Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16745
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Imunolocalização e alterações patológicas induzidas pela infecção por Strongyloides venezuelensis em camundongos geneticamente deficientes em MHC de classe I ou II
metadata.dc.creator: Gonçalves, Ana Lúcia Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Costa-cruz, Julia Maria
metadata.dc.contributor.referee1: Santos, Ana Alice Diniz dos
metadata.dc.contributor.referee2: Taketomi, Ernesto Akio
metadata.dc.description.resumo: No presente estudo, foram analisados os mecanismos envolvidos na resposta imune de camundongos geneticamente deficientes em Major Histocompatibility Complex de classe I ou de classe II (MHC I-/- ou MHC II-/-), pós-infecção por Strongyloides venezuelensis. Camundongos C57BL/6 (WT), MHC I-/- e MHC II-/-, foram subcutaneamente infectados com 3000 larvas (L3) de S. venezuelensis e sacrificados nos dias 1, 3, 5, 8, 13 e 21 pós-infecção (p.i.). Foram colhidas amostras de sangue, pulmão e intestino delgado. As amostras teciduais foram rotineiramente processadas e coradas com hematoxilina e eosina para as análises patológicas. A presença do antígeno do parasito foi demonstrada por análise de imunohistoquímica. Os camundongos MHC II-/- apresentaram um número significativamente maior de fêmeas recuperadas do intestino delgado no dia 5 p.i. (p < 0,001) e eliminaram maior quantidade de ovos nas fezes. Entretanto, a infecção por S. venezuelensis foi completamente eliminada após 13 dias de infecção, tanto nos WT como nos MHC I-/-, já nos MHC II-/- houve uma redução significativa no número de ovos e fêmeas no 21 p.i. O número de leucócitos totais no sangue foi significativo para os animais MHC I-/- e MHC II-/-, principalmente no dia 3 p.i. (p < 0,05) em relação aos camundongos WT. A análise da mucosa duodenal confirmou a presença de parasito em todos os animais. No pulmão, a presença do antígeno foi observada nos camundongos MHC I-/- no dia 1 p.i. e em MHC II-/-, nos dias 1 e 5 p.i. No intestino delgado de animais WT, observou-se maior número de parasito no 8 p.i. e ausência do antígeno após o 13 p.i. Em animais MHC II-/-, o número de parasitos no duodeno foi reduzido no 8 p.i., quando comparado aos animais WT infectados, no entanto, o antígeno do parasito foi detectado nas porções inferiores do intestino delgado, o que não aconteceu no WT. Estes achados contribuem para melhor compreensão da resposta imune em hospedeiros imunodeficientes e apresenta potencial aplicação clínica uma vez que a metodologia utilizada no modelo experimental de imunossupressão permite a extensão dos resultados para delineamentos da resposta imune na infecção animal e humana.
Abstract: In the present study, we investigated the mechanisms involved in the immune response of Major Histocompatibility Complex class I or class II knockout mice (MHC I-/- or MHC II-/-), after S. venezuelensis infection. Wild-type C57BL/6 (WT), MHC II -/- and MHC I -/- mice were individually inoculated with 3.000 larvae (L3) of Strongyloides venezuelensis and sacrificed on days 1, 3, 5, 8, 13 and 21 post-infection (p.i.). Samples of blood, lung and small intestine were collected. The specimen were routinely processed and stained with hematoxylin-eosin for the pathological analysis. The presence of the parasite antigen was demonstrated by immunoperoxidase analysis. MHC II-/- mice presented a significantly higher number of adult worms recovered from the small intestine on day 5 p.i. (p < 0,001) and presented elevated numbers of eggs in feces. The infection by S. venezuelensis was completely eliminated after 13 days of infection in WT as well as in MHC I -/-. In MHC II -/- eggs and adult worms were still found on day 21 p.i., however with a significant reduction in their number. Leukocyte counts were higher in the peripheral blood of MHC I -/- and MHC II -/- mice, mainly on day 3 p.i. (p< 0.05) when compared toWT. The analysis of the duodenal mucosa confirmed the presence of the parasite in all mice. In the lung, the antigen presence was observed in MHC I-/- mice on day 1 p.i. and in MHC II-/- mice, on days 1 and 5 p.i. In the small intestine of WT mice, it was observed a higher number of parasites on day 8 p.i. and their absence after 13 p.i. In MHC II -/- mice, the number of parasites in the duodenum was reduced on day 8 p.i., when compared to infected WT mice, however, the parasite antigen was detected in the inferior portions of the small intestine, what did not happen in the WT. These findings contribute for a better understanding of an immunodeficient host s immune response and present potential clinical application, since the methodology used in the experimental model allows a results extension towards the delineations of immune response in both animal and human infection.
Keywords: Imunolocalização
Análise histopatológica
Camundongos C57BL/6
Strongyloides venezuelensis
Immunolocalization
Pathological analysis
C57BL/6
MHC I-/- or MHC II -/- mice
Estrongiloidíase
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::IMUNOLOGIA::IMUNOLOGIA APLICADA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Imunologia e Parasitologia Aplicadas
Citation: GONÇALVES, Ana Lúcia Ribeiro. Imunolocalização e alterações patológicas induzidas pela infecção por Strongyloides venezuelensis em camundongos geneticamente deficientes em MHC de classe I ou II. 2007. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16745
Issue Date: 31-Jul-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Imunologia e Parasitologia Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALRGoncalvesDISPRT.pdf548.71 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.