Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17154
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A relação entre professor e aluno no Ensino Superior vista por meio da reprovação
Other Titles: The relationship between professor and student in the higher education seen through reprobation
metadata.dc.creator: Cury, Daniel Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Sílvia Maria Cintra da
metadata.dc.contributor.referee1: Peretta, Anabela Almeida Costa e Santos
metadata.dc.contributor.referee2: Pereira, Helena de Ornellas Sivieri
metadata.dc.contributor.referee3: Facci, Marilda Gonçalves Dias
metadata.dc.description.resumo: A reprovação, resultante de insucesso no curso de determinada disciplina, seja por nota e/ou por abandono na frequência desta por parte do estudante, comumente tem como sujeito responsabilizado este ou seu professor. Em uma perspectiva que considera a importância das relações sociais para a constituição dos sujeitos, a presente pesquisa baseou-se na Psicologia Histórico-Cultural e focalizou o Ensino Superior de graduação, tendo como objetivo principal compreender as relações entre docentes e alunos por meio da reprovação, visando entender a realidade que envolve esta díade neste contexto e investigar suas influências na formação profissional durante a graduação. Foram entrevistados cinco alunos de graduação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), sendo dois da área de Ciências Humanas, dois de Exatas e um de Biológicas e cinco docentes, da mesma universidade, dos quais dois eram das Ciências Exatas, duas da área de Biológicas e uma de Humanas. Para a construção dos dados foram utilizadas entrevistas abertas, gravadas em áudio, com uma questão referente à reprovação, que foram posteriormente transcritas e transcriadas. Os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo. Foram construídas três categorias de análise: a) A formação discente, na qual os aspectos relacionados aos cursos de graduação foram abordados, como a relação dos estudantes com as disciplinas nas quais foram reprovados, a insatisfação quanto à avaliação e à metodologia de ensino, as ausências durante o semestre letivo e os sentidos atribuídos à reprovação; b) A relação entre professores e alunos no que concerne aos processos de ensino-aprendizagem, contemplando os aspectos referentes aos limites, distanciamentos e possibilidades de aproximações existentes nesta relação, características dos professores considerados bons mediadores, considerações sobre a responsabilização pelo fracasso acadêmico e reflexões sobre os sentimentos de impotência do aluno diante da autoridade do educador; c) A formação docente no Ensino Superior, em que foram tecidas algumas considerações sobre este processo e pormenorizadas reflexões sobre a existência de lacunas na formação inicial do docente, bem como apresentada a necessidade da Psicologia Escolar nesta etapa de ensino. Com esta investigação é possível inferir que a mediação pedagógica oferecida pelo professor compõe uma das bases sólidas do processo de ensino-aprendizagem e que, além disto, a situação educacional é constituída por questões afetivas que influenciam diretamente a aprendizagem. Todas estas dimensões acabam repercutindo nos modos com que o estudante se relaciona com o conteúdo da disciplina, com o professor e com seu próprio aprendizado. Por fim, reafirmamos a necessidade da presença da Psicologia Escolar na busca por propostas que colaborem tanto para a formação profissional de graduação quanto para a proposição de cursos de formação continuada para o docente do Ensino Superior, em prol de um processo de ensino-aprendizagem que vise à emancipação intelectual de todos nele envolvidos.
Abstract: Reprobation, resulting from failure in the course of certain subject, be it by grade and/or absence of the student, has commonly as responsible the student or the master. From a perspective which takes into consideration the importance of social relations for the constitution of subjects, the current research has based upon the Historical-Cultural Psychology and focused on the higher education, having as main objective to understand the relations between masters and students through reprobation, with a view to understand the reality which involves this pair in this context and investigate their influence on the professional formation during graduation. Five students from the Federal University of Uberlândia (UFU) were interviewed, two from the area of Social Sciences, two from Exact Sciences and one from Biological Science, and five students from the same university, being two from Exact Sciences, two from Biological Sciences and one from Social Sciences. For data building open interviews, recorded in audio were used, with a question referring to reprobation, which werer later transcripted and transcreated. Data were analysed through content analysis. Three categories were created: a) Student´s education, in which aspects related to graduation courses were approached, such as the relation of the students with the subjects in which were reproved, the insatisfaction concerning evaluation and teaching methodology, absences during the semester and the meanings attributed to reprobation; b) The relation between masters and students concerning the teaching-learning processes, complying aspects related to limits, distancing and possibilities of approximations existing in this relation, the characteristics of the masters considered to be good mediators, considerations about the responsibility for academical failure and reflexions about the feelings of impotence from the student before the master´s authority; c) The master´s education in the higher education, in which some considerations were commented about such process and detailed reflexions about the existence of gaps in the initial education of the master, as well as a presentation of the need for School Psychology in this phase of the graduation. With this investigation it is possible to infer that pedagogical mediation offered by the master compose one of the solid bases for the teaching-learning process and that, besides, the educational situation is constituted by affective questions which directly influence learning. All these dimensions end up to reflect in the ways that the student relate to the subject content, the master and his own learning. Finally, one reafirms the necessity of the presence of School Psychology in the search for proposals which colaborate to professional formation as well as the proposition of continual courses for the master, benefiting a teaching-learning process process whose objective may be intelectual enhancement of everyone involved.
Keywords: Reprovação
Relação entre professor e aluno
Formação discente
Formação docente
Psicologia escolar
Reprobation
Relation between master and student
Student´s education
School psychology
Professores e aluno
Psicologia educacional
Ensino superior - Formação de professores
Fracasso escolar
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: CURY, Daniel Gonçalves. The relationship between professor and student in the higher education seen through reprobation. 2012. 228 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17154
Issue Date: 28-Mar-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf907.24 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.