Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17305
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Desenvolvimento de metodologias analíticas usando FIA com detecção amperométrica : análise de dopamina, ácido ascórbico e ácido úrico
metadata.dc.creator: Gimenes, Denise Tofanello
metadata.dc.contributor.advisor1: Richter, Eduardo Mathias
metadata.dc.contributor.referee1: Bottecchia, Otavio Luiz
metadata.dc.contributor.referee2: Bertotti, Mauro
metadata.dc.description.resumo: No presente trabalho foi investigada uma metodologia simples, sensível e seletiva para a determinação de espécie analíticas de interesse farmacêutico e biológico. Os estudos foram direcionados para a determinação de dopamina (DA) na presença de altas concentrações de ácido ascórbico (AA), dopamina na presença de AA e ácido úrico (AU) e determinação simultânea de AA e AU usando Análise por Injeção em Fluxo (FIA) com detecção amperométrica de múltiplos pulsos (AMP) e carbono vítreo como eletrodo de trabalho (sem modificação química). Inicialmente, um estudo do comportamento eletroquímico das espécies analíticas foi avaliado em meio de H2SO4 0,20 mol L-1. A opção por este eletrólito se deve ao fato de que a cinética de reação entre a o-dopaminoquinona (o-DQ) e AA ser muito lenta nesta condição. Em seguida foram otimizados os potenciais de oxidação e redução para a determinação indireta de DA e AU em sistema FIA com detecção por AMP. Para a análise de dopamina na presença de altas concentrações de ácido ascórbico, os seguintes pulsos de potenciais em função do tempo foram utilizados: (a) +0,8V / 700 ms: oxidação simultânea de DA e AA; (b) +0,35V / 30 ms: determinação indireta de DA através da redução da o-DQ gerada no pulso de potencial anterior; (c) 0,00V / 500ms para limpeza e/ou regeneração do eletrodo de trabalho. Testes de repetibilidade apresentaram um DPR de 1,2% (n=24), o que demonstra um bom desempenho do método, principalmente em relação à eficácia do pulso de potencial relacionado com a limpeza eletroquímica. A faixa linear para a análise de DA na presença de 1,0 mmol L-1 de ácido ascórbico ficou entre 1,0 e 100,0 μmol L-1 com coeficiente de correlação calculado em 0, 998 e limites de detecção e quantificação em 50 e 170 nmol L-1, respectivamente. Estudos de adição/recuperação em uma amostra farmacêutica contendo DA geraram recuperações na ordem de 96,3%. Na determinação de DA na presença de AA e AU, o potencial referente ao processo de oxidação (geração da o-DQ) necessitou ser modificado para +0,65V / 700ms (não ocorre oxidação do AU), mantendo-se o mesmo potencial correspondente ao processo de redução e o potencial para limpeza do eletrodo necessitou de um tempo maior (800ms). Estudos de repetibilidade nas análises de DA na presença de AA e AU mostraram-se eficientes para a técnica proposta, com DPR calculado em 0,25% para 15 injeções sucessivas de solução contendo AA (1,0 mmol L-1), AU (0,50 mmol L-1) e DA (50,0 μmol L-1). Neste caso, a faixa linear para análise de DA também ficou entre 1,0 e 100,0 μmol L-1, com coeficiente de correlação em 0, 998 e os limites de detecção e quantificação calculados em 11 e 37 nmol L-1, respectivamente. Nas análises simultâneas de AA e AU, a seguinte sequência de pulsos de potenciais foi utilizada: (a) +0,6V / 100ms: oxidação e quantificação do AA; (b) +0,8V / 100ms: oxidação do AA e AU; (c) +0,1V / 30ms: redução do produto de oxidação do AU e sua respectiva quantificação; (d) 0,00V/ 1s: limpeza eletroquímica do eletrodo de trabalho; Na análise simultânea de AA e AU, o DPR para injeções sucessivas (n=25) de uma solução contendo AA+AU (100,0 e 200,0 μmol L-1) foi calculado em 0,3 e 0,6 %, respectivamente. A curva analítica apresentou linearidade na faixa de concentração entre 100,0 a 300,0 e 50,0 a 150,0 μmol L-1 para AA e AU, respectivamente. Baseado nos resultados experimentais obtidos, foram calculados os coeficientes de correlação (R = 0,997 e 0,995), limites de detecção (82 e 273 nmol L-1) e de quantificação (169 e 563 nmol L-1) para AA e AU, respectivamente.
