Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16976
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Efeito do protocolo de fotoativação de cimentos resinosos nas propriedades mecânicas e resistência de união na cimentação de pino de fibra de vidro
metadata.dc.creator: Pereira, Rodrigo Dantas
metadata.dc.contributor.advisor1: Soares, Carlos José
metadata.dc.contributor.referee1: Menezes, Murilo de Sousa
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, André Luis Faria e
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do protocolo de fotoativação nas propriedades mecânicas e resistência de união de cimentos resinosos convencionais e auto-adesivos de dupla ativação à dentina radicular. Foram selecionadas 156 raízes de dentes bovinos, com 15 mm de comprimento. Estas foram instrumentadas com limas tipo Kerr e brocas Gattes-Gliden e preparadas com comprimento de 10 mm para receber pino de fibra de vidro Exacto nº 3 (Angelus). Pinos de fibra de vidro foram cimentados com os cimentos resinosos: RelyX U100 (3M-ESPE), BisCem (Bisco), Panavia F (Kuraray) e RelyX ARC (3M-ESPE) fotoativados por um dos três protocolos de polimerização: Imediatamente após sua inserção (P0), 3 minutos (P3) e 5 minutos (P5) após a inserção. As raízes foram então armazenadas a 37ºC por 24 horas. Após esse período, foram obtidas a resistência de união por meio do teste de micropush-out, microdureza Vickhers (VHN)e módulo de elasticidade (E). Em cada grupo, 10 raízes foram usadas para o teste de micropush-out, sendo obtidas 6 fatias; 2 para cada região da raiz: cervical, média e apical. Para o ensaio de VHN, 3 raízes por grupo foram seccionados longitudinalmente e levadas ao indentador para determinação de VHN e o E com um carregamento progressivo de 0 a 0,5 mNem 20 segundos. As medidas de VHN e E foram determinadas na linha de cimentação no intervalo de 0,5 a 8,5 mm. Os dados de resistência de união, VHN e E foram analisados pelo teste de Anova two-way com parcela subdividida associada a teste de Tukey e regressão linear múltipla. Os cimentos resinosos RelyX U100 e BisCem apresentaram maior resistência de união quando comparados aos cimentos resinosos RelyX ARC e Panavia F. O protocolo P5 resultou em maiores valores de resistência de união para todos os cimentos testados. A resistência de união reduziu significativamente da região cervical para apical para todos os cimentos resinosos. A regressão linear múltipla determinou que a resistência de união está associada ao protocolo de fotoativação (p<0,001) e região radicular (p<0,001) para todos os cimentos com R2 variando entre 0,594 e 0,643. Os valores médios de E e VHN aumentaram gradativamente com P3 e P5 para os cimentos resinosos RelyX U100 e BisCem e reduziram do terço cervical para apical para todos os cimentos resinosos testados. Para VHN e E a regressão linear múltipla apontou uma relação direta com o protocolo de fotoativação (p<0,001) e uma relação indireta com a profundidade para os cimentos testados (p<0,001) com altos coeficientes de determinação (R2 entre 0,721 a 0,908), no entanto o fator protocolo foi mais determinante para cimentos resinosos autoadesivos. Pode-se concluir que P5 melhorou a resistência de união para todos os cimentos, no entanto as propriedades mecânicas foram melhoradas somente nos cimentos resinosos RelyX U100 e BisCem. A região do canal radicular é fator crítico para a resistência de união e propriedades mecânicas de cimentos resinosos de dupla ativação usando qualquer protocolo de fotoativação.
Abstract: The aim of this study was to test the hypothesis that photo-activation protocol and resin cement affect the mechanical properties and bond strength of fiber glass posts to root dentin at different depths. Hundred fifty six bovine teeth were selected, sectioned to 15 mm long and instrumented with Kerr files and drills Gattes-Gliden. After endodontic instrumentation roots were prepared with a length of 10 mm to receive fiberglass post Exact no. 3(Angelus). RelyXU100 (3M-ESPE), BisCem (Bisco), Panavia F 2.0 (Kuraray) and RelyX ARC (3MESPE) resin cements were used to cement fiber glass posts in association with one of the three photo-activation protocols: light-curing immediate, 3 minutes and 5 minutes after to cement Exacto Fiber Post (Angelus). The root canal were stored at 37 ° C for 24 hours, after that time were carried tests push- out and hardness test In each group 10 posted root were used for push-out test obtaining 2 slices for each region for each root region cervical, middle and apical. For indentation test, the other 3 roots per group were sectioned longitudinally through the post included in cold resin inlay and polished. This samples were used by determinate modulus of elasticity (E) and Vicker s (VHN) hardness with load progressive of 0 to 500 mN in 20 seconds. E and VHN were determinate of the cement layer were assessed for each root depth. Resin cements RelyXU100 and BisCem showed significantly higher bond strengths than RelyX ARC and Panavia F. The delayed photo-activation protocol increased bond strengths for all resin cements evaluated. Bond strengths decreased significantly from coronal to apical root canal regions.Multiple linear regression determined that the bond streng this associated with the protocol photo activation (p <0.001) and root region (p <0.001) for all cements with R2 ranging between 0.594 and 0.643. The mean values for E and VHN increased significantly with the delayed photo-activation protocol for resin cements RelyX U100 and BisCem and decreased from coronal to apical root thirds for all resin cements. For the E and VHN, the multiple linear regression showed a direct relationship with the protocol of photo activation (p <0.001) and an indirect relationship with the depth to the cements tested (p <0.001) with high coefficients of determination (R2 from 0.721 to 0.908), but the time factor was more important for self-adhesive resin cements The delayed photo-activation protocol increased the bond strength and mechanical properties of self-adhesive resin cements used to lute fiber posts. The root canal region is a critical factor for the bond strength and mechanical properties of dual-cure resin cements photo-activated using different protocols.
Keywords: Cimento resinoso
Polimerização
Pino de fibra de vidro
Resistência de união
Módulo de elasticidade
Dureza Vickers
Dentina radicular
Resin cements
Polymerization
Fiber glass post
Bond strength
Elastic modulus
Hardness
Root dentin
Cimentos dentários
Pinos dentários
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: PEREIRA, Rodrigo Dantas. Efeito do protocolo de fotoativação de cimentos resinosos nas propriedades mecânicas e resistência de união na cimentação de pino de fibra de vidro. 2012. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16976
Issue Date: 24-Feb-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EfeitoProtocoloFotoativacao.pdf10.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.