Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17227
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: O ato de tatuar-se e sua relação com o eu
metadata.dc.creator: Macedo, Sybele
metadata.dc.contributor.advisor1: Paravidini, João Luiz Leitão
metadata.dc.contributor.referee1: Freire, Joyce Marly Gonçalves
metadata.dc.contributor.referee2: Kyrillos Neto, Fuad
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação de Mestrado consiste em uma articulação teórica e busca elaborar algumas considerações acerca da função psíquica exercida pela tatuagem na apropriação do corpo pelo sujeito e na constituição e manutenção do eu. Para tanto, segue bordejando a tatuagem, baseando-se, principalmente, nas conceituações de Freud e Lacan sobre o corpo, o sujeito e o eu. O corpo é discutido em seus registros Real, Simbólico e Imaginário e os conceitos de inscrição, traço e letra são introduzidos, pavimentando o terreno para mais adiante circunscrever-se a tatuagem nesses registros. Este trabalho parte da discussão da idéia contemporânea de corpo para discutir o ato de tatuar-se, tomando-o de maneira singular. Conclui-se que, esse ato pode remeter a uma forma de linguagem que aponta para a subjetividade, trabalhando a serviço da busca identitária e circunscrevendo-se no registro Simbólico. Pode também se apresentar como tentativa de fazer borda a angústias inomináveis, circunscrevendo-se no registro Imaginário. Entretanto, é no Real que a tatuagem se destaca. Considerada um hibridismo entre traço e letra, a tatuagem aproxima-se de formações do inconsciente e, portanto, emprestando conceitos de Allouch, é transcrita na carne e não é passível de tradução, apenas de transliteração.
Abstract: This Masters dissertation consists of a theoretical articulation and seeks to elaborate some considerations on the ownership of the body by the subject and on the constitution and maintenance of the ego. Therefore, it follows bordering the tattoo, based on, mainly, Freud and Lacan s conceptualizations about the body, the subject and the ego. The body is discussed in its registres: Real, Symbolic and Imaginary, and the concepts of inscription, trace and letter are introduced, paving the ground to, later, circunscribe the tattoo in this registers. This work starts form the contemporary idea of body to discuss the act of getting oneself tattoed, taking it under a singular form. It is concluded that, this act may refer to a form of language chat points to subjectivity, working under the service of the identitary search and circunscribing itself on the Symbolic registre. It may also presente itself as an attempt to make border to nameless anguishes, circunscribing itself in the Imaginary registre. Nevertheless, it is on the Real that the tattoo is highlighted. Considered an hybrid between trace and letter, the tattoo aproaches to formations of the unconscious and, for chat, borrowing concepts form Allouch, is transcribed in the flesh and is not subjectible of translation, only of transliteration.
Keywords: Corpo
Tatuagem
Traço
Inscrição
Letra
Body
Tattoo
Trace
Inscription
Letter
Corpo humano - Tatuagem
Tatuagem - Aspectos psicológicos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: MACEDO, Sybele. O ato de tatuar-se e sua relação com o eu. 2014. 137 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17227
Issue Date: 30-Oct-2014
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AtoTatuarRelacao.pdf3.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.