Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17035
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Efeito de movimentos ortodônticos no comportamento biomecânico de pré-molares com lesões cervicais não cariosas
metadata.dc.creator: Spini, Pedro Henrique Rezende
metadata.dc.contributor.advisor1: Soares, Paulo Vinicius
metadata.dc.contributor.referee1: Almeida, Guilherme de Araújo
metadata.dc.contributor.referee2: Carlo, Hugo Lemes
metadata.dc.description.resumo: Lesões cervicais não cariosas (LCNC) são caracterizadas pela perda de tecido duro próximo à junção cemento-esmalte. Estas lesões são causadas por etiologia multifatorial, sendo o fator oclusal uma delas, a força ortodôntica poderia também ter alguma influência sobre a progressão. O objetivo deste estudo é avaliar o comportamento biomecânico de pré-molares com LCNC submetidos à diferenças cargas ortodônticas, pelo método de elementos finitos tridimensional (MEF) e teste de extensometria. Para MEF, modelos ortotrópicos, lineares e elásticos 3D foram gerados, com malhas de elementos tetraédricos, o qual são: dente hígido (HI); LCNC não restaurada; e LCNC restaurada com resina composta (RE). Foram aplicadas cinco cargas ortodônticas estáticas, o qual estavam sobre uma restrição de deslocamento na região do osso, com as seguintes forças: 5N giroversão (GI), 5N extrusão (EX), 1,5N intrusão (IN), 5N vestibularização (VE) e 5N palatinização (PA). A análise utilizada em MEF foi de tensão máxima principal. Para o teste de extensometria, foram selecionados 10 pré-molares superiores hígidos e um extensômetro foi fixado na superfície vestibular abaixo a junção cemento-esmalte. Foi então realizado todos os carregamentos ortodônticos no dente hígido. Após o registro da extensômetria do dente hígido com todas as cargas ortodônticas, desgaste simulando LCNC e reenviada para o teste de extensometria. A seguir, a LCNC foi restaurada com resina composta e a deformação foram novamente medidas. Utilizou-se Twoway Repeated Measures ANOVA com nível de confiança de 95%. FEA mostrou que a LCNC resulta de maior concentração de tensão na região cervical, especialmente nos carregamentos EX e GI. RE apresenta a distribuição de tensão mais próximo de SO para todas as cargas simuladas. Para teste do extensometria, LCNC mostrou valores mais elevados de deformação e RE foi semelhante ao HI independentemente das cargas ortodônticas aplicadas. EX (36,70 μS) e PA (42, 74 μS) mostraram maior tensão nos dentes com LCNC. Este estudo permite-se concluir que a presença de LCNC promove maior acúmulo de tensão e deformação na região cervical quando executado carregamento ortodôntico. Considerando que o fator etiológico de progressão da LCNC envolve fatores biomecânicos, sugere-se restaurar esta antes de começar um tratamento ortodôntico.
Abstract: Non-carious cervical lesions (NCCL) are characterized by loss of hard tissue dental surfaces closest to the cement-enamel junction. These Lesions are caused by multifactorial etiology, and occlusal factors, orthodontic force could have influence on these. The objective of this research is evaluate the biomechanical behavior of premolars with NCCLS submited to differents orthodontic loads, by three-dimensional finite element method (MEF) and extensometry. 3D-FEA orthotropic, linear, and elastic models were generated with meshes of tetrahedral elements, which are: sound tooth (SO); unrestored NCCL; and NCCL restored composite resin (CR). Five static orthodontic loads were applied which were on a displacement constraint in the bone, with the following forces: 5N rotation (RO), 5N extrusion (EX), 1,5N intrusion (IN), 5N buccal tipping (BT) and 5N lingual tipping (LT). The analysis used in MEF was maximum tension. For the strain-gauge tests, 10 sound maxillary premolars were collected and a strain gauge was attached on the buccal surface between the cement-enamel junction and the bracket bottom. It was then held all orthodontic load in sound tooths. After the record tooth strains during all orthodontic loads, a NCCL was simulated and resubmitted to strain-gauge test. Following, the NCCL were restored with composite resin and the strains were measured. Two-way Repeated Measures ANOVA was used with 95% confidence level. FEA showed that NCCL result in greater stress concentration in cervical region, especially on EX and RO loads. CR presents the stress distribution closer to SO for all loads simulated. For strain gauge test, NCCL showed higher strain values and CR was statics similar to SO independently of orthodontic loads. EX (36.70 μS) and LT (42, 74 μS) showed greater strain for NCCL. This study allows to conclude that the presence of NCCLS promotes greater accumulation of strain and deformation in the cervical region when was applied orthodontic loads. Whereas etiologic factor NCCL progression involves biomechanical factors, it is suggested restoring the NCCL prior to orthodontic treatments.
Keywords: Lesão cervical não cariosa
Carregamento ortodôntico
Método de elementos finitos
Restauração adesiva
Teste de extensometria
Adhesive restoration
Finite element analysis
Orthodontics loads
Non carious cervical lesion
Strain-gauge test
Oclusão (Odontologia)
Restauração (Odontologia)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: SPINI, Pedro Henrique Rezende. Efeito de movimentos ortodônticos no comportamento biomecânico de pré-molares com lesões cervicais não cariosas. 2016. 62 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17035
Issue Date: 26-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EfeitoMovimentosOrtodonticos.pdf12.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.