Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17211
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Bem-estar no trabalho: impacto das políticas de gestão de pessoas e da confiança organizacional
metadata.dc.creator: Poli, Bânia Vieira dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Aurea de Fátima
metadata.dc.contributor.referee1: Vasques-menezes, Ione
metadata.dc.contributor.referee2: Gomide Junior, Sinésio
metadata.dc.description.resumo: Bem-estar no trabalho é um tema que tem merecido destaque na literatura nacional e internacional, principalmente, a partir do enfoque da psicologia positiva. Nesse sentido, pesquisadores têm procurado investigar fatores que propiciam a vivência de bem-estar no trabalho. Assim, este estudo teve por objetivo investigar o impacto de políticas de gestão de pessoas e confiança organizacional sobre bem-estar no trabalho. Participaram do estudo 212 trabalhadores de diversas organizações, sendo a maioria do sexo feminino (71,9%), com idade variando de 18 a 59 anos (M=28; DP= 8,66). O grau de escolaridade predominante é terceiro grau incompleto (34%). Foram utilizados instrumentos válidos e fidedignos referentes a cada construto para coleta de dados, com Alpha de Cronbach superior a 0,70. A confiabilidade das escalas para a amostra do estudo mostrou coeficientes superiores a 0,70. Foram calculadas análises de regressão múltipla padrão, tendo como variáveis dependentes os fatores de bemestar no trabalho (afeto positivo, afeto negativo e realização) e variáveis independentes, percepção de políticas de gestão de pessoas (recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, envolvimento, condições de trabalho, recompensas e avaliação de desempenho) e confiança organizacional (componentes éticos, competência organizacional e oportunismo). Os resultados mostraram que os preditores significativos de afeto positivo foram políticas de gestão de pessoas (PGP) relativas a envolvimento/treinamento e confiança na ética da organização (R2 modelo = 0,39). As variáveis explicativas de afeto negativo e realização foram PGP envolvimento/treinamento e condições de trabalho; juntas foram responsáveis por 29% da variância explicada. PGP envolvimento/treinamento mantém relação positiva com realização e negativa com afeto negativo, ou seja, a percepção dessas políticas propicia oportunidade de realização de potencial e alcance de metas individuais e quanto menor a percepção delas maior a vivência de afetos negativos. Identificou-se, portanto, a importância da contribuição única das práticas de reconhecimento, participação e comunicação que visam criar um vínculo afetivo e identificação psicológica das pessoas com o trabalho políticas de envolvimento. Por outro lado, as PGP relativas a condições de trabalho mostraram resultados instigantes por se relacionar de forma negativa com realização e positiva com afetos negativos. A conclusão do estudo indica a importância das políticas de gestão de pessoas e da confiança organizacional na promoção de bem-estar no trabalho, sugere ainda a realização de novos estudos abrangendo outras amostras a fim de verificar as relações encontradas.
Abstract: Well-being at work is an issue that has been highlighted in national and international literature, especially from the viewpoint of positive psychology. Accordingly, researchers have tried to investigate factors that favor the experience of well-being at work. Thus, this study aimed to investigate the impact of policies on people management and organizational trust on well-being at work. The study included 212 workers formally linked to different organizations (public = 16.5%), mostly female (71.9%), aged 18-59 years (M = 28, SD = 8.66) The level of education is predominantly incomplete third degree (34%). Instruments used were valid and reliable for each construct for data collection, with Cronbach\'s alpha exceeding 0.70. The reliability of the scales for the study sample showed coefficients above 0.70. We calculated standard multiple regression analyzes, using as dependent variables the factors of well-being at work (positive affect, negative affect, and achievement) and independent variables, perceived political people management (recruitment and selection, training and development, involvement , working conditions, rewards and performance appraisal) and organizational trust (ethical components, organizational competence and opportunism). The results showed that the significant predictors of positive affect were political people management (PGP) on the involvement / training and confidence in the ethics of the organization (model R2 = .39). The explanatory variables of negative affect and achievement were PGP involvement / training and working conditions, together accounted for 29% of variance explained. PGP involvement / training has positive relationship with achievement and negatively with negative affect, ie, the perception of these policies provides an opportunity to reach potential and achievement of individual targets and the lower their perception greater the experience of negative affect. Identified, therefore, the importance of the unique contribution of practices of recognition, participation and communication aimed at creating an emotional bond and psychological identification with the work of the people - political involvement. On the other hand, the PGP relating to working conditions showed exciting results by relate negatively with achievement and positive with negative affect. The conclusion of study indicates the importance of policies for managing people and organizational trust in promoting well-being at work also suggests new studies covering other samples in order to verify the relationships found.
Keywords: Políticas de gestão de pessoas
Confiança organizacional
Bem-estar no trabalho
People management policies
Organizational trust
Well-being at work
Administração de Pessoal
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: POLI, Bânia Vieira dos Santos. Bem-estar no trabalho: impacto das políticas de gestão de pessoas e da confiança organizacional. 2013. 134 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17211
Issue Date: 12-Jul-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BemEstarTrabalho.pdf731.15 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.