Abstract: In the present work a simple, sensitive and selective method for determination of compounds of pharmaceutical and biological interest was investigated. The studies were addressed for analysis of the following analytes: (1) dopamine (DA) in the presence of high concentrations of ascorbic acid (AA); (2) dopamine in the presence of ascorbic and uric acid (UA) and (3) ascorbic and uric acid simultaneously. In all cases, Flow Injection Analysis (FIA) with Multiple Pulse Amperometry (MPA) technique and glassy carbon as work electrode (without chemical modification) were used. Initially, the electrochemical behavior of the analytes in sulfuric acid medium (0.20 mol L-1) was evaluated. The choice of this electrolyte was due to the fact that the chemical reaction between the o-dopaminoquinone (o-DQ) and AA in this condition is very slow. For dopamine analysis, in the presence of high concentrations of ascorbic acid, the following potential pulses in function of the time were used: (a) +0.8V / 700ms : simultaneous oxidation of DA and AA; (b) +0.35V / 30ms: indirect determination of DA through the reduction of o-DQ generated in the previous potential pulse; (c) 0.0V / 500ms: cleaning or regeneration of the electrode surface. Repeatability tests presented a RSD of 1.2% (n=24), which demonstrates a good performance of the proposed method in relation to the technique efficiency to avoid electrode surface contamination. The linear range for DA analysis in the presence of 1 mmol L-1 of ascorbic acid was found to be from 1,0 to 100,0 μmol L-1. The correlation coefficient was calculated as R=0.9988. The detection and quantification limits were 50 and 170 nmol L-1, respectively. Recovery studies were carried out by adding standard DA to a pharmaceutical sample. Good recovery values were obtained (96.3%). For DA determination in the presence of AA and UA, it was necessary to change the oxidation potential pulse (generation of o-DQ) from 0.80 V to +0.65V (the UA oxidation does not occur). The same reduction and cleaning potential pulses were used and only the time of application for the cleaning potential pulse needed to be increased (800ms). Repeatability studies for DA analysis in the presence of AA and UA presented good results, with RSD calculated in 0.25% for 15 successive injections of solution containing simultaneously AA (1.0 mmol L-1),UA (0.50 m mol L-1) and DA (50.0 μmol L-1). In this last case, the linear range for DA analysis was also between 1.0 to 100.0 μmol L-1, with correlation coefficient, detection and quantification limits calculated, respectively, as 0.998, 11 nmol L-1 and 37 nmol L-1. Simultaneous analysis of AA and UA were carried out using the following sequence of potential pulses: a) +0.6V / 100ms: oxidation and quantification of ascorbic acid; b) +0.8V / 100ms: oxidation of AA and UA; c) +0.1V / 30ms: reduction of the oxidation product of UA and respective quantification; d) 0.0V/ 1s: cleaning and/or regeneration of the electrode surface. In the simultaneous analysis of AA and UA, the RSD for successive injections (n=25) of a solution containing AA+UA (100.0 and 200.0 μmol L-1) was calculated in 0.3 and 0.6 %, respectively. The analytical curve presented linear behavior (current vs concentration) between 100.0 to 300.0 and 50.0 to 150.0 μmol L-1 for AA and UA, respectively. Based on these results, other parameters were calculated, respectively, for AA and AU analysis: correlation coefficients (R = 0.997 and 0.995), detection limits (82 and 273 nmol L-1) and quantification limits (169 and 563 nmol L-1).
Keywords: Detecção amperométrica de múltiplos pulsos
Análise por injeção em fluxo
Dopamina
Ácido ascórbico
Ácido úrico
Multiple pulse amperometry
Flow injection analysis
Dopamine
Ascorbic acid
Uric acid
Química analítica
Vitamina C
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Exatas e da Terra
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Química
Citation: GIMENES, Denise Tofanello. Desenvolvimento de metodologias analíticas usando FIA com detecção amperométrica : análise de dopamina, ácido ascórbico e ácido úrico. 2009. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Exatas e da Terra) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17305
Issue Date: 31-Jul-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dis.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.