Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17284
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Bases atencionais do raciocínio emocional infantil em contextos sociais
Author: Reis, Aline Henriques
First Advisor: Lopes, Renata Ferrarez Fernandes
First member of the Committee: Lopes, Ederaldo Jose
Second member of the Committee: Alves, Zélia Maria Mendes Biasoli
Summary: Estudos sobre raciocínio emocional e raciocínio emocional baseado no modelo dado pelos pais encontraram que a resposta emocional de medo em crianças avaliadas a partir da tarefa experimental de julgamentos da periculosidade de scripts ocorre tanto em relação à informação de perigo quanto à informação de segurança neles contidas. Entretanto o viés atencional (processo psicopatológico que implica na seleção de informações distorcidas) tem sido investigado separadamente do raciocínio emocional. Dessa forma, este trabalho objetivou avaliar as características do raciocínio emocional de crianças através do julgamento de scripts que apresentavam contextos sociais mediados pelos pais ou por pares da mesma idade e correlacionar o desempenho desta tarefa com o nível de habilidade social medido através do Sistema Multimídia de Habilidades Sociais e com o desempenho na tarefa de atenção seletiva do tipo Stroop emocional. Para tanto, foram avaliadas crianças de 7 a 12 anos de uma escola particular da cidade de Uberlândia (N=59) para testar a hipótese de que o raciocínio emocional na infância é um fenômeno natural do desenvolvimento emocional e cognitivo. Para a análise dos dados foram utilizados testes paramétricos de análise de variância e de correlações das medidas avaliadas. Os resultados mostraram a ocorrência do raciocínio emocional e raciocínio emocional baseado no modelo dado pelos pais, uma vez que a amostra confiou não somente na informação de perigo contida nos scripts, mas tomou a resposta de ansiedade para interpretar a situação como perigosa ou não. Neste sentido, na análise dos tipos de respostas (positiva ou de ansiedade) observou-se que as estórias contendo informação de resposta de ansiedade (M= 1,8) foram avaliadas como mais perigosas do que as estórias com informação de resposta positiva (M= 0,97) com F [(1,482) = 25,571, P < 0,0001]. Na tarefa Stroop obteve-se um efeito dos tipos de estímulo apresentados [F(2,98) = 161,894, P < 0,0001], contudo, esse efeito não se deve a um viés atencional, mas a uma diferença dos estímulos neutro e emocional (18,22seg. e 17,59 seg., respectivamente) em relação à condição controle (13,49 seg.). Também foi significativo o efeito da série [F(8,98)=5,498, p < 0,001], sendo que a segunda série gastou significativamente mais tempo, para todas as condições, do que as demais séries. No teste de Habilidades Sociais, as meninas apresentaram maior nível de habilidades sociais em relação aos meninos e a variável habilidade social se correlacionou com várias condições experimentais avaliadas no estudo. Semelhante a outros estudos este também confirmou a ocorrência do raciocínio emocional e do raciocínio emocional baseado no modelo dado pelos pais como um fenômeno normal da infância, além disso, mostrou também que em sua sustentação se encontra o viés interpretativo e não o viés atencional.
Abstract: Studies about emotional reasoning and parent-based reasoning had found that the emotional reply to fear in children evaluated through experimental task of script danger assessment happens as in relation to danger information, as safety information contained in them. Nevertheless, the attentional bias (psychopatological process which implies in selection of distorted information) has been investigated apart from emotional reasoning. Therefore, the aim of this work is to rate emotional reasoning in social contexts mediated by the parents or by peers at the same age and to correlate this task-based performance with the level of social skills measured through Multimedia System of Social Skills and also with the performance in the stroop selective attention task from those children. For this purpose children, from 8 to 12, were rated from one private school from Uberlândia (N=59) to test the hypothesis that emotional reasoning in childhood is a natural phenomenon of emotional and cognitive development. To analyse the data, parametric variance tests and correlations of the evaluated measures were used. The results had shown the occurrence of the emotional reasoning and parent-based emotional reasoning, Considering that the sample not only trusted in the dangerous information contained in scripts, but took the anxiety reply to figure the situation as dangerous or not. In this way, in the types of answers analysis (positive or anxiety ones) it was observed that the tales with anxiety reply information (M= 1,8) had been evaluated as more dangerous than the tales with positive reply information (M= 0,97) with F [(1,482) = 25.571, P <0.0001]. The Stroop task got an effect on the types of stimulation shown F [(2,98) = 161,894, P < 0.0001], however, this effect is not caused due to an attentional bias, but to a difference between neutral and emotional stimulations (18,22seg. e 17,59 respectively,) in relation to the controlled condition (13,49 second). Also the series effect was significant [F (8,98) =5,498, p < 0.001], considering that the second series spent significantly more time, in every condition, among all the series. In the Social Skills test, the girls had shown greater level of social skills compared to the boys and the variable social skill was correlated with many evaluated experimental conditions in the study. Similar to other studies this one also confirmed the occurrence of emotional reasoning and the parent-based emotional reasoning as a normal childhood phenomenon, it had shown that in its support, the interpretation bias and not the atencional bias can be found.
Keywords: Raciocínio emocional
Tarefa stroop
Habilidades sociais
Emotional reasoning
Stroop task
Social skills
Ansiedade nas crianças
Raciocínio (Psicologia)
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Quote: REIS, Aline Henriques. Bases atencionais do raciocínio emocional infantil em contextos sociais. 2007. 127 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17284
Date of defense: 30-Apr-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
aline.pdf1.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.