Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16889
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Análise de tensões pelo método de elementos finitos em próteses dento-implanto-suportadas: Influência da extensão da prótese e diâmetro do implante
metadata.dc.creator: Paula, Gustavo Assis de
metadata.dc.contributor.advisor1: Mota, Adérito Soares da
metadata.dc.contributor.referee1: Soares, Paulo Vinicius
metadata.dc.contributor.referee2: Lanza, Marcos Dias
metadata.dc.description.resumo: A impossibilidade de utilizar implantes como suportes independentes da prótese no tratamento de pacientes parcialmente edêntulos, principalmente em casos de limitações anatômicas, faz com que eles possam ser adicionados aos dentes naturais, caracterizando a prótese dento-implanto-suportada. Para que ela seja uma opção protética viável, justifica conhecer seu comportamento biomecânico para conduzir sua indicação e os cuidados que devem estar associados a esta prótese. O objetivo deste estudo foi comparar a distribuição das tensões nas estruturas de suporte e protéticas em próteses fixas dentoimplanto- suportadas e implanto-suportadas (grupo controle) pelo método de elementos finitos. Um modelo laboratorial de prótese dento-implanto-suportada de quatro elementos, sendo os pilares um primeiro pré-molar inferior e o implante de 3.75 x 10.0 mm, inserido na região do segundo molar inferior, foi utilizado para a confecção de oito modelos matemáticos bidimensionais de ambos os tipos de próteses. Quatro modelos eram de próteses dento-implantosuportadas (PDIS) e quatro de próteses implanto-suportadas (PIS), tendo como variações o número de pônticos (prótese de três e quatro elementos) e diâmetro do implante distal (3.75 x 10.0 mm ou 5.0 x 10.0 mm). Todos os modelos foram submetidos ao mesmo tipo de carregamento oclusal. A carga oclusal de 15 N e 30 N para pré-molares e molares, respectivamente, foi aplicada sobre o primeiro terço das vertentes mesiais e distais de cada cúspide, em cada elemento protético, simulando o carregamento oclusal fisiológico do bolo alimentar. As imagens plotadas foram analisadas qualitativamente. As análises foram feitas em software Ansys 9.0, a partir das tensões equivalentes de von Mises geradas. As maiores concentrações de tensões ocorreram no implante e na interface da cortical óssea com plataforma do implante, em todos os modelos. Em os tipos de próteses fixas, implantosuportadas e dento-implanto-suportadas, as de quatro elementos tiveram muita tensão concentrada entre os pônticos e na face mesial do corpo do implante. As próteses fixas com o implante de maior diâmetro (5.0 mm) e de menor extensão (prótese fixas de três elementos) apresentaram resultados mais favoráveis, sendo as tensões melhor distribuídas pelas estruturas da prótese e de suporte. Diante das limitações deste estudo, pode-se concluir que a extensão protética e o diâmetro do implante influenciaram a distribuição de tensões em ambos os tipos de próteses. Além disso, as PDIS e PIS que tinham a mesma extensão (mesmo número de pônticos) e o pilar distal com as mesmas dimensões, quando comparadas por análise qualitativa, apresentaram comportamento mecânico semelhantes.
Abstract: The impossibility of using implants as independent supports of the prosthesis in the patients treatment partially edentulous, mainly in cases of anatomical limitations, makes possible for the implants to be added to the natural teeth, characterizing the tooth-implant-supported prosthesis. The conditions for it to be a viable prosthetic option, justifies knowing its mechanical behavior in order to realize its indication and the cares that should be associated in this prosthesis. The objective of this study was to evaluate the distribution of stress in the support and prosthetic structures in the tooth-implant-supported fixed prosthesis and implant-supported by the finite elements method. A laboratorial model of tooth-implanted-supported prosthesis of four elements, considering the abutments a first inferior premolar and the implant of 3.75 x 10.0 mm inserted in the area of the second inferior molar, was used to the making of eight twodimensional mathematical models of both types of prostheses. Four models were made of tooth-implant-supported (PIDS) prostheses and four of implantsupported (PIS) prostheses, having as variations the number of pontics (prosthesis of three and four elements) and the distal implant diameter (3.75 x 10.0 mm or 5.0 x 10.0 mm). All models were submitted to the same type of occlusal load. The occlusal load was applied on the first third of the slopes mesial and distal of each peak, in each prosthetic element, simulating the occlusal physiologic load. The value of this applied load was 5% of the physiologic masticatory load value. The images plotted were qualitatively analyzed. For the quantitative analysis, points on the implant, cortical bone and structures of the prosthesis from all models were selected. Both analyses were made in Ansys 9.0 software, using the von Mises criterion for the tension distribution analysis. The largest stress concentrations occurred in the implant and in the bone cortical interface with neck of the implant, in all the eight models. In both type of fixed prosthesis, the four elements ones had a lot of concentrated tension among the pontics and in the mesial region of the implant s body, positioned in the second molar region. The fixed prosthesis with the implant of larger diameter (5.0 x 10.0 mm) and smaller extension (fixed prosthesis of three elements), presented more favorable results, considering the stress better distributed by the structures of the prosthesis and the ones of support. Due to the limitations of this study, it can be concluded that the prosthetic extension and the diameter of the implant influenced the distributions of the tensions in both types of prostheses. Besides, the PDIS and PIS that had the same extension (same pontics number), and the distal abutment with the same dimensions, compared by qualitative and quantitative analysis, presented similar mechanical behavior.
Keywords: União dente/implante
Implantes
Edêntulos parciais
Elementos finitos
Distribuição de tensões
Tooth/implant union
Implants
Partial edentulous
Finite elements
Tension distribution
Prótese dentária
Implantes dentários
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
Citation: PAULA, Gustavo Assis de. Análise de tensões pelo método de elementos finitos em próteses dento-implanto-suportadas: Influência da extensão da prótese e diâmetro do implante. 2009. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16889
Issue Date: 23-Jan-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Parte1.pdf9.53 MBAdobe PDFView/Open
Parte2.pdf9.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.