Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17228
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Análise de uma história de armadilhas : a psicóloga judicial e o adolescente acolhido institucionalmente até a maioridade
Other Titles: Analysis of a history of traps: judicial psychologist and adolescent institutionally sheltered into legal adulthood
metadata.dc.creator: Martins, Christina Tavares Mota
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Luiz Carlos Avelino da
metadata.dc.description.resumo: O tema da institucionalização de crianças e adolescentes até a obtenção da maioridade civil revela-se dentro de um contexto de escassas produções acadêmicas. O principal objetivo deste trabalho foi investigar o sentido da experiência da obtenção da maioridade do sujeito institucionalizado que não teve a chance da adoção e cuja família foi destituída do poder familiar e entrelaçar essa experiência à trajetória de dezoito anos da psicóloga judicial que atendeu casos semelhantes a este. As entrevistas semiestruturadas foram dirigidas a uma adolescente de dezessete anos, prestes a deixar o abrigo, e a duas colegas dela, inseridas na pesquisa por uma exigência da primeira. O método psicanalítico embasou a pesquisa por meio da interpretação e os contos de fadas foram utilizados como metáforas na análise dessa escuta do sujeito do inconsciente. A institucionalização até a maioridade é vivenciada como uma prisão em um lugar onde é negado o momento vivido pelo adolescente, bem como há o apagamento da história pregressa do sujeito. A psicóloga judicial, presa nas teias e nas armadilhas institucionais, é vista como um algoz que ao ouvir o adolescente, contribui para o seu abrigamento. O acolhimento institucional do adolescente cuja família foi destituída do poder familiar sinalizou para um recrudescimento do desamparo do sujeito e também para a falta de um trabalho que lhe oportunizasse a elaboração das perdas.
Abstract: The issue of the institutionalization of children and adolescents until attaining legal adulthood is revealed within a context of scarce academic productions. The main objective of this paper was to investigate the meaning of the experience of attaining legal adulthood by the institutionalized subject who had no chance of being adopted and whose family had the parental rights ousted, and to intertwine this experience with the author‟s trajectory of eighteen years working as a judicial psychologist dealing with similar cases. Semi-structured interviews were directed to a seventeen-year-old female adolescent, on the verge of leaving the shelter, and to two of her colleagues, included in the research by demand of the first one. The psychoanalytic method, by means of interpretation, based the research, and fairy tales were utilized as metaphors in the analysis of this listening to the subject of the unconscious. The institutionalization until legal adulthood is experienced as being imprisoned in a place where the moment lived by the adolescent is denied, and also where the previous history of the subject is erased. The judicial psychologist, caught in the institutional webs and traps, is seen as a tormentor who, upon listening to the teenager, contributes to his/her institutionalization. The institutional sheltering of the adolescent whose family had the parental rights ousted signaled a recrudescence of the subject‟s helplessness and also the lack of a kind of work which created opportunities for the elaboration of losses.
Keywords: Acolhimento institucional
Psicologia judicial
Psicanálise
Institutional sheltering
Adolescence
Judicial psychology
Psychoanalysis
Adolescência
Psicologia forense
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: MARTINS, Christina Tavares Mota. Analysis of a history of traps: judicial psychologist and adolescent institutionally sheltered into legal adulthood. 2014. 131 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17228
Issue Date: 31-Jul-2014
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaliseHistoriaArmadilhas.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.