Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16974
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Análise fotoelástica em modelos com implantes distais angulados em uma reabilitação tipo protocolo
metadata.dc.creator: Ferreira, Mário Serra
metadata.dc.contributor.advisor1: Prado, Célio Jesus do
metadata.dc.contributor.referee1: Simamoto Júnior, Paulo Cézar
metadata.dc.contributor.referee2: Orsi, Iara Augusta
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho teve por objetivos investigar os campos de tensão periimplantar gerados por cinco diferentes configurações em uma reabilitação mandibular, através da aplicação de carga vertical sobre o cantiléver por meio da técnica de fotoelasticidade e testar duas hipóteses: a redução no tamanho do cantiléver pela inclinação do implante distal diminui o gradiente de tensão (1), e que o uso de pilares angulados também favorece a distribuição de tensões (2). Para o exposto, foram confeccionadas cinco infraestruturas metálicas com intermediários cônicos de perfil baixo, unidos a implantes tipo hexágono externo de 13 mm por 3,75 mm, simulando configurações distintas de uma reabilitação tipo protocolo Branemark e inseridos em resina fotoelástica para análise das tensões. Uma avaliação qualitativa e quantitativa das ordens de franjas e da tensão cisalhante (&#964;) foi realizada em 27 pontos localizados ao redor dos implantes, por meio de um carregamento aplicado verticalmente em dois pontos do cantiléver. Os grupos diferiram entre si pela variação da inclinação do implante distal em 0° (grupo GC), 17º (grupo G17) e 30º (grupo G30), além da variação do intermediário reto e angulado. Os dados foram analisados por meio de teste de análise de variância (ANOVA) e Tukey, para grupos paramétricos (P<0,05). Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre os grupos. Os pontos de maior tensão foram encontrados nos implantes distais nas regiões cervical e apical. Os grupos que apresentaram menor tensão foram o 30° angulado (G30A) e o 17° angulado (G17A). Os que atingiram maiores níveis de tensão periimplantar foram o 17° reto (G17R) e o 0° (GC). A angulação do implante distal em 30º gera vantagem mecânica, resultando na diminuição da tensão periimplantar. A utilização de micro-units angulados ofereceu menores tensões entre os grupos.
Abstract: The aims of this study were to investigate the peri-implant stress fields generated by five different configurations in a mandibular rehabilitation through the application of vertical load on the cantilever by the photoelasticity technique and to test the hypothesis that the reduction in cantilever length by the tilted of the implant decreases the stress gradient (1), and that the use of tilted abutments also favors the stress distribution (2). For the above were made five intermediate tapered low profile metal structures, attached to 13 mm by 3.75 mm external hexagon type implants, simulating different configurations of a rehabilitation protocol type Branemark and embedded in resin for photoelastic analysis tensions. A qualitative and quantitative evaluation of the fringe orders and the shear stress was conducted in 27 points located around the implants through a load applied vertically in two parts of the cantilever. The groups differed among themselves by varying the tilting of the distal implant at 0° (group GC), 17° (group G17) and 30° (group G30),as well as the variation of the straight and angled intermediates. Data was evaluated using analysis of variance test (ANOVA) and Tukey's test for parametric groups (P <0.05). Significant statistical differences were found among the groups. Sites under higher stress were found in the distal implants in the cervical and apical regions. The groups that presented lowest stress were 30° tilted (G30A) and 17° tilted (G17A). The ones that reached highest levels of peri-implant tension were 17o straight (G17R) and and 0° (GC). The tilting of 30° in the distal implants offers mechanical advantage, resulting in a decrease of peri-implant stress. The use of tilted micro-units offered lower tensions between the groups.
Keywords: Implantes dentários
Prótese dentária
Fotoelasticidade
Implante
Prótese
Cantiléver
Tensões
Photoelasticity
Implant
Phrosthesis
Cantilever
Stress
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: FERREIRA, Mário Serra. Análise fotoelástica em modelos com implantes distais angulados em uma reabilitação tipo protocolo. 2012. 165 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16974
Issue Date: 28-Feb-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mario Serra.pdf6.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.