Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16911
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Influência da contaminação do substrato na resistência adesiva de pinos de fibra à dentina radicular
metadata.dc.creator: Mesquita, Gabriela Campos
metadata.dc.contributor.advisor1: Mota, Adérito Soares da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Soares, Carlos José
metadata.dc.contributor.referee1: Fernandes Neto, Alfredo Júlio
metadata.dc.contributor.referee2: Pedrosa, Sérgio de Freitas
metadata.dc.description.resumo: O objetivo presente estudo foi avaliar duas hipóteses: a primeira de que a resistência de união entre pinos de fibra de vidro e a dentina radicular mediada por cimento resinoso convencional ou autoadesivo é influenciada pelo tempo decorrido entre a obturação endodôntica e o preparo do canal radicular. A segunda de que o tipo de cimento provisório e o momento do preparo do espaço para o pino (antes do procedimento provisório ou após a remoção deste) influenciem a adesão de pinos de fibra a dentina radicular mediada pelos dois tipos de cimentos resinosos. Cento e sessenta incisivos foram tratados endodonticamente. Quarenta dentes não receberam provisionalização e foram divididos em dois grupos (n=20) de acordo com o tempo decorrido entre a obturação endodôntica e o preparo do espaço para o pino (imediatamente ou decorridos sete dias), estes foram subdivididos (n=10) de acordo com o cimento resinoso utilizado para fixação final (RelyX ARC ou RelyX U100). Os demais 120 dentes foram analisados de acordo com os seguintes fatores em estudo: o cimento temporário utilizado para fixar as restaurações provisórias - HydroC (Hidróxido de Cálcio), TempBond (OZE) e TempBond NE (ZONE); o momento de preparo do espaço para o pino (antes da confecção da provisionalização ou após a sua remoção; e o cimento resinoso de fixação (RelyX ARC ou RelyX U100). Pinos de fibra de vidro cilíndrico-cônicos WhitePost #3 foram silanizados e cimentados, amostras foram armazenadas em água destilada a 37°C por 24 horas e então, seccionadas em seis fatias de 1,0 mm de espessura as quais foram submetidas ao teste de micropush-out a uma velocidade de 0,5 mm/min. Os dados foram submetidos à análise de variância e as comparações entre os grupos foram feitas através do teste de Tukey (p<0,05). Os resultados indicaram que o tempo decorrido entre a obturação endodôntica e o preparo do conduto e cimentação do pino influenciaram a união. Para ambos os cimentos testados, a resistência de união apresentou-se maior quando a cimentação era realizada decorridos sete dias do tratamento endodôntico. Além disto, demonstrou-se que o uso e o tipo de cimentos temporários, o momento do preparo do espaço para o pino e o tipos de cimentos resinosos influenciam a resistência de união. Grupos temporariamente cimentados com TempBond NE e HydroC tiveram suas resistências de união aumentadas quando o espaço para o pino foi preparado após a remoção da provisionalização. Para os grupos TempBond, o momento de preparo do espaço não foi significante para ambos os cimentos resinosos utilizados. RelyX U100 apresentou maiores valores de resistência de união do que RelyX ARC, e ainda, se mostrou menos influenciável pelas diferentes profundidades do canal. Foi possível concluir que a cimentação de pinos endodônticos com agentes resinosos deve ser feita após decorrido o tempo de presa do cimento obturador do canal radicular. O cimento de fixação autoadesivo deve ser preferido para a cimentação intrarradicular de pinos. A presença de resíduos de cimentos temporários prejudica a união final, porém o componente eugenol não apresenta efeitos negativos após o período de uma semana.
Abstract: The present study was conducted to investigate two hypotheses: the first is that the bond strength between fiberglass posts and radicular dentin mediated by auto-adhesive and conventional resin cements is influenced by the time elapsed between endodontic filling and post space preparation. The second hypothesis is that the temporary cement type, the post space preparation moment (before provisionalization or after its removal) influence the bond strengths of posts fixated with two different resin cements to dentin. One hundred and sixty bovine incisors with similar age and anatomy were endodontically treated. Forty roots did not receive provisionalization and were divided into two groups (n=20) according to the time elapsed between endodontic filling and post space preparation ( immediately or after seven days) and then subdivided (n=10) according to the resin cement used to fix the posts (RelyX ARC or RelyX U100). The other 120 roots were analyzed in accordance with the following study factors: temporary cement used to fix the provisional restorations - HydroC (Calcium hydroxide based), TempBond (OZE based) e TempBond NE (ZONE based); post space preparation moment (before provisionalization or after its removal); and the type of resin cement. Cylindrical -tapered fiberglass posts (WhitePost #3) were silaneted and cemented, samples were stored in 37°C distilled water for 24h, and after that, were sectioned into six 1mm-thick slices that were evaluated by micropush-out test at a speed of 0.5 mm/min. Data were statistically analyzed using ANOVA and post hoc tests were calculated by using Tukey s multiple comparison test. Results indicated that the time elapsed between endodontic obturation and post space preparation influenced bonding. For both resin cements tested, bond strength increased when post space preparation was conducted after endodontic cement was set. Furthermore, it was shown that the use and the type of temporary cements, the post space preparation moment and the resin cement type influenced bonding. Groups temporarily cemented with TempBond NE and HydroC had their bond strength increased when post space was prepared after the removal of provisionalization. For TempBond groups, post space preparation moment was not significant for both resin cements. RelyX U100 showed higher bond strength values than RelyX ARC, and seemed to be less affected by different root regions. We could conclude that endodontic posts cementation with composite agents should be conducted after endodontic cement setting period. Self-adhesive resin cement should be preferred when luting fiber posts. The presence of temporary cement remnants jeopardizes final bonding, however eugenol demonstrated no effect on adhesion after one-week period.
Keywords: Materiais dentários
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: MESQUITA, Gabriela Campos. Influência da contaminação do substrato na resistência adesiva de pinos de fibra à dentina radicular. 2010. 101 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16911
Issue Date: 26-Feb-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Gabriela.pdf1.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.