Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17056
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Psicanálise e saúde pública: cuidados básicos para os estados de sofrimento psíquico na primeiríssima infância
metadata.dc.creator: Landim, Daniela de Castro Brito
metadata.dc.contributor.advisor1: Paravidini, João Luiz Leitão
metadata.dc.contributor.referee1: Neves, Anamaria Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Alessi, Neiry Primo
metadata.dc.contributor.referee3: Freire, Ana Beatriz
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho é fruto de uma pesquisa que teve como objetivo propor uma estratégia de ação em Saúde Mental para a primeira infância, a partir do dimensionamento da relevância do trabalho de identificação e intervenção precoces de sinais de risco de sofrimento psíquico entre crianças de zero a três anos. Para realizarmos essa Prospecção, utilizamos um instrumento denominado Ficha de Acompanhamento do Desenvolvimento Infantil e contamos com o apoio da equipe do Programa Saúde da Família do município de Pirajuba- MG, com população total de aproximadamente 3.000 habitantes. A aplicação do Instrumento foi realizada junto aos pais/responsáveis das 136 crianças, que correspondem a 4,53% da população geral, independentemente do estado geral de saúde das mesmas. Após a aplicação e análise do instrumento, podemos destacar que cerca de 14,7% das crianças apresentavam algum sinal de risco de sofrimento psíquico, sendo necessário o encaminhamento das mesmas aos atendimentos pertinentes. Esse mapeamento nos permite reafirmar a necessidade de diretrizes que priorizem a Saúde Mental Infantil, frente à prevalência cada vez maior e mais precoce de sofrimento psíquico na infância. Engajados com a questão da saúde e reconhecendo a urgência e necessidade de criarmos estratégias e dispositivos de acompanhamento e acolhimento, criamos uma rede de suporte e sustentabilidade, a partir de recursos inerentes a cada situação. Essa rede foi tecida e estruturada a partir de três direcionamentos: a) a desconstrução da função reparadora; b) o enfoque na clínica do laço pais/criança; c) o reconhecimento da criança como sujeito. Dessa forma, desenvolvemos um trabalho de acompanhamento junto a quatro crianças que apresentavam sinais indicadores de risco de sofrimento psíquico utilizando da técnica de Intervenção Conjunta Pais-Filhos e do método psicanalítico-interpretativo. Partindo dessa experiência, visamos suscitar questionamentos e discussões sobre como enfrentar a questão do sofrimento psíquico de primeira infância, estabelecendo reflexões sobre as possíveis inter-relações entre a Psicanálise e Saúde Pública.
Abstract: The present work is fruit of a research that had as objective to propose an action strategy in Mental Health for the first childhood, starting from the dimension of the relevance of the identification work and precocious intervention of signs of risk of psychic suffering among children range zero to three years old. In order to accomplish that search, we used an instrument denominated "Record of Attendance of the Infantile Development" and we counted with the support from the team of the Health Family Program of the municipal district of Pirajuba-MG, with total population of approximately 3.000 inhabitants. The application of the Instrument was accomplished the 136 children's parents/responsible, that correspond to 4,53% of the general population, close to independently of the general state of health of the same ones. After the application and analysis of the instrument, we can detach that about 14,7% of the children presented some sign of risk of psychic suffering, being necessary the direction of the same ones to the pertinent services. That mapping allows us reaffirming the need of guidelines that you/they prioritize the Infantile Mental Health, front to the prevalence every larger and more precocious of psychic suffering in the childhood. Engaged with the subject of the health and recognizing the urgency and need of creating strategies and attendance devices and reception, we formed a support net and sustainability, starting from inherent resources to each situation. That net was woven and structured starting from three directions: the) the deconstruction of the reparative logic; b) the focus in the "clinic" of the bow parents/child; c) the child's recognition as subject. In that way, we developed an attendance work close to four children that presented indicative signs of risk of psychic suffering using of the technique of Intervention United Parent-children and of the psychoanalytic-interpretative method. Leaving of that experience, we sought to raise questions and discussions on how to face the subject of the psychic suffering of first childhood, establishing reflections about the possible interrelations between the Psychoanalysis and Public Health.
Keywords: Saúde mental infantil
Saúde pública
Psicanálise infantil
Intervenção precoce
Precocious intervention
Infantile mental health
Public health
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Citation: LANDIM, Daniela de Castro Brito. Psicanálise e saúde pública: cuidados básicos para os estados de sofrimento psíquico na primeiríssima infância. 2008. 162 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17056
Issue Date: 6-Jun-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Daniela C.pdf895.24 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.