Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17146
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: A constituição da criança na escola: marcas das experiências iniciais
Author: Mazzuchelli, Denise Silva Rocha
First Advisor: Silva, Sílvia Maria Cintra da
First member of the Committee: Resende, Paula Cristina Medeiros
Second member of the Committee: Maimone, Eulália Henriques
Third member of the Committee: Rocha, Maria Sílvia Pinto de Moura Librandi da
Summary: Tomando como ponto de partida a imprescindibilidade do outro na construção do conhecimento e também na constituição do próprio sujeito e suas formas de agir, reconhecemos o caráter social do desenvolvimento humano, afirmando, a partir da teoria histórico-cultural, que as características de cada indivíduo são formadas por meio das constantes interações deste com o meio em que vive. Reconhecendo, assim, as crianças como produtoras de cultura e partindo do princípio de que elas vivenciam e internalizam o mundo de modo legítimo e particular, este estudou objetivou investigar a constituição da criança no processo de escolarização e aproximar-se das possíveis marcas e nuances nelas, e por elas, construídas em suas primeiras experiências escolares. Participaram deste estudo 20 crianças, com idades entre três anos e meio e quatro anos e meio, de uma turma de pré-I da educação infantil de uma escola pública de Uberlândia (MG). A construção do corpus foi realizada a partir de visitas de observação, registradas em notas de campo e de entrevista com a educadora da turma. A inserção na sala de aula estudada teve como finalidade conhecer o cotidiano escolar em sua riqueza e dinamismo, a partir da observação participante do conjunto de práticas explícitas realizadas pelos professores e alunos, além do conjunto de práticas não explícitas que constituem e determinam a organização da sala de aula. Para o tratamento dos dados construídos, começamos pela digitação das notas de campo e pela transcrição da entrevista. Em seguida, desenvolvemos um longo trabalho de ir e vir no corpus, num diálogo contínuo com a teoria, de forma a permitir a apreensão dos processos de transformação que estavam ocorrendo e possibilitando a emergência dos diversos sentidos do material. Selecionamos trechos e levantamos os temas sobre os quais eles versavam para, depois, observarmos a recorrência de determinados assuntos que nos remetiam a sentidos comuns para, então, agrupá-los. Estas temáticas recorrentes configuraram categorias de análise que organizamos em quatro blocos temáticos: 1. As marcas da escola, no qual procuramos elencar as marcas que a escola imprime e perpetua nas crianças; 2. A (des)organização do cotidiano, que foi caracterizado pelas lacunas no aproveitamento do tempo em que as crianças estavam na instituição; 3. O professor - de tio à algoz - e sua prática, que refletiu sobre os diversos posicionamentos ocupados pelo educador infantil e sua prática; 4. A constituição da criança, em que destacamos a relevância da escola para o processo de humanização dos pequenos, para o desenvolvimento das funções psicológicas superiores e para o acesso à produção cultural. A profissão docente também foi foco de nossa análise a partir da entrevista com a educadora e, neste sentido, faz-se necessário e urgente pensar-se no âmbito das políticas públicas, nos editais para preenchimento de vagas neste nível de ensino, bem como no oferecimento de propostas efetivas de formação continuada àqueles que já estão na escola. Além disto, destacamos a importância da presença do profissional de Psicologia na educação infantil de modo a contribuir com a efetivação de uma pré-escola de qualidade, que equilibre o cuidado e a educação, e considere a escola e sua comunidade educadores, crianças e suas famílias em suas condições concretas.
Abstract: As the other is indispensable for building knowledge and also for the making up of the subject himself/herself and they way he/she acts, we recognize the social character of human development, based on the historical-cultural theory, that the characteristics of each individual are formed through this constant interaction with the environment in which he/she lives. Thus recognizing children as producers of culture and assuming that they experience and internalize the world so legitimately and singularly, this study aimed to investigate the formation of children in the schooling process and approach the possible nuances and marks of them and built by them through their first school experiences. Twenty children, aged three years and a half to four and a half years, attending a pre-kindergarten I class of a public school in Uberlândia (MG), Brasil participated in this study. The construction of the corpus was made from observational visits, recorded in field notes and interviews with the teacher of the class. The goal of the inclusion of the classroom in this study was to get to know the school routine in its richness and dynamism from the view of participant observation of the explicit set of practices carried out by teachers and students, besides the set of practices which are not explicit and determine the organization of classroom. For treatment of the data constructed, we began by typing the field notes and the interview transcripts. Then, we developed a long process of coming and going in the corpus, an ongoing dialogue with theory, so as to grasp the transformation processes that were taking place and allowing the emergence of the various senses of the material. We selected excerpts and raised the issues on which they about. Then we observed the recurrence of certain issues which were grouped according to their common meanings. These recurring themes shaped categories of analysis that we organized into four thematic blocks: 1. The marks of the school, which we tried to list the ones that print the children and perpetuate in them 2. A (un) organization of daily life, which was characterized by gaps in the use of time in which children were in the institution 3. Professor - Uncle / Aunt (the common way that children address their teachers) to persecutor - and their practice, reflecting on the various positions occupied by early childhood educator and his/her practice 4. The making up of the child, which highlighted the relevance of school for the humanization of the child, for the development of higher psychological functions and access to cultural production. The profession was also the focus of our analysis from the interview with the teacher and in this sense; it is necessary and urgent to think of the context of public policy, in public notices for posts at this level of education, as well as providing effective proposals for continuing education to those already in school. Moreover, we highlight the importance of the presence of psychologist in early childhood education to contribute to the implementation of quality preschool, which balances care and education, and considers the school and its community - educators, children and their families and their concrete conditions.
Keywords: Constituição da criança
Processo de escolarização
Teoria históricocultural
Educação infantil
The making up of the child at school initial experiment marks
Crianças - Desenvolvimento
Psicologia escolar
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Quote: MAZZUCHELLI, Denise Silva Rocha. A constituição da criança na escola: marcas das experiências iniciais. 2010. 167 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17146
Date of defense: 5-Oct-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf1.15 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.