Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17272
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Os impasses nas funções parentais : da clínica psicanalítica do precoce às transformações sócio-histórico-culturais
metadata.dc.creator: Perfeito, Hélvia Cristine Castro Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Paravidini, João Luiz Leitão
metadata.dc.contributor.referee1: Romera, Maria Lucia Castilho
metadata.dc.contributor.referee2: Maia, Marisa Schargel
metadata.dc.contributor.referee3: Melo, Sandra Augusta de
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho de pesquisa teve como objetivo principal analisar as transformações das funções parentais nos atendimentos psicoterapêuticos clínicos conjuntos pais-criança, buscando ressaltar os impasses nestas funções, a partir de uma leitura psicanalítica e sóciohistórico- cultural. Neste sentido, a família que atualmente se apresenta, configura-se de formas diversas (famílias recompostas), sendo que é sobre a própria criança e o vínculo de filiação que repousa a continuidade familiar. Há crises substanciais nas relações, principalmente quanto à função paterna, decorrendo crises das referências simbólicas, bom como há uma crescente maternalização na família que se torna horizontal e fraterna, contrapondo-se ao modelo de outrora, onde na verticalidade predominava o patriarcalismo. Foram analisados três casos clínicos, a partir da psicopatologia infantil na primeira infância e o método empregado tanto para a realização da pesquisa quanto para análise dos resultados foi o método psicanalítico. A partir de analisadores elencados de cada caso clínico, dados importantes foram construídos em relação aos impasses vividos pelos pais na contemporaneidade tais como: o esvaziamento e o deslocamento das funções parentais associados ao individualismo e desamparo, marcas atuais fundamentais do sujeito contemporâneo; sentimentos de insuficiência dos pais associados ao simulacro e a uma maneira masoquista de relacionar-se com o outro; o uso de um mecanismo psíquico defensivo denominado incorporação, a partir do qual a desafetação e o rebaixamento da capacidade reflexiva, crítica e elaborativa se fazem presentes; o uso de mecanismo de cisões, como maneira de lidar com a angústia do real e da dor; a utilização de um saber formal no relacionamento com seus filhos, contrapondo-se ao saber vivencial e a concepção dos sintomas infantis como reativos às neuroses dos pais mediante elementos inter e transgeracionais.
Abstract: This research had as its main objective analyse parental functions transformation in the clinical psycotherapeutical visits by both parent and child trying to stress the impasses in this functions, from a psycoanalytical and from a social cultural history. The family that is presented lately is shown in many different ways (reconstituted families) and it is upon the child and its tie to the parents, that rests the family continuity. There are substancial crises in the relations, mainly towards the father function, where crises of the symbolic references happens, as well as a growing mother centered family, which becomes horizontal and fraternal, going against the old model, in which we saw a vertical way with father centered families.Three clinical cases were analysed , from the infants psychopatology in the first infancy and the method used both for the development of the research and the analysis of the results was the psycoanalytical method. From the related analysts in each clinic cases, important datas were built upon the impasses experienced by comtemporary parents as: the parenting empting and change of location, associated with individualism and lolneliness, which are fundamental marks of the comtemporary subject; also feeling of insufficiency of parents associated to the simulacrum and with a masochistic way of relating to each other; the use of a psychic defensive mechanism denominated incorporation in which the lack of affection and the lowering of the reflexive, critycal and ellaborative capacity are present ; the use of a mechanisms of splitting as the way of dealing with the agony of the real ando f the pain; the use of a formal knowledge in the parent and child relationship against the everyday knowledge and the conception of the child symptoms as reactive to the neurosis of the parents by inter and transgeracional elements.
Keywords: Funções parentais
Psicanálise
Contemporaneidade
Parental functions
Psychoanalysis
Comtemporary
Pais e filhos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: PERFEITO, Hélvia Cristine Castro Silva. Os impasses nas funções parentais : da clínica psicanalítica do precoce às transformações sócio-histórico-culturais. 2007. 216 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17272
Issue Date: 30-Mar-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HCCSPerfeitoDISPRT.pdf637.55 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.