Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17220
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title:  Vai reduzir, mas não resolve : o imaginário coletivo de agentes comunitárias de saúde sobre a assistência a usuários de álcool e outras drogas
Other Titles:  Will reduce, but not solve : the collective imaginary of community health workers on assistance to users of alcohol and other drugs
metadata.dc.creator: Alves, Aline Fernandes
metadata.dc.contributor.advisor1: Peres, Rodrigo Sanches
metadata.dc.contributor.referee1: Santos, Manoel Antônio dos
metadata.dc.contributor.referee2: Silveira, Ricardo Wagner Machado
metadata.dc.contributor.referee3: Hashimoto, Francisco
metadata.dc.description.resumo: Agentes Comunitárias de Saúde (ACSs) atuam como elo entre as unidades de saúde e a população, sendo que apresentam como principal diferencial a inserção na comunidade. Tal característica é de grande relevância para a oferta de cuidados a usuários de álcool e outras drogas. Todavia, o imaginário coletivo das ACSs acerca da população em questão tende a influenciar tal processo, pois se refere, basicamente, ao conjunto de crenças e imagens que um determinado grupo produz acerca de um fenômeno, o qual pode constituir a dimensão afetiva-emocional inconsciente das condutas. O presente estudo tem como objetivo geral compreender o imaginário coletivo de ACSs de uma unidade da Estratégia de Saúde da Família (ESF) em relação à temática do uso/abuso de álcool e outras drogas. Trata-se de um estudo qualitativo, cujo locus para a construção dos dados foi um grupo psicanalítico de discussão desenvolvido ao longo de sete encontros, o qual teve como facilitadora a pesquisadora e como participantes todas as sete ACSs de uma unidade da ESF de Uberlândia-MG. O procedimento metodológico adotado para a análise de dados foi a interpretação do corpus, sendo que o mesmo foi constituído pelas transcrições das gravações dos encontros do grupo e pelos relatórios elaborados pela observadora-participante. A interpretação do corpus conduziu à captação de três campos de sentido afetivo-emocional, os quais foram assim denominados: (1) Os passos no caminho das pedras ; (2) Do maldito ao não-dito e (3) Culpados ou vítimas? . O primeiro campo é organizado a partir da crença de que a atenção em saúde a dependentes químicos depende essencialmente do desejo, por parte dos mesmos, de parar de consumir drogas, sendo que tal crença não é compatível com a lógica da redução de danos preconizada pelo Ministério da Saúde. O segundo campo é organizado a partir da crença de que o tema álcool e outras drogas transita do maldito ao não-dito , pois abordá-lo gera incômodos, incertezas e angústias, de forma que o mesmo tende a ser evitado pelas participantes. O terceiro campo, por fim, é organizado a partir da crença na existência de uma associação direta entre o uso de álcool e outras drogas, sobretudo drogas ilícitas, e a criminalidade. Os resultados obtidos, portanto, fornecem elementos para a compreensão de um conjunto de aspectos do imaginário coletivo das participantes em relação à temática do uso/abuso de álcool e outras drogas. Contudo, novas pesquisas sobre o assunto são necessárias, inclusive para o aprofundamento das questões ora introduzidas, uma vez que a literatura consagrada ao mesmo é escassa.
Abstract: Community Health Agents (CHA) act as a link between health facilities and the population, and present as the major feature the insertion in the community. This feature is of great relevance for the provision of care to users of alcohol and other drugs. However, the collective imaginary of CHAs about the population in question tends to influence this process, as it basically refers to the set of beliefs and images that a group produces about a phenomenon, which may be the unconscious affective-emotional dimension of behaviors. The present study has as its general objective to understand the collective imaginary of the CHAs from a unit of the Family Health Strategy (FHS) in relation to the issue of the use/abuse of alcohol and other drugs. This is a qualitative study whose locus for the construction of the data was a psychoanalytic discussion group developed in seven meetings, which had the researcher as facilitator and as participants all seven CHAs from a FHS unit of Uberlândia-MG. The methodological approach adopted for the data analysis was the interpretation of the corpus, which consisted of transcripts of recordings from the group meetings and the reports prepared by the observer-participant. The interpretation of the corpus led to the capture of three fields of affective-emotional sense, which were named as follows: (1) The steps on the path of stones , (2) From the ill said to the unsaid and (3) Guilty or victim? The first field is organized from the belief that health care to drug addicts depends primarily on the desire on the part thereof, to stop using drugs, and such belief is not compatible with the logic of harm reduction advocated by the Ministry of Health. The second field is organized from the belief that the alcohol and other drugs subject goes from ill said to unsaid , as addressing it generates awkwardness, uncertainties and anxieties, so that it tends to be avoided by the participants. The third field, finally, is organized from the belief in the existence of a direct association between the use of alcohol and other drugs, especially illicit drugs, and crime. The results thus provide elements for understanding a number of aspects of the collective imaginary of the participants in relation to the theme of the use/abuse of alcohol and other drugs. However, further research is needed on the subject, including the deepening of the issues introduced herein, once that the literature is scarce.
Keywords: Álcool
Drogas
Imaginário coletivo
Agente comunitário de saúde
Estratégia de saúde da família
Alcohol
Drugs
Collective imaginary
Community health agent
Family Health Strategy
Toxicomania
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: ALVES, Aline Fernandes. Will reduce, but not solve : the collective imaginary of community health workers on assistance to users of alcohol and other drugs. 2014. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17220
Issue Date: 16-Jan-2014
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VaiReduzirResolve.pdf1.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.