Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16730
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Embargado
Title: Eficácia in vivo de formulações lipossomais de circulação prolongada contendo miltefosina na presença ou ausência de antimoniato de meglumina para o tratamento da leishmaniose visceral
metadata.dc.creator: Faria, Karen Ferraz
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Sydnei Magno da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Frézard, Frédéric Jean Georges
metadata.dc.description.resumo: As leishmanioses são doenças negligenciadas causadas pelo protozoário Leishmania spp. Dentre as principais manifestações clínicas a leishmaniose visceral (LV) é potencialmente letal se não tratada. O tratamento dos doentes continua sendo a principal medida de controle da doença, apresentando várias limitações, como efeitos colaterais e eficácia reduzida. Em razão disso a Organização Mundial da Saúde estimula a busca por novos fármacos ou formulações que possam minimizar tais limitações. Os objetivos desse estudo foram preparar, caracterizar e avaliar a eficácia, in vitro e in vivo de formulações lipossomais de ação prolongada contendo miltefosina na presença (HePCPEG/ AM) ou ausência (HePC-PEG) de antimoniato de meglumina (AM) para tratamento da LV. HePC-PEG apresentou CC50, determinado pelo método colorimétrico MTT em macrófagos murinos, igual a 97,73μg/mL e HePC-PEG/AM igual a 105,06μg/mL, ambas taxas maiores que a miltefosina livre (44,29μg/mL), sugerindo menor toxicidade celular da droga em formulação lipossomal. Os valores de CI50, determinados pelo teste colorimétrico de redução da resazurina sobre formas promastigotas de Leishmania infantum, foram semelhantes para HePC-PEG (30,72μg/mL), HePC-PEG/AM (32,65μg/mL) e para miltefosina livre (34,23 μg/mL), sugerindo que não houve redução da atividade leishmanicida da miltefosina nas formulações. Contra amastigotas intracelulares, as formulações peguiladas reduziram significativamente as taxas de infecção dos macrófagos em relação ao controle, e macrófagos tratados com AM e com LAM. Não houve alteração da função renal nos ensaios de toxicidade aguda e eficácia terapêutica. No entanto, as enzimas utilizadas para avaliar a função hepática estavam aumentadas ensaio de eficácia terapêutica nos grupos tratados com HePC-PEG, HePC-PEG/AM e miltefosina livre. O ensaio de biodistribuição indicou maiores concentrações de Sb no sangue de camundongos BALB/c nos animais tratados com HePC-PEG/AM que no grupo HePC-PEG + LAM durante toda cinética de 96h. No fígado, 96h após o tratamento a concentração de Sb foi maior no grupo HePC-PEG + LAM que no HePC-PEG/AM. Estes resultados sugerem a influência da composição lipídica na biodistribuição do Sb. Os animais tratados com as formulações HePC-PEG/AM, HePC-PEG + AM e miltefosina apresentaram redução significativa da carga parasitária no fígado e baço em relação ao grupo controle. A formulação HePC-PEG/AM foi a que apresentou melhores resultados de supressão da carga parasitária dos camundongos, com redução significativa do número de parasitos em relação aos grupos controle e AM no fígado e em relação ao controle, AM, LAM e HePC-PEG no baço. De maneira semelhante, a mistura HePC-PEG + LAM reduziu a carga parasitaria significativamente no fígado em relação ao grupo controle e, no baço em relação aos grupos controle e AM, enquanto a miltefosina livre reduziu a carga parasitaria somente em relação ao grupo controle.Pela primeira vez a prova de conceito de que as formulações inovadoras de HePC-PEG/AM e HePC-PEG + LAM apresentam características de nanosistemas estáveis, monodispersos, biocompatíveis e induzem significativa redução das taxas de infecção de L. infantum, in vitro e in vivo, foi confirmada. Estes resultados reforçam o potencial terapêutico destas formulações e abrem novas perspectivas para o tratamento da LV
Abstract: Leishmaniases are neglected diseases caused by protozoa Leishmania spp. The main clinic manifestations are cutaneous (LC) and visceral leishmaniasis (LV). LV is able to kill if it is not treated. The treatment in infected patients is still the main step of control of the disease, with several limitations like side effects and reduced effectiveness. For this reason the World Health Organization encourages the search for new drugs or formulations that can minimize these limitations. The aim of this study were prepare, characterized and estimate the effectiveness, in vitro and in vivo, of long-acting liposomal formulations that contains miltefosine in the presence or absence of meglumine antimoniate (AM), for treatment of visceral leishmaniasis. HePC-PEG showed CC50, determined by colorimetric MTT assay in murine macrophages, equal to 97,73μg / mL and HepC-PEG / AM equals 105,06μg / mL, both higher rates than the free miltefosine (44,29μg / mL) suggesting less cellular toxicity of the drug in liposomal formulation. The IC50 values determined by colorimetric assay Resazurin reduction of promastigote forms of Leishmania infantum are similar to HePC-PEG (30,72μg / ml), PEG-HEPC / AM (32,65μg / ml) and free miltefosine (34.23 mg / mL), suggesting that there was no reduction in the leishmanicidal activity of miltefosine in the formulations. Against intracellular amastigotes, the pegylated formulations significantly reduced macrophages infection rates compared to the control and treated macrophages AM and LAM. There was no change in renal function in acute toxicity tests and therapeutic efficacy. However, the enzymes used to evaluate liver function test were increased therapeutic efficacy of the HePC-PEG treated groups, HEPC-PEG/AM free and miltefosine. The biodistribution test indicate higher concentrations of Sb in the blood of BALB/c animals treated with HEPC-PEG/AM in the HEPC-PEG + LAM group throughout kinetics 96h, In the liver 96 hours after the treatment the concentration of Sb is greater in the HEPC-PEG + LAM group in HEPC-PEG/AM. These results suggest the influence of the lipid composition in the Sb biodistribution. Animals treated with the HePC-PEG/AM formulations HePC-PEG + AM and miltefosine showed a significant reduction of the parasite load in the liver and spleen compared to control group. The HePCPEG/AM formulation was the one with the best results in suppression of the parasitic load of the mice, with significant reduction in the number of parasites in relation to control groups and AM in the liver and in the control, AM, LAM and HePCPEG spleen . Similarly, the mixture HEPC-PEG + LAM reduced parasitic load significantly in the liver compared to the control group and in the spleen compared to control groups and AM, while the free miltefosine reduced parasitic load only in the control group. First proof of concept that the innovative formulations HePC-PEG / AM and HePC-PEG + LAM nanosystems have characteristics of stable, monodisperse, biocompatible and induce significant reduction of L. infantum infection rates in vitro and in live, was confirmed. These results reinforce the therapeutic potential of these formulations and open new perspectives for the treatment of VL
Keywords: Leishmaniose visceral
Tratamento
Miltefosina
Antimoniato de meglumina, Lipossomas
Visceral leishmaniasis
Treatment, Miltefosine
Meglumine antimoniate
Liposomes
Leishmaniose visceral
Imunologia
Lipossomos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::IMUNOLOGIA::IMUNOLOGIA APLICADA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Imunologia e Parasitologia Aplicadas
Citation: FARIA, Karen Ferraz. Eficácia in vivo de formulações lipossomais de circulação prolongada contendo miltefosina na presença ou ausência de antimoniato de meglumina para o tratamento da leishmaniose visceral. 2016. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16730
Issue Date: 19-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Imunologia e Parasitologia Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EficaciaVivoFormulacoes.pdf4.87 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.