Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17265
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Função materna e função paterna, suas vivências na atualidade
metadata.dc.creator: Borges, Maria Luiza Soares Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Baccarin, Maria Inês
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Maria Cecilia Pereira da
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Luiz Carlos Avelino da
metadata.dc.description.resumo: O tema função materna e função paterna na atualidade refere-se a uma investigação teórica e prática acerca do exercício das funções materna e paterna. A investigação teórica foi desenvolvida sob a ótica da psicanálise pelo recorte de autores de correntes distintas de pensamento tendo como eixo comum a importância das funções materna (Klein, Bion, Winnicott e Dolto) e paterna (Freud, Winnicott, Dor e Hurstel) na estruturação e desenvolvimento do psiquismo da criança, numa tentativa de ir fazendo o percurso destas duas funções, no período inicial onde elas são germinadas e como vão caminhando, paralelamente ao desenvolvimento da criança. A investigação prática, diz respeito a utilização do método psicanalítico em entrevistas abertas com quatro casais, pais de crianças entre zero e cinco anos, com o objetivo de observar, mapear e considerar suas vivências no exercício das funções materna e paterna, a partir de suas concepções, e de como estão se estruturando, frente as grandes mudanças ocorridas no universo de homens e mulheres na atualidade. No trabalho de elaboração e feitura da dissertação foi utilizado o método da auto-organização de inspiração psicanalítica (Baccarin). Ao mapear e tomar em consideração as experiências dos pais no exercício de suas funções pude perceber que o tornar-se mãe e pai dá-se em um processo gradual desde a gestação e bem antes dela, no desejo a progenitura, no contato entre os parceiros, sua criança e a sociedade, através de um interjogo de conflitos e angústias, hoje acrescido pelas inúmeras demandas do mundo atual, que levam a um estado de profunda turbulência emocional, e muitas vezes a um sentimento de desautorização das vivências da parentalidade. Devido às inúmeras demandas do mundo atual, os pais parecem contar hoje com uma certa parceria entre pai e mãe, a co-parentalidade (Bal) na qual as funções parecem estar sendo exercidas de acordo com a capacidade psicoafetivo dos mesmos diferentemente de uma época onde os papéis eram rigidamente definidos, discriminados. Fato que parece tornar os homens mais próximos dos filhos nos contatos iniciais da vida dos mesmos, em funções antes consideradas unicamente da mulher. As mulheres, por sua vez, estão vivendo cada dia mais cedo a interrupção em seu contato íntimo mãe-bebê, hoje, devido a gama de demandas e facetas de realização da mulher, dentre elas, o trabalho. Com isso a função de holding tem sido solicitada a ser distribuída com o pai, as famílias parentais e a escola. O interesse em investigar o tema está na possibilidade de reflexões que possam ser úteis ao trabalho de educadores e de psicólogos clínicos, particularmente, no que se refere a escuta e orientação de pais.
Abstract: The subject maternal function and paternal function, nowadays refers to a theoretical and a practical investigation concerning the exercise of those functions. The theoretical investigation was developed though the psychoanlysis optics, in the pruning of authors from distinct thoughts tendency, having in common the importance of maternal function (Klein, Bion, Winnicott and Dolto) and paternal function (Freud, Winnicott, Dor and Hurstel) in structuring and development of child psychism, in an atempt to perform their functions as parents since the first stage where they have been conceived and how they follow up children development. The practical investigation concerns psychoanalytic interviews with four couples with children among zero to five years old, in order to observe, map and consider their experiences in their roles as parents, from their perception, as well as on how they have been structuring their lives in accordance to the great changes in the lives of men and women nowadays. In the elaboration and writting of this essay, it was used the method of self organization of psychoanalytic inspiration (Baccarin). When mapping and considerating the parent s experiences in their roles I could notice that to become a parent starts gradually since conception and even before, when there is the desire of pregnancy, and the contact between partners, their child and society, throughout an intergame of conflicts and anxieties enlarged by todays enourmous world demands that takes them to a state of deep emotional turbulance, and many times a sense of unauthorization of parenting experiences. Due to world s demands, parents count on a partnership between them (co-parenting), which their roles are performed according to their psychoafectiveability, differently from the strictly defined roles in the past. This fact seems to make men closer to their children since they are born, a fact that was considered to be exclusivity of women s. On the other hand, women seem to be living an earlier interruption of their intimate contact with their babies due to the demand of several facet of a woman s role, among them their work. Thus the function has been distributed among father, relatives and school. The interest on investigating this theme is the possibility of a reflection that can be useful to the work of educators and clinic psychologists, specially on what it concerns parents listening and orientation.
Keywords: Função materna
Função paterna
Atualidade
Psicanálise
Coparentalidade
Maternal function
Paternal function
Psychoanalisis
Maternidade Aspectos psicológicos
Paternidade (Psicologia)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: BORGES, Maria Luiza Soares Ferreira. Função materna e função paterna, suas vivências na atualidade. 2005. 148 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17265
Issue Date: 15-Apr-2005
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MBorgesDISSPRT.pdf470.67 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.