Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17267
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Dilemas de desafios: a criança, o autoconceito e a linguagem escrita
metadata.dc.creator: Vertelo, Madalene Menezes
metadata.dc.contributor.advisor1: Cunha, Claudia Araujo da
metadata.dc.contributor.referee1: Vectore, Celia
metadata.dc.contributor.referee2: Maimone, Eulália Henriques
metadata.dc.description.resumo: Este estudo foi proposto com o objetivo de verificar a existência ou não de diferenças estatisticamente significantes entre os níveis de dificuldade na aprendizagem na escrita (sem indícios, leve, média e acentuada) e o autoconceito geral e o autoconceito nos diferentes contextos, quais sejam, social, escolar, familiar e pessoal, de um grupo de alunos, da 2ª e 3ª série do ensino fundamental, da rede pública, da cidade de Uberlândia, Minas Gerais. A amostra da investigação foi constituída por 160 crianças de ambos os sexos, com idades entre 6 17 anos. Os resultados evidenciaram a existência de correlações negativas entre o autoconceito, avaliado através do EAC-IJ (Escala de Autoconceito Infanto-Juvenil) e os níveis de dificuldade de aprendizagem na escrita, mensurado por intermédio da escala ADAPE (Escala de Avaliação da Dificuldade na Aprendizagem da Escrita). Assim, a análise dos dados sugere que as crianças com dificuldades de aprendizagem na escrita tendem a apresentar um autoconceito mais negativo e conforme se acentua o nível da dificuldade as crianças têm uma percepção de si mais rebaixada. Em contraposição, os alunos com bom desempenho na escrita atribuem a si mesmos características mais positivas. Os resultados obtidos por alunos da segunda e da terceira série, na ADAPE, considerando as variáveis gênero, idade e período que freqüentam a escola, demonstraram que, para a 2ª série os alunos mais velhos obtiveram cometem mais erros do que os com menos idades e os alunos do período matutino obtiveram valores mais elevados do que os do período vespertino; já para as crianças da 3ª série os alunos do sexo masculino obtiveram valores mais elevados do que os do sexo feminino e os alunos do período matutino cometem mais erros que as crianças do período vespertino.
Abstract: This study was proposed with the objective to verify the existence or not of differences statisticly significant among the levels of difficulty in write learning (without evidence, moderate, medium and accentuated) and the general self-concept and its different contexts, which are: social, scholastic, family and personal, of a group of students, from second and third grade level of the fundamental education in Brazil, from public school, in the city of Uberlândia, Minas Gerais. The sample of the investigation was constituted for 160 children of both genders in ages among 6 17 years old. The results evidenced the existence of negative correlations between the self-concept, assessed through EAC-IJ (Escala de Autoconceito Infanto-Juvenil) and the levels of learning difficulty in writing, measured by ADAPE scale (Escala de Avaliação da Dificuldade na Aprendizagem da Escrita). Thus, the analysis of data suggest that children with learning difficulties in writing tend to present a more negative selfconcept and as much as the level of difficulty is increased the children have a lower selfconcept. On the other hand, the students with non-problems in writing attribute to themselves more positives characteristics. The results obtained by students of the second and third grade, in the ADAPE scale, considering the gender variations, age and the period they were at school, demonstrated that for those who were on the second grade the oldest students make more mistakes than the newest and that the students of the morning period obtained a higher value than the students of the afternoon period; in the case of the third grade the male students obtained a higher value than the female students and the students of the morning period make more mistakes than the students of the afternoon period.
Keywords: Autoconceito
Linguagem escrita
Dificuldade de aprendizagem
Self-concept
Written language
Learning difficulty
Psicologia de aprendizagem
Distúrbios de aprendizagem
Comunicação escrita
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: VERTELO, Madalene Menezes. Dilemas de desafios: a criança, o autoconceito e a linguagem escrita. 2007. 132 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17267
Issue Date: 5-Mar-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MMVerteloDISPRT.pdf1.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.