-pará, couve, alho e espinafre. Para especiação de selênio com SPE, utilizaram-se sementes de Moringa oleifera impregnadas com tiosemicarbazida e foram estudados pH, concentração dos reagentes envolvidos, isoterma de adsorção, massa de adsorvente, tempo de contato e otimizações com padrões de selenito e selenato. Além disso, a caracterização físico-química do material e a otimização dos parâmetros da técnica de detecção foram realizados. Os resultados obtidos por DESI apresentaram quantidade mínima detectável na ordem de picograma; todas as espécies foram detectadas nas amostras, exceto na amostra de espinafre, onde não foi encontrado selenometilcisteina. Todas as espécies orgânicas foram confirmadas pela fragmentação do íon, quando comparadas aos padrões. Nos estudos com Moringa oleifera, houve remoção seletiva de Se+4 com massa do adsorvente de 0,25g, tempo de contato do adsorvente com a solução de 60 min, concentração do NaBH4 0,5% (m/v), HCl 1,0%(v/v), e o melhor pré-redutor foi L-cisteína. Observou-se que, em pH=3,5, a espécie Se+4 é retida pelas sementes, enquanto a adsorção de Se+6 ocorre em menor porcentagem. O processo de adsorção da espécie Se+4 pelas sementes impregnadas com tiosemicarbazida foi estudado a partir da construção de isotermas de adsorção, sendo ajustável aos modelos de Languimir e Freundluch. Os resultados obtidos dos parâmetros avaliados estão de acordo com a legislação, e as duas metodologias podem ser empregadas na especiação de selênio. Melhorias são necessárias para a quantificação no caso do uso da fonte DESI, e para a especiação de espécies orgânicas no caso dos estudos de SPE.
Abstract: The study aimed to develop non-chromatographic methods for selenium speciation, organic and inorganic, using desorption methodology and inonização electrospray (DESI) and solid phase extraction (SPE), Moringa oleifera impregnated with thiosemicarbazide. For the studies of analysis with DESI source was used coupled to Mass Spectrometer, and evaluated the temperature of the capillary, the spray voltage, the solvent flow, and testing standards of the species studied: selenomethionine, selenomethylcistine, selenocysteine, selenite and selenate. The method was applied to Brazil-nut samples, cabbage, garlic and spinach. For speciation of selenium in SPE is used Moringa oleifera seeds impregnated with thiosemicarbazide were studied pH, concentration of reactants involved, the adsorption isotherm, adsorbent mass, contact time and optimizations with patterns of selenite and selenate. In addition, the physicochemical characterization of the material and the optimization of detection technique parameters were performed. The results obtained showed minimal detectable amount DESI in the picogram order; all species were detected in the samples except the spinach sample, which was not found selenometilcisteina. All organic species were confirmed by ion fragmentation when compared to standards. In studies of Moringa oleifera was selective removal of Se+4 with 0.25 g of the adsorbent mass, contact time of the adsorbent with the solution for 60 min, concentration of NaBH4 0.5% (w/v), HCl 1 0% (v/v) and pre-reducing L-cysteine was better. Observed was found that at pH = 3.5, the species Se+4 is retained by the seed, while the adsorption of Se+ 6 occurs to a lesser extent. The process of adsorption of the species Se+4 the seed impregnated with thiosemicarbazide was studied from the construction of adsorption isotherms, being adjustable to the models of Languimir and Freundluch. The results of the evaluated parameters are in accordance with the law, and the two methodologies can be employed in selenium speciation. Improvements are needed for quantification in the case of using DESI source for speciation and organic species in the case of SPE studies.
Keywords: Especiação
Selênio
DESI
SPE
Moringa oleifera
Speciation
Selenium
Selênio - Especiação química
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Exatas e da Terra
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação Multi-Institucional em Quimica (UFG - UFMS - UFU)
Citation: CARVALHO, Dayene do Carmo. Desenvolvimento de métodos não cromatográficos para especiação de selênio empregando ionização por dessorção e extração em fase sólida. 2015. 91 f. Tese (Doutorado em Ciências Exatas e da Terra) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17524
Issue Date: 27-Feb-2015
Appears in Collections:TESE - Química (Multi-Institucional UFG - UFMS - UFU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DesenvolvimentoMetodosNaoCromatograficos.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.