Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17019
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Restaurações classe ii mod em molares empregando resinas compostas de incremento único e técnica incremental análise biomecânica experimental e computacional
metadata.dc.creator: Rosatto, Camila Maria Peres de
metadata.dc.contributor.advisor1: Soares, Carlos José
metadata.dc.contributor.referee1: Simamoto, Veridiana Resende Novais
metadata.dc.contributor.referee2: Reis, André Figueiredo
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar por meio de ensaios biomecânicos o uso de resinas compostas de incremento único (bulk-fill) em comparação à técnica incremental para restaurar molares com grande perda estrutural. Setenta e cinco molares foram preparados com classe II mésio-ocluso-distal (MOD), restaurados e divididos em 5 grupos (n = 15): Z350XT, grupo controle, técnica incremental oblíqua com resina nanoparticulada Filtek Z350XT (3M ESPE); e quatro grupos com resinas bulk-fill: FBF/Z350XT, Filtek Bulk Fill/Filtek Z350XT (3M ESPE); VBF/CHA, Venus Bulk Fill/Charisma Diamond (Heraeus Kulzer); SDR/EST-X, SDR/Esthet-X HD (Dentsply); TEC, TetricEvoCeram Bulk Fill (Ivoclar Vivadent), de acordo com as recomendações de cada fabricante. Dez dentes de cada grupo foram usados para avaliação do comportamento biomecânico e os outros cinco para avaliação das propriedades mecânicas de dureza Vickers (VHN)/módulo de elasticidade (E). Deformação de cúspide foi mensurada, empregando extensometria, em três momentos: durante as restaurações, simulação do carregamento oclusal de 0 a 100N e no momento da fratura. Transiluminação dental foi realizada para detecção e propagação de trincas no esmalte. Radiodensidade das resinas e presença de bolhas nas restaurações foram mensuradas por meio de radiografia digital. Após ciclagem mecânica, a resistência a fratura foi mensurada por carregamento oclusal axial e o padrão de falha classificado por três avaliadores. As propriedades das sete resinas compostas (n = 10) foram obtidas por meio de contração pós-gel, resistência a tração diametral e compressão axial. Análise por método de elementos finitos com modelos bidimensionais para quantificação das tensões residuais de contração e deformação de cúspide, buscou validar os achados experimentais. Resinas compostas de incremento único (bulk-fill) mostraram menor contração de polimerização, deformação de cúspide e geração de tensões de contração comparadas com resina composta convencional. A ocorrência de trincas foi superior após o procedimento restaurador, independentemente da técnica restauradora e da cúspide avaliada. Contudo, as cúspides linguais exibiram mais trincas que as vestibulares. Os grupos TEC e VBF/CHA apresentaram significativamente maior radiopacidade que os demais materiais. Não foi encontrada diferença entre FBF/Z350XT e Z350XT. O risco absoluto e relativo da presença de bolhas na restauração final mostrou que TEC e FBF/ Z350XT tiveram o mesmo risco que a Z350XT. VBF/CHA e SDR/EXT-X tiveram significativamente menor risco do que a restauração incremental com Z350XT. Embora as resinas bulk-fill de maior fluidez apresentem valores inferiores de resistência a tração, resistência a compressão, dureza Vickers e módulo de elasticidade elas resultam em superior resistência a fratura que a técnica incremental. Pode-se concluir que resinas de incremento único bulk-fill estão indicadas para uso clínico, afim de minimizar os efeitos indesejáveis do procedimento restaurador, associada a simplificação da técnica.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the use of bulk-fill composite resins compared to oblique incremental technique to restore molars with large structural loss. Seventy-five molars were prepared with class II mesial-occlusaldistal (MOD) cavities, restored and divided into 5 groups (n = 15): Z350XT as the control group, restored oblique incremental technique with nanofiller composite Filtek Z350XT (3M ESPE); and 4 techniques using bulk-fill composites: FBF/Z350XT, Filtek Bulk Fill/Filtek Z350XT (3M ESPE); VBF/CHA, Venus Bulk Fill/Charisma Diamond (Heraeus Kulzer); SDR/EST-X, SDR/Esthet- X HD (Dentsply); TEC, TetricEvoCeram Bulk Fill (Ivoclar Vivadent), according each manufacturer s instructions. Ten teeth of each group were used to evaluate the biomechanical behavior and the other five to evaluation Vickers hardness (VHN)/elastic modulus (E). Cusp strain was measured, using straingauge test, in three moments: during the restorations, simulating occlusal loading from 0 to 100N and at the fracture. Teeth transillumination was carried to detect the presence and propagation of enamel cracks. The resin radiodensity and the presence of bubbles into restorations were measured by digitized radiography. After mechanical cycling, fracture resistance using occlusal axial loading and the failure modes were classified by three evaluators. The gel shrinkage, diametral tensile strength and compression strength properties of each seven composite resins (n = 10) were obtained. Finite element analysis was developed using two-dimensional models for definition of residual shrinkage stress and cuspal strain, validating the laboratory findings. Bulk-fill composite resins showed lower polymerization shrinkage, cusp strain and residual stress compared with conventional composite resin. The occurrence of cracks was higher after the restorative procedure regardless of the restorative technique and cusp type. However, the lingual cusp showed more cracks that buccal cusp. The TEC and VBF/CHA had significantly higher radiodensity than the other materials. No difference was found between FBF/Z350XT and Z350XT. TEC and FBF/Z350XT had the similar absolute and relative risk of bubbles presence risk as the Z350XT. VBF/CHA and SDR/EXT-X had significantly lower risk than incremental restoration with Z350XT. Although, the bulk-fill in general had inferior mechanical properties such as tensile strength, compressive strength, Vickers hardness and elastic modulus, they results in higher fracture resistance than incremental technique using nanofiller composite resin. It can be concluded that bulk-fill composite resins are suitable for clinical use in order to minimize the undesirable effects of restorative procedure associated technical simplification.
Keywords: Resina composta
Incremento único
Deformação de cúspide
Tensão de contração
Propriedades mecânicas
Radiodensidade
Análise por elementos finitos
Composite resin
Bulk-fill
Cuspal strain
Shrinkage stress
Mechanical properties
Radiodensity
Finite element analysis
Resinas compostas (Odontologia)
Restauração (Odontologia)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: ROSATTO, Camila Maria Peres de. Restaurações classe ii mod em molares empregando resinas compostas de incremento único e técnica incremental análise biomecânica experimental e computacional. 2015. 109 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/17019
Issue Date: 27-Feb-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RestauracoesClasseIIMod.pdf4.81 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.