Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16931
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Influência do tipo de reconstrução coronoradicular e remanescente dentário no comportamento biomecânico de incisivos tratados endodonticamente
Author: Veríssimo, Crisnicaw
First Advisor: Santos Filho, Paulo César de Freitas
First member of the Committee: Martins, Luís Roberto Marcondes
Second member of the Committee: Soares, Carlos José
Summary: O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do tipo de coroa, retentor e a quantidade de remanescente coronário na distribuição de tensões, deformação, resistência à fratura e padrão de fratura de incisivos centrais tratados endodonticamente. Para geração do modelo 3D foi selecionado incisivo central superior hígido. A geometria do esmalte e dentina foi mapeada com scanner de contato 3D. A dentina foi seccionada longitudinalmente no sentido mesio-distal e realizado o escaneamento do espaço negativo referente à polpa. Os arquivos *.STL foram exportados para programa Bio-CAD (Rhinoceros-3D) para modelagem com superfícies NURBS. Os modelos foram exportados para o programa de elementos finitos (FEMAP-NeiNastran), onde foi realizado a malhagem, inserção das propriedades mecânicas e condições de contorno. Foram gerados 13 modelos: incisivo hígido e 12 modelos de acordo com os 3 fatores em estudo: tipo de retentor em dois níveis: pino de fibra de vidro (PFV) e núcleo moldado fundido (NMF), tipo de coroa restauradora em dois níveis: coroa cerâmica (CC) ou coroa metálica (CM) e remanescente coronário em três níveis: remanescente de 2 mm (RE2), remanescente de 1 mm (RE1) e ausência de remanescente (ARE). Foi simulada aplicação de pressão constante no valor de 100N. Os resultados foram analisados pelo critério de von Mises e tensão máxima principal. 120 raízes bovinas foram tratadas endodonticamente e dividas em 12 grupos (n=10) de acordo com os mesmos fatores da análise por elementos finitos. Um carregamento contínuo de 0 a 100 N foi aplicado na superfície palatina em um ângulo de 135° em 5 amostras de cada para mensurar a deformação radicular na superfície vestibular e proximal seguido do carregamento contínuo até a fratura dos espécimes (n=10). Os dados foram analisados por ANOVA 3-way e teste de Tukey HSD (p<0,05). As CC e CM associadas ao pino de fibra de vidro demonstraram distribuição homogênea das tensões pela dentina radicular. O NMF demonstrou altas concentrações de tensões no interior do canal radicular. Diferenças significantes foram encontradas entre os valores de resistência à fratura: CCPFV ARE: 607,3±64,9 B,b; RE1: 890,5±180,9 A,a; RE2: 922,8±106,2 A,a; CC-NMF ARE: 724,5±82,3 B,b; RE1: 916,2±104,74 A,a; RE2: 1026,1±240,6 A,a; CMPFV ARE: 653,6±150,8 AB,b; RE1: 670,7±123,5 B,ab; RE2: 793,9±133,3 B,a; CM-NMF ARE: 749,7±179,0 A,b; RE1: 829,9±179,03 A,a; RE2: 913,6±220,0 A,a. Os dentes restaurados com PFV associados com coroas cerâmicas apresentaram padrão de fratura favoráveis. A ausência de remanescente determinou maiores valores de deformação na face vestibular. Na superfície proximal os menores valores de deformação foram observados na presença de RE2. A deformação proximal não foi influenciada pelo fator remanescente nos grupos CC-NMF. Pode-se concluir que a presença do RE1 e RE2 influenciou positivamente na deformação, padrão de distribuição de tensão, resistência e padrão de fratura independente do tipo de reconstrução corono-radicular. Na ARE, a associação entre CC e PFV apresentou melhor comportamento biomecânico. PFV associados ao preenchimento em resina composta apresentaram distribuição homogênea das tensões pela dentina radicular. A utilização de NMF associados a coroas metálicas e cerâmicas promoveram altas concentrações de tensão no interior do canal radicular.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the influence of the crown, post type and amount of remaining coronal in stress distribution, strain, fracture resistance and mode of failure root filled incisors. A sound maxillary central incisor was selected to generate the 3D model. Enamel and dentin geometry was scanned with 3D-contact scanner. The dentin was longitudinally sectioned in the mesiodistal direction and the scanning was performed in negative space on the pulp. The *.STL files were exported to Bio-CAD program (Rhinoceros-3D) for NURBS modeling. The models were exported to the finite element software (FEMAPNeiNastran) for mesh generation, mechanical properties insertion and boundary conditions. It were generated 13 models: Sound tooth and 12 models according to 3 factors under study: post type: glass fiber post (GFP) and Cast post-andcores (CPC); Crown type: ceramic crown (Cc) or metal crown (Mc) and remaining coronal structure: Without remaining coronal structure (W); 1.0 mm of remaining coronal structure (R1); and 2.0 mm of remaining coronal structure (R2). It was simulated 100N loading application on the palatal surface.The results were evaluated by the von Mises criteria and maximum principal stress. 120 Bovine roots were endodontically treated and divided into 12 groups (n= 10) according to the same factors of finite element analysis. A continuous loading from 0 to 100 N was applied in 5 samples on the palatal surface at an angle of 135° to measure the strain on buccal and proximal root surface followed by loading until fracture (n = 10). Data were analyzed by three-way ANOVA and Tukey HSD test (p <0.05). The Cc and Mc associated with the glass fiber post showed homogeneous stress distribution for root dentin. The Cpc showed high stress concentrations within the root canal. Significant differences were found between the values of fracture resistance: CcGFP W: 607,2±64,9 B,b; R1:890,4±180,9 A,a; R2:922,7±106,2 A,a; Cc-CPC W:724,5±82,3 AB,b; R1:916,2±104,7 A,a; R2:1026,1±240,6 A,a; McGFP W: 653,6±150,8 AB,b; R1:670,7±123,54 B,ab; R2:793,8±133,3 B,a; Mc-CPC W:749,7±179,0 A,b; R1:829,9±179,03 A,a; R2:913,6±220,0 A,a The teeth restored with Cc associated with PFV showed favorable mode of failure. The absence of remaining coronal structure increased values of micro-strain on the buccal surface. Smallest micro-strain values were observed in proximal surface on the presence of R2. The micro-strain values on proximal surface were not influenced by the height of the remaining in Cc-CPC groups. It can be concluded that the presence of R1 and R2 had a positive effect on pattern of stress distribution, strain, fracture resistance and mode of failure regardless the crown and post type. In the absence of remaining coronal, the association between Cc and GFP showed better biomechanical behavior. PFV associated with composite resin showed homogeneous stresses distribution by root dentin. The use of CPC associated with metallic or ceramic crowns promoted high stress concentrations within the root canal.
Keywords: Remanescente coronário
Tipos de reconstrução interna e coroa restauradora
Deformação e resistência à fratura
Análise de tensões
Dentes tratados endodonticamente
Remaining coronal structure
Type of internal reconstruction and crown restoration
Strain and fracture resistance
Stress analysis
Root filled teeth
Materais dentários
Biomecânica
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Quote: VERÍSSIMO, Crisnicaw. Influência do tipo de reconstrução coronoradicular e remanescente dentário no comportamento biomecânico de incisivos tratados endodonticamente. 2012. 139 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16931
Date of defense: 23-Feb-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf4.83 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.