Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16950
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Efeito do diâmetro da ponta aplicadora de carga e do orifício central da base no desempenho biomecânico do teste de push-out: avaliação experimental e validação por análise em elementos finitos
metadata.dc.creator: Zanatta, Rayssa Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Soares, Carlos José
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Versluis, Antheunis
metadata.dc.contributor.referee1: Sousa Neto, Manoel Damiao de
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Gisele Rodrigues da
metadata.dc.description.resumo: O teste de push-out é largamente utilizado para avaliar a resistência adesiva de materiais no interior do canal radicular, determinando procedimentos clínicos e caracterizando materiais. Porém, seus parâmetros não estão bem estabelecidos na literatura. O objetivo desse trabalho foi avaliar a influência do diâmetro da ponta aplicadora de carga e do orifício central da base no desempenho do ensaio de push-out, por meio de ensaio laboratorial e método por elementos finitos (MEF). Três bases com diferentes diâmetros do orifício central (2,5; 3,0 e 3,5mm) e três pontas (0,5; 1,0 e 1,5mm) foram testadas. Para o ensaio laboratorial 90 raízes de incisivos bovinos retilíneas, com 15mm de comprimento e dimensões semelhantes foram utilizados. Estas foram preparados e restauradas com o pino de fibra de vidro White Post nº3 (FGM, Brasil) e RelyX Unicem (3M ESPE, USA). As raízes restauradas foram aleatoriamente divididas em nove grupos e duas fatias de 1 mm de espessura foram obtidas do terço cervical de cada uma. Todas as fatias foram analisadas em microscópio ótico e o maior e menor diâmetro do pino foi determinado por meio de software de medição digital para cálculo da área adesiva (mm²). Para realização do teste de push-out, as fatias foram centralizadas sobre o orifício central da base com o lado de maior diâmetro do pino voltado para baixo, permitindo sua extrusão durante o teste. Na sequência, foi realizado carregamento de compressão com velocidade constante de 0,5 mm/min, até ocorrer falha do sistema e a resistência adesiva (MPa) foi calculada pela razão entre a força (N) necessária para causar falha e área da superfície adesiva (mm²) do pino. A análise estatística foi realizada com ANOVA fatorial (3x3) seguido do teste de Tukey (p<0,05). Todas as fatias foram observadas com lupa estereoscópica com aumento de 40x e classificadas em seis tipos de padrão de falha em função da localização das mesmas. O MEF foi realizado com modelos 3D no software MARC/MENTAT, seguindo os mesmos parâmetros do ensaio laboratorial. As tensões analisadas foram von Mises modificado, tensão máxima principal, tensões de cisalhamento e tração. Os valores de resistência adesiva foram significantemente menores apenas para a menor ponta (0,5mm). A análise do padrão de falha indicou que bases maiores e pontas menores tendem a causar falhas coesivas (dentina ou pino). MEF mostrou que o diâmetro da base tem maior significância na distribuição de tensões do que a ponta. Os diâmetros da ponta e o da base influenciam na distribuição de tensões e nos resultados experimentais do teste de push-out. A associação do padrão de falha e da distribuição de tensões usando MEF é importante no entendimento do comportamento biomecânico do teste. O uso de pontas e bases específicas para amostras de diferentes terços radiculares deve ser preconizado.
Abstract: Even though the push-out test is widely used, its parameters aren t well established in literature. The aim of this study was to evaluate the influence of indenter and base diameters on push-out test results, by means of laboratorial and finite element analysis (FEA). Three bases with different central orifices diameters (2.5, 3.0, and 3.5 mm) and three diameters of indenters (0.5, 1.0, and 1.5 mm) were used. For the push-out test 90 bovine incisors with similar roots were selected and had its coronal part removed, leaving a root remanescent of 15 mm. These roots were prepared and restored with the fiberglass post White Post nº3 (FGM, Brazil) and RelyX Unicem (3M ESPE, USA). The roots were randomly divided into nine groups and two slices of 1 mm height were obtained from the cervical third of each one. All slices were analyzed in an optical microscope and the higher and smaller diameter of the post was determined by software of digital measurement for the bonding surface area (mm²). For the push-out test the slices were placed in the center of the base orifice, with the side of the higher diameter of the post facing downwards, allowing its extrusion during the test. A compressive load was applied with constant velocity of 0.5 mm/min, until failure of the system occurs. The bonding resistance (MPa) was calculated by the ratio between the load (N) required to cause failure of the system and the bonding area (mm²) of the post. Statistical analysis were made with ANOVA two-way and Tukey s test (p<0.05). All slices were analyzed with stereoscopic magnifying glass (40x) and classified into six failure pattern. FEA was performed using 3D models in the MARC/MENTAT software, following the same parameters of the laboratorial test. Modified von Mises stress, principal maximum stress, shear stress and tensile component were analyzed. Bond strength values significantly lower only for the smaller indenter (0,5mm). The failure pattern indicated that larger bases and small indenter lead the samples to fail more cohesively (dentin or post). FEA showed that the diameter base size had more significant influence on the stress distribution than the indenter. The indenter diameter and base size influence on stress generation and the experimental results of push-out tests. The association of failure mode and stress distribution analysis using FEA is important to better explain bonding test performance. The use of specific indenter and base diameter sizes for specimens originated by different root third should be pursued.
Keywords: Resistência adesiva
Padronização
Diâmetro da base
Diâmetro da ponta
Análise por elementos finitos
Bond strength
Standardization
Base size
Indenter diameter
Finite element analysis
Materiais dentários
Método dos elementos finitos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: ZANATTA, Rayssa Ferreira. Efeito do diâmetro da ponta aplicadora de carga e do orifício central da base no desempenho biomecânico do teste de push-out: avaliação experimental e validação por análise em elementos finitos. 2013. 89 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16950
Issue Date: 17-Jan-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf3.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.