Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17243
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Relações entre configurações de poder, prazer e sofrimento e intenção de rotatividade : estudo de caso numa empresa de tele-atendimento
Other Titles: Relations between power configurations, pain and pleasure at work and turnover intention: a case study in call center
metadata.dc.creator: Pereira, Cynthya Coelho Prates
metadata.dc.contributor.advisor1: Martins, Maria do Carmo Fernandes
metadata.dc.contributor.referee1: Faria, Maria de Fátima Bruno de
metadata.dc.contributor.referee2: Gomide Junior, Sinésio
metadata.dc.description.resumo: O objetivo geral deste estudo foi o de investigar o poder de explicação das configurações do poder organizacional e do prazer-sofrimento no trabalho como preditores de intenção de rotatividade em tele-atendentes. Para investigar estas relações, foi realizado um estudo de caso com 286 participantes, empregados de uma grande empresa de tele-atendimento (contact center), que responderam a escalas válidas e consistentes: Configurações do Poder Organizacional; Indicadores de Prazer-Sofrimento e Intenção de Rotatividade. As respostas, codificadas foram submetidas a análises descritivas e de regressão múltipla, tendo a medida de Intenção de Rotatividade como variável conseqüente. Os resultados indicaram que os tele-atendentes têm vivências moderadas de prazer-sofrimento no trabalho, com predomínio das vivências de prazer e que as configurações de poder percebidas como mais características da empresa foram Sistema Fechado, Missionária e Autocracia, todas com médias maiores que o ponto médio da escala. As configurações de poder são preditores fracos para intenção de rotatividade, explicando apenas 9% da variância total explicada. No entanto, as configurações de poder Missionária, Sistema Fechado e Autocracia, por sua vez, foram preditoras significativas dos quatro fatores de PST. As três configurações de poder explicaram 26% da variância total do fator Gratificação; 28% de Liberdade, e 24% de Desgaste. Por outro lado, prazer (Gratificação e Liberdade) e sofrimento (Desgaste) apareceram como fortes e significantes preditores de intenção de rotatividade, explicando 43% da variância total. Com base nos resultados descritos, pode-se concluir que a hipótese principal deste estudo - as configurações de poder são preditoras de prazer-sofrimento do indivíduo no trabalho e estes predizem a intenção do indivíduo deixar esta organização- foi confirmada. Os resultados foram discutidos, comparando-os com os de outros estudos.
Abstract: The objective of this study was to investigate the variables power configurations and pain and pleasure at work as predictors of turnover intention with call center operators. To investigate these relations, a case study in a great contact center company was carried through with 286 participants who answered consistent and validated scales: Scale of Organizational Power; Scale of Pain and pleasure and Scale of Turnover Intention. Descriptive analyses and multiple regressions have been, then, carried through, considering the measure of Turnover Intention as a dependent variable. The results had indicated that the call center operators fell more pleasure than pain at work and the power configuration more significant were closed system, missionary and autocracy. The power configurations are slightly predicted for turnover intention, explaining only 9% of the total variance. However, the power configuration missionary, closed system and autocracy, were strong predictors for the four factors of pleasuresuffering. The three configuration of organizational power explained 26% of the total variance in the prediction of Gratification; 28 % in the prediction of Liberty and 14% in the prediction of Displeased. Pleasure and suffering are strong and significant predictors of turnover intention, explaining 43% of total variance. The results had indicated that the principal hypothesis at this study was validated. The results were discussed and they were comparing them with the ones of other studies.
Keywords: Intenção de rotatividade
Configurações de poder
Prazer-sofrimento
Turnover intention
Power configurations
Pain and pleasure at work
Psicologia aplicada
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: PEREIRA, Cynthya Coelho Prates. Relations between power configurations, pain and pleasure at work and turnover intention: a case study in call center. 2006. 77 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2006.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17243
Issue Date: 11-Dec-2006
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CCPPereiraDISSPRT.pdf356.59 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.